US Patent 4150505 - Bird Trap and Cat Feeder - Leo O. Voelker, 1970Se fosse chamado de Professor Pardal, Leo O. Voelker certamente se sentiria ofendido. O problema é que seu Bird Trap and Cat Feeder [Armadilha para Pássaros e Alimentador de Gatos] parece ter saído da prancheta de um professor pardal que detesta pardais:

Uma armadilha para pássaros e alimentador de gatos para prender pássaros e alimentar um gato com os pássaros. A armadilha projetada para capturar pássaros do tamanho de pardais, mas liberar pássaros canoros menores, como cambaxirras, andorinhas e similares. O alimentador provê meios para suprir continuamente um gato ou os gatos da vizinhança com pardais para comer.

Natural de Linn, um vilarejo perdido no norte do Kansas, Mr. Voelker não faz rodeios nas justificativas apresentadas ao U.S. Patent Office. Ele parece até gostar de pássaros, mas tem um ódio especial pelos pobres pardais:

A invenção submetida resolve o problema de reduzir a população de pardais. Até agora o pardal ordinário tem proliferado grandemente, tomando, assim, o lugar de pássaros mais populares, como o canário, o blue bird [Siala sp.], a cambaxirra, a andorinha e outras aves que são atraentes à vista e agradáveis ao ouvido. Ainda por causa da população inflada dos pardais, este pássaro tornou-se uma praga devido aos seus excrementos, à construção de ninhos e ao acesso ao suprimento alimentar que normalmente seria aproveitado por outros pássaros.

Na outra ponta do invento, Mr. Voelker se preocupa com os gatos e afirma que “o alimentador de gatos por seu próprio design é autolimpante uma vez que o gato aprende rapidamente a remover o pardal da gaiola.” Além disso, nenhuma das armadilhas anteriores “apresenta a inovadora característica de capturar um pardal e ter meios para alimentar um gato com o pardal.”

imageO funcionamento, de fato, é simples como qualquer armadilha: o pardal entra numa casinha de abertura única e

o pássaro é iludido na crença de que ele não está em perigo, uma vez que o tubo pivô 52 simula a extremidade de um galho de árvore. Ainda, quando o pássaro pousa sobre o tubo pivô 52, ele pode ver a abertura 61 na frente 24 da casinha 14, que é coberta por um pedaço de vidro 36, embora o pássaro não saiba disso. […] Quando o pássaro vai tentar voar através do vidro 36, ele deixa o tubo pivotado 52 que imediatamente é levantado de sua posição horizontal original pelo peso 56. O pássaro agora está preso uma vez que o tubo pivô 52 bloqueia sua fuga através da abertura 32. Portanto, o único meio de deixar a casinha 14 é passar através do buraco 18 nos fundos. O pássaro encontra seu caminho para baixo, através do buraco 18 atravessando o tubo 44 até o alimentador de gatos 12 […] [onde] o gato agilmente puxa o pássaro para fora com sua pata e é recompensado com um pássaro pronto para o jantar.

Não é engenhosamente lindo? Entusiasmado, Voelker conclui que a “armadilha de pássaros apresentada captura com sucesso pardais, para deleite do proprietário do invento e dos gatos que jantam os pássaros.” Foi o bastante para convencer o U.S. Patent Office, que caiu feito um pato pardal ao aprovar a armadilha de Voelker sob número 4.150.505 [pdf], de 24 de abril de 1979.

Agora só falta combinar com os bichanos pra funcionar perfeitamente!


0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content