Relatório do clima do IPCC tem que ser mais social

david parkins
imagem David Parkins

 

Ok, já sabemos que o aquecimento global existe, é causado por nós e que muita gente vai se dar mal no futuro se não fizermos nada. Isso os relatórios do clima do IPCC deixam bem claro. Eles também dão dados, tabelas, gráficos, limites de quanto CO2 ainda podemos gastar, etc.

Mas algumas coisas eles não nos dizem, como de que jeito implantar mudanças na sociedade para resolver o aquecimento?

Só saber o que está errado, e até indicar uma solução para o problema, não garante que as pessoas vão partir para a ação e resolvê-lo. As pessoas e os governos simplesmente não funcionam assim.

Por isso √© importante que daqui para frente esses relat√≥rios tenham mais participa√ß√£o de cientistas sociais, porque eles estudam pessoas, sociedades e suas rela√ß√Ķes.

Saiu um coment√°rio na Nature falando sobre isso. √Č de um dos rar√≠ssimos cientistas pol√≠ticos que participaram deste √ļltimo relat√≥rio do IPCC, por isso ele sabe como a coisa funcionou por dentro. Ele conta que s√≥ uma √°rea das ci√™ncias sociais estava bem representada: a economia. Outras √°reas como sociologia, ci√™ncia pol√≠tica e antropologia tem que estar juntas e misturadas com a f√≠sica e economia.

E tem um bom motivo para as ciências sociais ficarem de fora disso, e o motivo é que elas tocam em polêmicas que muitos querem evitar. A gente tem que lembrar que o IPCC está num cabo de guerra entre a ciência e a diplomacia, e por isso não basta um dado estar cientificamente certo para ser apresentado. Ele tem que ser um consenso político, e é aí que o bicho pega, porque cada país tem um interesse diferente sobre o mesmo dado. Por exemplo, alguns dos maiores poluidores são países emergentes, que poluem justamente porque estão emergindo, enquanto os países desenvolvidos já se desenvolveram, já poluíram, e podem se dar ao luxo de reduzir. Então de quem é a culpa do aquecimento? Quem tem mais responsabilidade para resolver? Como convencer pessoas a agir agora para evitar um mal futuro?

Ao tentar fugir desse tipo de polêmicas políticas e comportamentais, o IPCC perde força. Afinal, o objetivo é resolver o problema, e não fazer relatórios eternamente.

√Č isso que a imagem que ilustra este post, tirado do coment√°rio da Nature, representa. Genial o desenho, n√©? A ci√™ncia tem que cair fundo na sociedade.

Mas s√≥ colocar cientistas sociais n√£o vai resolver o problema, porque pessoas e sociedades s√£o as coisas mais complexas de se estudar, e mesmo dentro de cada √°rea dessas ci√™ncias ¬†tem muita discord√Ęncia. A ajuda que as sociais podem trazer √© justamente focar e direcionar essas pol√™micas, j√° que elas est√£o acostumadas com isso e tamb√©m porque que acabam sendo as pol√™micas do IPCC em alguma escala.

O importante √© deixar de fugir de pol√™micas e tentar resolver. √Č pra pegar a pol√™mica e p√īr uma melancia na cabe√ßa dela pra todo mundo ver, e chamar os cientistas sociais para tentar solucionar. Uma ideia √© fazer relat√≥rios paralelos focando nesses problemas e entregar para cientistas sociais de todo o mundo discutirem de forma independente.

Quer ganhar um Nobel? Agora VOCÊ PODE!

nobelmedal.jpgQuer ganhar o prêmio Nobel? Agora VOCÊ PODE!!!
Pode pelo menos tentar pedir um pedacinho dele concorrendo a bolsas do IPCC, o Painel Intergovernamental para Mudança do Clima. Eles ganharam o Nobel da Paz por constatarem que realmente os humanos estão esquentando a Terra. Sim, porque antes disso ninguém tinha muita certeza, e o setor de energia e petróleo sempre torceu os dedos para que a resposta fosse outra. Mas a verdade é essa, doa a quem doer.
A grana que o painel ganhou junto com a “medaglia” do Nobel foi para um fundo de financiamento de bolsas para pesquisas do clima – Na verdade foi metade dos 1,6 milh√Ķes de doletas do pr√™mio, porque ele foi dividido com o Al Gore. Leia o email abaixo que recebi pela p√≥sgradua√ß√£o da USP:

Prezado(a),
Gostaríamos de informar que está aberta a Chamada para Propostas para o Programa da Bolsa de Estudos do IPCC РIntergovernmental Panel on Climate Change.
O programa foi estabelecido com os fundos recebidos do Pr√™mio Nobel da Paz concedido ao IPCC em 2007. Sua finalidade √© dupla: desenvolver conhecimento, habilidades e a capacidade de novos acad√™micos de algumas das regi√Ķes mais vulner√°veis aos impactos das mudan√ßas clim√°ticas, e fortalecer a habilidade de pa√≠ses em desenvolvimento de contribuir √† ci√™ncia e √† pesquisa do clima.
Estudantes graduados ou doutorandos dos países em desenvolvimento que desejam se engajar na formação acadêmica, empreender habilidades avançadas de pesquisa e de aperfeiçoamento são bem-vindos aplicar-se para uma bolsa de estudos até o dia de 31 de julho 2010.
Mais informa√ß√Ķes podem ser obtidas diretamente no site do IPCC: http://www.ipcc.ch/ipcc-scholarship-programme/ipcc_scholarshipprogramme.html
Atenciosamente,
Monique Souza
Climate Change, Sustainable Development and Energy Policy Team
British Embassy, Brasilia
Visit our blogs at http://blogs.fco.gov.uk

Bom, a minha pesquisa com v√≠rus e c√Ęncer n√£o tem nada a ver com clima, mas at√© podemos sugerir um projeto para criar um v√≠rus que acabe com pelo menos metade da popula√ß√£o mundial. Isso talvez resolva o problema na ra√≠z.
Ok, acho que não passa no comitê de ética.
Mas passaria se eu conseguisse fazer um vírus que esterilize especificamente subcelebridades, como ex-BBBs ou maria-chuteiras!
Invente voc√™ tamb√©m um projeto esdr√ļxulo para acabar com o aquecimento global!