O ALIEN da citricultura ajudando no controle do HLB

alien x psilideo

Os filmes de ficção cientifica estão mais perto de você leitor do que imagina!!

Nos últimos anos, o Huanglongbing (HLB) tem sido classificada como a doença que causa mais prejuízo para a produção de laranja e é causada por uma bactéria que é transmitida por um inseto vetor chamado Diaphorina citri ou psilídeo dos citros.

Pensando em meios de proteger as laranjas contra esta doença, os produtores buscam estratégias de controle do inseto vetor. A utilização de agrotóxicos é uma das estratégias mais utilizadas, porém, a utilização intensiva destes produtos químicos pode levar a prejuízos ambientais e econômicos.

https://www.youtube.com/watch?v=ytYfzZ0rLPI

Na tentativa de reduzir a utilização de agrotóxicos, cientistas tem buscado novas formas de combate contra este inseto. E uma das áreas que tem crescido bastante nesta década é o controle biológico que por definição é a utilização de organismos vivos para controlar organismos considerados pragas.

Com base nisto, pesquisadores começaram a observar plantas que continham o psilídeo dos citros na tentativa de encontrar algum organismo que pudesse interagir com o inseto e que pudesse ajudar no seu controle. Numa dessas observações minuciosas, cientistas encontraram uma vespinha saindo de dentro do corpo morto de uma ninfa do psilídeo.

Você neste momento deve estar se perguntando…Um inseto sai de dentro de outro inseto morto?

É isso mesmo!! Para quem já assistiu o filme “Alien – O 8º Passageiro” deve se lembrar do alien saindo de dentro da barriga de um humano. Se você não conhece este filme, deve ir correndo assistir!! Nesse caso, qualquer semelhança não é mera coincidência.

Tamarixia radiata

Tamarixia radiata no controle da Diaphorina
Tamarixia radiata no controle da Diaphorina

A vespinha fêmea adulta chamada de Tamarixia radiata coloca e prende seu ovo embaixo da ninfa do psilideo. Após algum tempo, a larva sai do ovo e vai se alimentando do corpo da ninfa até se tornar adulta e sair do corpo do psilídeo morto.

A partir deste grande achado, cientistas em parceria com produtores brasileiros de laranja, começaram a produzir grande quantidade destas vespinhas em biofábricas. Dessa maneira, eles produziram quantidade suficiente, para soltar milhões destes insetos nas plantações de citros no Estado de São Paulo. E após alguns meses, puderam perceber que houve grande redução na população de psilídeo do citros.

É caro leitor, o alien da citricultura tem ajudado e muito nossos pomares de laranja, controlando o psilídeo e contribuindo para a diminuição do HLB.

Tamarixia x controle do psilideo dos citros

Escrito por Diogo Manzano Galdeano

Sobre Descascando a ciência 65 Artigos
O objetivo do Descascando é deixar conteúdos sobre o mundo agrícola e a ciência mais fáceis de serem entendidos. Queremos facilitar o "cientifiquês", para que todos tenham acesso à informação.

1 Trackback / Pingback

  1. Transferência de poderes: As superlaranjas

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*