Transparência

A Apple admitiu que usou mão-de-obra infantil (aqui notícia original em inglês). No twitter o Instituto Ethos  pergunta a opinião das pessoas sobre o assunto. A resposta que eu dei foi “eu fico feliz de não ter nenhum produto da apple!”. Mas isso não quer dizer que os outros produtos eletrônicos que possuo não tenham passado por mãos infantis quando foi fabricado. Triste realidade.

É de admirar a transparência da Apple sobre o assunto, anunciou que isso foi realidade e hoje combate esse tipo de coisa, estou esperando outras empresas como a HP, a Sony, a Motorola ou a LG também se manifestarem a respeito.

Existe um documentário chamado Uma empresa decente que mostra uma empresa que fornece produtos para a Nokia na China passando por uma “auditoria ética”, é possível ver as condições de trabalho, os alojamentos, os refeitórios e perceber como as coisas funcionam na China. Ser correto não é nada fácil num mundo globalizado, principalmente num país como a China onde o crescimento tem que acontecer a qualquer custo.

Eu costumo dizer que a era do custo baixo acabou. Se você quer ter um mínimo de decência na hora de pagar um serviço ou comprar um produto ele não vai custar barato. Pagar um salário decente para funcionários, causar o menor impacto ambiental possível ou pagar por serviços ecológicos, tudo isso custa dinheiro e não sai de graça, alguém sempre vai pagar essa conta em algum momento, seja o empresário, seja o trabalhador da empresa, seja o consumidor, seja a sociedade. Até bem pouco tempo atrás essas variáveis nunca sequer eram mencionadas na hora do cálculo de preço de qualquer coisa. Ser sustentável custa, não adianta se iludir que é barato, fácil e/ou rápido. Você só tem que decidir se quer fazer as coisas certas do jeito certo ou assumir riscos de ser pego utilizando mão de obra escrava ou infantil, poluindo, acabando com comunidades locais, destruindo ecossistemas, etc.

5 Comments

  • André
    4 de março de 2010 - 15:23 | Permalink

    Como a questão ambiental passa pelo consumismo atual, um aumento de preços e uma consequente redução no consumo pode ajudar a resolver o problema

  • Elizabete
    4 de março de 2010 - 18:42 | Permalink

    Quero ouvir isso da Microsoft. Nada me tira da cabeça que seus programadores são crianças escravizadas.

  • 8 de março de 2010 - 18:43 | Permalink

    Pô. Estou olhando feio para meu macbook! Pelo menos eles confessaram o pecado, né? Isso ajuda a expiar a culpa ou não? Lembro que esses escandalos ocorreram com as empresas de tênis há alguns anos atrás. Triste. Seria bom se outras empresas confessassem também.

  • 9 de março de 2010 - 15:20 | Permalink

    Bom, Karl num mundo ideal só confessar a culpa nao seria suficiente, o perfeito seria q isso nunca tivesse acontecido, né? Mas como o mundo é torto, confessar a culpa já é um bom começo! hehe

  • 9 de março de 2010 - 15:21 | Permalink

    Sim, André, mas a nossa sociedade relaciona qualidade de vida c/ poder de compra, se as pessoas passarem a consumir menos vai todo mundo achar que o mundo tá pior…

  • Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *