Animes que me animam (vol. 2)

Mais recomendações de um cara que só descobriu animações e séries orientais em 2017

Eu deveria ter falado dos primeiríssimos animes que vi e gostei na coluna passada, mas acabei me esquecendo. Também fiquei de dar recomendações de doramas coreanos. Dessa vez temos histórias de alquimia e filosofia  steampunk; contos de contadores de história do Japão de meados do século XX; os romances irrealizados de Makoto Shinkai e transplantados de uma novelinha coreana, uma comédia de erros publicitários e duas abordagens distintas sobre viagens no tempo com resultados semelhantes. (mais…)

“Campo de carvão aéreo”

Sempre temos fumaça conosco. Se num belo dia de verão procurarmos através das persianas do topo da Crystal Palace, em Sydeham, por uma vista da metrópole, naturalmente exclamamos — “Eu vejo — há fumaça!”. Esta pesada nuvem negra é sustentada pelas 500.000 ou 600.000 colunas de fumo que elevam-se das Leia mais…

As “escravisauras” das minas britânicas

Colliery Reports Futility Closet 2012-09-17 23-17-55

Muito se fala de que a industrialização inglesa fez-se sem qualquer consideração pelas duríssimas condições de trabalho que criou para seus operários. Isso não é inteiramente correto. Em 1842, uma comissão parlamentar de inquérito (ou seja, uma CPI) debruçou-se sobre as condições de trabalhos das moças e rapazes empregados em minas de carvão. Algo semelhante hoje em dia seria veiculado pela imprensa como a CPI dos Meninos-Carvoeiros ou das Escravas Isauras. Não foi sob nenhum título vistoso que a Facts and Figures reproduziu, em sua edição de 2 de maio de 1842, o relatório final da comissão, do qual destacamos os seguintes trechos: (mais…)

Patentes Patéticas (nº. 65)

http://www.google.com/patents/US634887

No finzinho do século XIX, as bicicletas estavam em alta e Samuel G. Goss, de Chicago, achou que só faltava ter música para os passeios se tornarem mais agradáveis. Como ainda não havia rádio nem gramofones portáteis — muito menos mp3-players —, a única solução que Goss encontrou foi tranformar as próprias bikes em instrumentos musicais: (mais…)

>Patentes patéticas (nº. 34)

> Já em 1930 havia gente bastante preocupada com atropelamentos a ponto de pensar em soluções práticas (ou não). Heinrich Karl, de Jersey City, New Jersey, é um exemplo desse tipo de pessoa: ele inventou um complexo mecanismo para impedir ou minimizar os efeitos de um atropelamento. O sistema, totalmente Leia mais…

>Em uma palavra [23]

> Decemnoverizar[neolog., do latim, Decem, dez e Novem, nove]  v. 1.  vestir-se como uma pessoa do século XIX ou portar-se de forma vitoriana. 2. fazer cosplay (q.v.) de personagens de romances do século XIX ou de obras steampunk. Decemnoverizado, adj.