Dia Latino-Americano e Caribenho de Luta contra a Violência à Mulher

Lendo hoje o Blog do Sakamoto percebi que a violência contra mulher não é só a física, essa é a única que salta nossos olhos e faz pensar sobre o assunto, mas as outras “agressões” sofridas por praticamente 100% das mulheres no mundo, pouca gente percebe, muitas vezes nem as próprias mulheres se dão conta.

Recentemente, assistindo um dos episódios do seriado Glee, acho que até agora o meu favorito, aborda as dificuldades que meninas, mulheres sofrem no mundo. Provavelmente essas dificuldades mostradas na série são as do tipo imperceptíveis para a grande maioria das pessoas e devem ser incomparáveis ao que a maioria das  meninas e mulheres devem sofrer no mundo oriental, árabe e em países em desenvolvimento.

O tema central do episódio é a Madonna, afinal trata-se de uma série musical, ela não foi apenas uma referência musical importante para a cultura pop, como eu achava, mas ela por meio de suas músicas levantou temas de muita importância para as mulheres e minorias. Infelizmente não consegui colocar minha cena inteira preferida aqui, mas acho que só os meninos cantando What is feel like for a girl (Como uma garota se sente) ajuda a pensar no que é ser mulher e todas as pressões e preconceitos por conta disso, pelo menos foi esse o efeito que esse clip teve em mim, nenhum homem sabe de fato como uma garota se sente.

Você mulher já parou para pensar nas pressões que sofre por ser mulher? Nas sutis agressões e ameaças que já sofreu? Ou até mesmo nas exigências que colocou a si mesma para ser mais forte? Ou até mesmo ao contrário como diz a música: “Strong inside but you don’t know it/ Good little girls they never show it/ When you open up your mouth to speak/ Could you be a little weak”?

Empresas, vocês REALMENTE sabem o que quer dizer sustentabilidade?

planeta terra 

Perdemos o Banco Real. Não sei se os clientes do banco realmente lamentam por isso, mas pra quem conhecia o case Real de sustentabilidade talvez seja alguma perda.

O Santander, comprador do Banco Real, provavelmente vai dizer que todas as práticas do Real de sustentabilidade foram mantidas e blablabla, mas qualquer um que conhecia das práticas do Real sabe que isso pode não ser bem verdade.

Vou usar um exemplo bem emblemático. Fórmula 1. O que a Fórmula 1 tem a ver com a sustentabilidade? Um esporte que transporta toneladas de equipamentos ao redor do mundo durante uns 8 meses do ano, que causa a maior poluição sonora, que queima combustível fóssil para ver quem chega mais rápido, que deve gerar uma quantidade louca de resíduos (alguém faz ideia com o que acontece com todos aqueles pneus usados nas corridas e treinos?)… Sustentável, hein? Nada contra Fórmula 1, nada mesmo, até costumo acompanhar pela tv de vez em quando, mas dizer que é um esporte sustentável é forçar bem a barra. Não que o Santander tenha dito isso, mas um banco que preza por ações que se preocupam com o futuro do planeta não tem nada a ver com o patrocínio de um esporte como esse… Ainda se fosse uma competição de vela…

Outra coisa que tem causado minha indignação… Empresas que fazem ações relacionadas a sustentabilidade e insistem no papo ação individual, economia de energia, reciclagem… Até quando as empresas vão ficar repetindo esse mantra?? Ação individual pode ajudar alguma coisa mas não vai NUNCA resolver o problema, economizar energia e reciclar não são o suficiente para conseguirmos melhorar a nossa situação no planeta. Quem DE FATO precisa mudar são as empresas e não apenas numa linha de produtos, mas em todo seu modo de produção e operação, por que será que é tão difícil de entender isso? Ok, ok, não é fácil, não é barato ser sustentável, nem tenho certeza se isso é lá muito possível, mas não me vem tentar tapar o sol com a peneira. Propagandear sustentabilidade não é sustentabilidade, nem aqui nem na China, onde acho que começam a se preocupar como tema…

Outra coisa também são os sites corporativos… Todos, TODOS (principalmente os relacionados com atividades industriais) tem em algum lugar de seus sites alguma coisa relacionada a sustentabilidade. Pode não dizer nada de concreto, mas tá aí no site que a minha empresa tem, tá? Seja lá o que de fato isso for.

Eu não gosto de ser assim rabugenta, não gosto mesmo, mas irrita ver todo mundo falando que está preocupado com o futuro do Planeta, mas de concreto mesmo só discurso, economia de energia e reciclagem, gente, vamos passar dessa fase, por favor? Quando vamos entender que a redução da população mundial e do consumo é que vão de fato fazer a diferença pra conseguirmos continuar com a espécie humana por aqui por mais algum tempo?

Imagem: http://www.flickr.com/photos/projectarchive/1232148672/

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM