As plantas top models

Se eu pedir pra você me falar o nome de uma top model, e se você tiver entre 25 e 30 anos, provavelmente vai responder Gisele Bündchen. Se eu te perguntar o nome de um super craque do Gisele Bunchen - modelofutebol brasileiro, certamente a resposta vai ser Neymar.

Percebem que sempre temos modelos que usamos automaticamente como Neymarcomparação para respondermos a essas perguntas? Comparamos Gisele Bündchen à todas as outras top models quando dizemos que ela é a mais famosa. Se Neymar é o melhor, é porque comparando-o aos outros jogadores ele se destaca, e assim por diante.

Na ciência não é diferente!

Em estudos com plantas nós também usamos modelos! As plantas modelo!

Elas são chamadas assim porque suas características já foram estudadas a fundo e servem como guia para  outros estudos.

Arabidopsis - modelo
Arabidopsis thaliana

A planta modelo mais conhecida é a Arabidopsis thaliana, uma plantinha pequena da mesma família da mostarda. Por seu tamanho reduzido, rápido crescimento e um genoma relativamente pequeno, o sequenciamento completo do seu genoma foi mais fácil, sendo divulgado no ano 2000. Agora, mais importante do que saber quantos genes tem um organismo, é preciso saber como esses genes atuam e quais características produzem.

Genética reversa

a planta modelo

Uma maneira de saber como os genes funcionam é interromper sua atividade, através de técnicas moleculares e avaliando o desenvolvimento da planta sem a atuação daquele gene. Estudos desse tipo são chamados de genética reversa e são fundamentais para que se possa entender qual é o papel de um gene específico no desenvolvimento da planta.

Parece estranho avaliar a função de um gene a partir do seu desligamento, mas isso é muito eficiente! Quer saber o quanto a energia elétrica facilita o seu dia-a-dia? Apague a luz!

Além disso, sabendo como um gene funciona em uma planta modelo é possível dizer que genes parecidos vão funcionar da mesma maneira em outras plantas, o que aumenta muito o conhecimento sobre desenvolvimento de espécies que não são fáceis de se cultivar e estudar.

Transgenia

Plantas modelo também são bastante utilizadas para a avaliação de genes candidatos para o melhoramento genético por transgenia. É que em algumas culturas a obtenção de uma planta transgênica pode demorar muito tempo e, avaliar o resultado da atividade de um gene em uma planta modelo pode acelerar – e muito – a obtenção de respostas!

Nicotiana tabacum
Nicotiana tabacum

Em citros, por exemplo, leva-se pelo menos 18 meses até que seja possível iniciar os testes para avaliar se o gene inserido na nova planta vai mesmo desempenhar a função esperada.

Em Nicotiana tabacum, outra planta modelo muito utilizada, esse tempo pode cair para 6 meses. Gerar uma planta de tabaco contendo um novo gene é relativamente simples e essas plantas crescem rápido, permitindo que sejam testadas em curto prazo.

Recentemente, pesquisadores demonstraram que é possível confundir as bactéria que causam doenças nas plantas, através da alteração do seu sistema de comunicação, desenvolvendo plantas transgênicas de tabaco contendo o gene da bactéria Xylella fastidiosa, responsável por produzir uma molécula (DSF)Nesses tabacos transgênicos a severidade dos sintomas causados pela bactéria foi menor do que em plantas que não continham o gene. Por meio desses resultados com a planta de tabaco é que foi possível estudar esse mesmo gene nas plantas de citros também, pois já sabíamos que os resultados seriam interessantes.

Escrito por Raquel Caserta Salviatto

Sobre Descascando a ciência 65 Artigos
O objetivo do Descascando é deixar conteúdos sobre o mundo agrícola e a ciência mais fáceis de serem entendidos. Queremos facilitar o "cientifiquês", para que todos tenham acesso à informação.

2 Trackbacks / Pingbacks

  1. Técnicas de biotecnologia ajudam cientistas a "ver" o sistema de alerta de plantas - Profissão Biotec
  2. Descascando a Ciência: As plantas top models

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*