A Super Eficiência Energética contra os vilões do desperdício

PRÓLOGO

Muita gente nem desconfia do que ela faz após o expediente. Nunca gostou de dormir muito, sempre foi uma pessoa elétrica, agitada, enérgica, sabe? No trabalho, como cientista de dados, às vezes sofre para manter a concentração e não desatar a conversar com os colegas. Mas, como sempre amou o mundo geek, lógica, organização, conhecimento… acredita que está no lugar certo.

A personalidade forte e descolada também lhe permite umas excentricidades: às vezes, ela pode ficar invisível e voar por aí com uma capa. Talvez ela nem se recorde muito bem de como tudo isso começou. Mas o fato é que, em alguns dias da semana, depois do trabalho, ela se torna a Super Eficiência Energética e luta contra os vilões do desperdício. Afeita e preocupadíssima com as causas ambientais, ela sabe da importância de se economizar energia para que os efeitos das mudanças climáticas possam ser atenuados.


Claro que nem tudo são flores: com sua capa multicolorida, inspirada na Etiqueta Nacional de Conservação de Energia (ENCE), às vezes ela sofre instabilidades durante o voo, principalmente quando passa por uma área em que há grande desperdício de energia. Como os indicadores da capa são dinâmicos, eles mudam de tamanho para mostrar se a região é mais eficiente (A) ou menos (D). Aquele mesmo princípio da ENCE, que indica quais são os produtos mais eficientes, sabe?

QUADRINHOS E DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA

Como hoje, dia 30 de janeiro, é comemorado o Dia do Quadrinho Nacional (adiante, você vai saber o porquê), a IEI Brasil estreia a tirinha “Super Eficiência Energética contra os Vilões do Desperdício”. O objetivo é divulgar conceitos e informações sobre eficiência energética de uma maneira divertida e mais acessível. Por ser um recurso “invisível”, muitas vezes a compreensão sobre o tema pode se tornar um pouco abstrata.

Nossa heroína tem, então, uma grande missão: ser a personificação da eficiência energética, tornando-a mais palpável. Por meio da personagem, vamos conhecer ações, implicações e impactos que a adoção de medidas de eficiência energética pode ter no nosso dia a dia, seja no meio ambiente, seja na conta de luz. A ideia é que mais tirinhas sejam publicadas ao longo do ano.

A estratégia de utilizar histórias em quadrinhos, consideradas a 9ª arte, para a divulgação científica, com ilustrações, muitas vezes bem-humoradas, de conceitos e resultados de pesquisas, tem ganhado destaque, como retratado pelo repórter Bruno de Pierro na reportagem “Ciência em tirinhas”, publicada na Revista Pesquisa Fapesp.  “A linguagem das histórias em quadrinhos [HQs] permite a compreensão mais rápida de temas científicos ao explorar recursos visuais e não apenas de texto, deixando o conteúdo mais atraente”, afirmou a ilustradora norte-americana Karen Romano Young à Pesquisa Fapesp. Karen criou a série em quadrinhos Antarctic Log, para retratar sua experiência a bordo do navio oceanográfico Laurence M. Gould, que partiu rumo à Antártida, em uma expedição científica realizada por pesquisadores do Laboratório Oceanográfico Bigelow (EUA). Dentre os temas abordados, está os efeitos do aquecimento global na região.


Antarctic Log /Reprodução

Para termos uma ideia de como as tirinhas têm se mostrado cada vez mais importantes para a divulgação científica (embora essa utilização não seja nova, data de pós Segunda Guerra, pelo menos): o Conselho Europeu de Pesquisa (ERC) mantém o programa ERCcOMICS, uma linha específica para apoiar a produção de HQs científicas, financiando quadrinhos on-line (webcomics) inspirados em projetos realizados pelo conselho. E a revista Nature publicou a HQ The fragile framework, que ilustrou os esforços de 25 anos para se chegar a um tratado internacional do clima, publicada em 24 de novembro de 2015, semanas antes da assinatura do Acordo de Paris.

Aqui no Brasil também temos tirinhas famosas que se dedicam a disseminar o conhecimento científico. É o caso das Cientirinhas, elaborada pelo ilustrador Marco Merlin, que publica as tirinhas no site do podcast Dragões de Garagem.

Cientirinhas/Reprodução

O mangá Sigma Pi, de autoria da química e ilustradora Adriana Yumi Iwata, doutoranda na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), conta a história de Branca, uma garota que entra para o clube de química de um colégio interno de sua cidade, o Sigma Pi. De uma forma lúdica, a autora aborda conceitos da área, com o intuito de mostrar que a química está em todo lugar.

Sigma Pi/Reprodução

Gostou e quer conhecer mais tirinhas de divulgação científica? Convidamos o repórter Bruno de Pierro para listar algumas das principais que ele levantou em sua apuração para a matéria da Pesquisa Fapesp. Você pode conferir a seleção no final do texto. Está imperdível!

A eficiência energética, de forma específica, também aparece em algumas tirinhas internacionais que encontramos enquanto esse post era elaborado . Muitas utilizam o humor e a ironia, mencionando ações já bem conhecidas, como a troca de lâmpadas incandescentes por lâmpadas LED, por exemplo.

AS AVENTURAS DE NHÔ-QUIM

E por que o Dia Nacional dos Quadrinhos é comemorado no dia 30 de janeiro? A data é uma homenagem à primeira história em quadrinhos brasileira, publicada pelo cartunista Angelo Agostini em 30 de janeiro de 1869. Com o título “As aventuras de Nhô-Quim, ou Impressões de uma Viagem à Corte”, a história foi publicada na revista Vida Fluminense, da qual Agostini era diretor, e conta a história de Nhô-Quim, um jovem “caipira” de 20 anos que vai conhecer a civilização e espanta-se com o progresso do Rio de Janeiro de então. Ele não conhecia o trem, nem sabia o que era um sorvete.

Atrapalhado e inocente, Nhô-Quim representa uma sátira dos costumes da época do final do século XIX. “Em As Aventuras de Nhô-Quim, aproveitava-se das desventuras de um caipira rico, ingênuo, trapalhão e exilado na Corte pela família para tecer uma sucessão de críticas irreverentes aos problemas urbanos, modismos, costumes sociais e políticos da época.”, escreve Athos Eichler Cardoso na introdução do livro “As aventuras de Nhô-Quim & Zé Caipora : os primeiros quadrinhos brasileiros 1869-1883”, do qual é organizador.

A obra está sob licença Creative Commons e pode ser baixada gratuitamente no site do Senado Federal.  As imagens dos quadrinhos foram digitalizadas dos originais das coleções de revistas encadernadas da Vida Fluminense, O Malho e Don Quixote. No livro, Cardoso aponta o pioneirismo de Agostini na criação de histórias em quadrinhos, sendo um dos primeiros do mundo (ou, talvez, o primeiro) a criar uma saga de aventura nesse estilo. Vale a pena baixar o livro e conhecer mais sobre a história!


Reprodução/ As aventuras de Nhô-Quim & Zé Caipora : os primeiros quadrinhos brasileiros 1869-1883 (clique na imagem para visualizar em tamanho maior)

Angelo Agostini também é lembrado no prêmio que leva seu nome, entregue anualmente pela Associação dos Quadrinhistas e Caricaturistas do Estado de São Paulo. Neste ano, a entrega do Troféu Angelo Agostini está em sua 35ª edição e é considerada uma das mais tradicionais premiações da área no Brasil.

LISTA DE HQs DE DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA

Finalmente, aí vai a nossa lista de HQs de divulgação científica, elaborada pelo jornalista e mestre em divulgação científica Bruno de Pierro. Obrigada pela dica, Bruno! =)

Brasileiros

Cientirinhas

http://dragoesdegaragem.com/cientirinhas/ – Marco Merlin

Um Sábado Qualquer

https://www.umsabadoqualquer.com/– Carlos Ruas

Projeto História da Ciência em Quadrinhos – Universidade Federal de Ouro Preto

http://www.leds.ufop.br/hqciencia/ / http://www.cienciaexplica.com.br/noticias/hqs-divulgacao-da-ciencia/

Ciência em Quadrinhos (anos 1950)

http://www.anosdourados.blog.br/2011/07/imagens-gibi-ciencia-em-quadrinhos.html

http://www.guiadosquadrinhos.com/capas/ciencia-em-quadrinhos/ci001100

Heróis do Clima (Caco Galhardo)

http://www.guiadosquadrinhos.com/edicao/herois-do-clima/he003101/130092

Ombros de Gigantes – História da Astronomia em Quadrinhos (USP e CNPq)

http://www.guiadosquadrinhos.com/edicao/ombros-de-gigantes-historia-da-astronomia-em-quadrinhos/om007100/82966

Darwin em Quadrinhos (Flávio Dealmeida)

https://exploradormirim.blogspot.com/2009/11/darwin-em-quadrinhos.html

Tiras Periódicas

http://tirasperiodicas.blogspot.com/

Humor com Ciência

https://www.humorcomciencia.com/tirinhas/

Os braços de Nildo e Rony / HQ do Centro de Pesquisa, Inovação e Difusão em Neuromatemática (Cepid Neuromat)

https://jornal.usp.br/universidade/extensao/hq-esclarece-sobre-trauma-que-afeta-movimentos-e-sensacoes-no-braco/

http://neuromat.numec.prp.usp.br/hq/hq_neuromat.html

======================

Estrangeiros

PhD Comicshttp://phdcomics.com/ – Jorge Cham

The Awkward Yetihttp://theawkwardyeti.com/

Neurocomichttp://www.darksidebooks.com.br/neurocomic-a-caverna-das-memorias/

The Manga Guides – https://en.m.wikipedia.org/wiki/The_Manga_Guides

http://www.guiadosquadrinhos.com/edicao/guia-manga-de-bioquimica/gu621107/97097

Sidney Harrishttp://www.sciencecartoonsplus.com/index.php

Química Geral em Quadrinhoshttps://www.blucher.com.br/livro/detalhes/quimica-geral-em-quadrinhos-725

Biografia de Darwin em quadrinhos – Simon Gurr e Eugene Byrne

https://static.comicvine.com/uploads/scale_small/2/27783/1026514-darwin.jpg

Saturday Morning Breakfast Cereal https://www.smbc-comics.com/

Science Comics (da editora Macmillan) https://us.macmillan.com/series/sciencecomics/

Lab Bratz https://www.neoclone.com/index.php?option=com_content&view=article&id=17&Itemid=40

A Lymph’s Life (Espanhol) http://www.alymphslife.com/en/

Biomiics (Espanhol) http://miriamriig.com/archivos/portfolio-type/biomiic-espanol

Bird and Moon (sobre pássaros) http://www.birdandmoon.com/  / feito por Rosemary Moscoh

Beatrice the Biologist http://www.beatricebiologist.com/

Box Plot http://www.boxplotcomic.com/

Your Wild City – http://www.yourwildcity.com/

Cartoon Abstracts http://explore.tandfonline.com/page/est/cartoon-abstracts

– Math With Bad Drawings –
https://www.facebook.com/MathWithBadDrawings/

PARA QUEM GOSTA DE QUADRINHOS


Reprodução/MIS SP

O Museu da Imagem e do Som (MIS) de São Paulo recebe a megaexposição Quadrinhos, que está distribuída por todos os espaços do museu, e, com ambientes imersivos, faz uma retrospectiva apresentada por meio de  revistas, artes originais e itens raros de HQs de diversos gêneros. Quadrinhos fica no MIS até o dia 31 de março. Saiba mais aqui.

Share

Eficiência Energética também é um recurso energético

 

Talvez você já saiba que praticar ações de eficiência energética traz vários benefícios para o meio ambiente,  para os reservatórios de água e para o bolso dos consumidores. Mas você também sabia que  ela é considerada um importante recurso energético, assim como a energia solar, a hidráulica e a eólica?

Confira o vídeo produzido pela IEI Brasil e saiba mais:

 

Share