Em uma palavra [234]

decúria (de.cú.ria) s.f. 1. em desuso. grupo ou conjunto de dez indivíduos; dezena: “Encontradas duas decúrias de freiras desaparecidas”. 2. Hist. Mil. subdivisão da centúria, entre os romanos; corporação militar composta por dez soldados: “A cidade foi conquistada por apenas uma decúria”. [do latim curia = décima parte]

O Primeiro “Mundo Perdido”

lost_world_512kb.mp4_snapshot_00.49.25_[2015.06.24_21.00.32]

RAWR!

Não, não vamos fazer mais uma resenha de Jurassic World ou mesmo de seu antecessor, Jurassic Park. Em vez disso, vamos nos aprofundar mais nessa história de dinossauros no cinema. O que têm a ver Arthur Conan Doyle, dinossauros e stop motion? O elo perdido entre esses três elementos é um filme mudo lançado há 80 anos: O Mundo Perdido. Verdadeiro fóssil cinematográfico, o filme é uma adaptação de um romance homônimo do criador de Sherlock Holmes. O próprio Conan Doyle contribuiu para a adaptação de sua obra à telona. (mais…)

Em uma palavra [233]

misoneísmo (mi.so.ne.ís.mo) s.m. aversão ou oposição a todo tipo de inovações — novas ideias, costumes, artes, etc. —, rejeitadas não por motivos racionais mas apenas por não se enquadrarem na tradição estabelecida; neofobia. misoneísta, adj. [do grego misos = ódio, aversão + neos = novo + -ismo]

Em uma palavra [231]

alexitimia (a.le.xi.ti.mia) s.f. Psic. dificuldade ou incapacidade de reconhecer ou expressar, especialmente em palavras, os próprios sentimentos ou sensações; inarticulação emocional; ficar sem palavras. alexitímico, adj. 1. portador de alexitimia; 2. diz-se de sentimento inexpressável, inefável. [do grego a- = sem + lexis = palavras + thumos = alma, sentimento]

Casamentos Clandestinos

Hogarth, William, Marriage a-la-Mode, plate I, 1745 Engraving, 14 4/25″ x 17 4/5″

Eram muito comuns na Inglaterra setecentista. Tanto que, durante algum tempo, o governo de Londres multava em 100 libras o falso oficiante e em 100 libras cada pseudo-cônjuge. Mesmo assim, havia tabernas e até casas de moral duvidosa que chegavam a contratar seus próprios ministros religiosos, muitas vezes formados em teologia em universidades respeitáveis. Ou não. Por uma pequena taxa pagas a algumas casas de moral duvidosa, informavam anúncios em classificados, era possível se casar nesses lugares. Pouco importava que você estivesse bêbado feito um gambá, ou só com tesão demais por alguém: o casamento era feito e, de alguma forma, registrado.

Mesmo que fossem ilegais, esses registros nem sempre eram destruídos quando descobertos pelas autoridades. Algumas das notas depositadas no Registrar of the Consistory Courts [algo como Cartórios das Cortes Eclesiásticas] de Londres são bastante divertidas: (mais…)

As Belas Adormecidas da Ciência

AURORA

Quando um paper é publicado, espera-se que ele mantenha relevância por alguns anos e depois de ser superado acabe caindo no sono dos justos. Mas nem sempre é assim. Pode acontecer algo como o artigo do Teorema de Pick, publicado em 1900 e que passou quase setenta anos dormente antes de começar a atrair interesse, ser citado e replicado. Um paper que que dorme por anos e anos nos arquivos científicos é o equivalente acadêmico da Bela Adormecida. (mais…)

Em uma palavra [230]

avantesma (a.van.tes.ma) s.c.2g. 1. fantasma, espectro. 2. pessoa cuja presença repentina ou indesejada causa susto ou desgosto; assombração. [corruptela popular do lat. phantasma = fantasma; também se grafa e se diz abantesma e aventesma/abentesma]