Patentes Patéticas (nº. 82)

http://www.google.com/patents/US112

Quanto mais antiga uma patente, mais provável que ela seja de algo realmente útil. Afinal, muita coisa ainda não havia sido inventada e, portanto, podia ser registrada — só que isso inclui muitas patentes patéticas. O pioneiro dessa série deve ter sido Hezekiah L. Thistle, com sua Saddle for Removing the Sick and for Other Purposes [Sela para remoção dos doentes e outros propósitos], que consiste em uma (mais…)

Anjos Cadentes

Um acidente assustador ocorreu na Sexta-Feira última [30 de abril] na igreja de Madeleine, em Bruges [na Bélgica]. Um dos párocos, durante uma missa, foi subitamente lançado ao solo pela cabeça de mármore de um menino Jesus que desprendeu-se de seu corpo [o da figura] e caiu em sua testa Leia mais…

Patentes Patéticas (nº. 62)

image

Você quer ser sustentável até depois de morto? Já pensou em ser cremado? A cremação seria a última coisa em que um ambientalista ferrenho pensaria, mas pode ser a melhor opção disponível — contanto que seja sustentada por energia renovável. Pensando nisso já nos anos 1980, Kenneth H. Gardner inventou seu Cremation Apparatus and Method [Método e Aparato de Cremação], sistema no qual (mais…)

Vida após a Morte

Reiss relata a morte de uma mulher que foi enterrada apressadamente enquanto seu marido estava longe. Ao retornar, ele pediu a exumação de seu corpo [dela] e, ao abrir do caixão, o choro de uma criança foi ouvido. O infante havia evidentemente nascido postmortem. Ele acabou sendo conhecido pelo nome Leia mais…

Sagan relembra Asimov

Há exatos 20 anos, Isaac Asimov saía de cena. Filho de russos emigrados para os Estados Unidos, e com um nome que sempre teve cara de pseudônimo para os americanos, Asimov começou sua brilhante carreira de escritor no que para muitos, especialmente para seus fãs, é a idade de ouro da Ficção Científica: os anos 40 e 50 [do século XX]. Ao longo do quase meio século que se seguiu, Asimov escreveu sobre praticamente tudo — da Bíblia aos robôs. Na ocasião da morte de Asimov, em 1992, Carl Sagan, cientista e outro grande divulgador científico, escreveu o seguinte artigo para a Skeptical Inquirer: (mais…)

Patentes Patéticas (nº. 42)

caixão reutilizávelVocê já deve ter ouvido falar de caixões biodegradáveis, mas caixões reutilizáveis não seriam melhores? Harry J. Fash, inventor dessa inovação funerária, acha que sim. Ao contrário do que pode parecer, tal ideia não é exatamente “verde”. Morador de Chalfont, Pensilvânia, Mr. Fash provavelmente deve ser um agente funerário visionário. Eis o resumo de uma patente que deveria ser banal, mas é minuciosa, e tem mais de trinta figuras (!!) e trinta páginas: (mais…)

Herdeiros por telefone

Qual a melhor utilidade para uma lista telefônica hoje em dia? Escorar o pé da mesa bamba? Servir de peso de papel? Fonte de papel reciclável? Aparentemente, listas telefônicas também podem ser usadas para redistribuir renda. Foi exatamente assim que um excêntrico aristocrata português resolveu usar uma lista telefônica para Leia mais…

>As Torres do Silêncio

> A Torre do Silêncio de Yazd, no Irã (imagem: indigoprime) Na tradição zoroastriana, assim que um corpo deixa de viver, ele pode ser imediatamente invadido por demônios e tornado impuro. Para prevenir essa possessão póstuma, os seguidores de Zoroastro purificavam os corpos de seus mortos expondo-os aos elementos no Leia mais…