Calçadas – Acessibilidade

Longe de mim ser uma pessoa que manje de acessibilidade, eu entendo super pouco e só me lembro do quanto isso é importante quando tenho que viajar e estou com uma mala grande de rodinhas. Aliás, quando estive na Europa pela primeira vez em 2005, achei que seria super fácil rodar com uma mala de rodinhas por lá por achar que tudo já estava acessível para quem tem dificuldade de locomoção. Ledo engano, pelo menos naquela época, andar de trem com malas de rodinhas era terrível, principalmente se a sua mala é grande e você não é uma pessoa muito forte, você vai depender da ajuda das pessoas.

Aqui no Brasil vi estações de metrôs serem adaptadas tanto para quem dificuldade de locomoção como para quem não enxerga, vi guias nas ruas serem rebaixadas, vi companhias de ônibus circularem com símbolos de acessibilidade e Prefeituras anunciarem calçadas que além de propiciarem melhor acessibilidade e serem mais segura também absorvem água, melhorando a permeabilização das grandes cidades.

acessibilidade

É muito legal, muito bonito, é um começo, mas como lidar com esse problema quando a gente planejou tudo muito mal? Veja os exemplos de calçadas que eu tenho na rua da minha casa, em São José dos Campos:

calcada1

Imagem: Google Street View

Tá vendo o poste bem no meio da calçada? Como uma cadeira de rodas ou um carrinho de bebê passa ali? Como faz?

Olha outro exemplo:

calcada2

Imagem: Google Street View

Colocaram a calçada padrão da prefeitura, a “calçada segura”, mas será que um cadeirante passa ali entre o prédio e a árvore? Será que tá seguro mesmo? Será que tirar a árvore é uma opção?

Andando por ai já vi tantos outros exemplos assim, como esquinas com guias rebaixadas em que as calçadas ao longo da rua tem degraus, carros estacionando nas calçadas sem rebaixamento de guia, ausência de calçada…

Existe solução para esses problemas? Ou temos que aprender a conviver com eles para sempre? Ou o mundo será dominado pelos carros e iremos abolir as calçadas? Se alguém tiver sugestões por favor, use a caixa de comentários.

Água

Hoje é dia Mundia da Água e eu resolvi escrever sobre uma ONG que tomei conhecimento ano passado e adorei, a Charity: Water. Eles levam água limpa e segura para pessoas em países em desenvolvimento e não é simplesmente doando dinheiro para levar água engarrafada para essas pessoas, eles constroem poços de água para comunidades que teriam que caminhar kilometros todos os dias para ter acesso a um líquido. E repare que eu falei líquido e não água e não água potável.

 

E por que água? Porque água muda tudo! E eles explicam como no video abaixo (em inglês).

Não é à toa que existe um dia internacional para esse bem tão precioso, né?

E além de escolherem uma coisa básica para ajudar as famílias do mundo em desenvolvimento eles ainda resolveram usar a internet e todas as suas possibilidades para arrecadar mais e também para provar a seus doadores como o dinheiro deles está sendo empregado.

Se você doa para a ONG você sabe onde seu dinheiro foi empregado, ele vai exatamente para construção de um poço. Com a doação você terá acesso ao My Charity: water, lá é possível escolher qual projeto quer doar e acompanhar todas as etapas dele pelo site, eles tem até um exemplo de como funciona. Ou ainda você pode ver a localização de cada poço construído no Google Maps, com fotos do local e as coordenadas geográficas de cada um dos poços espalhados pelo mundo. Você também pode usar o canal para pedir doações e fazer campanhas, por exemplo, se você for fazer aniversário e quiser ao invés de pedir presentes pedir para seus amigos fazerem doações para a ONG e usar a página para mostrar o que foi feito com o dinheiro doado por eles.

Em setembro, quando a ONG faz aniversário, eles fizeram uma campanha especial pedindo doações para uma nova frota de equipamentos de perfuração de poços, eles conseguiram mais de U$1,2 milhões emdoações. Em maio eles iriam começar os serviços com os equipamentos novos, mas como o primeiro equipamento novo de perfuração já chegou, a comemoração foi feita com um video do primeiro poço a ser furado com os equipamentos comprados com a campanha realizada em setembro, veja:

September Campaign 2011 Rig is drilling in Northern Ethiopia! from charity: water on Vimeo.

Toda a nova frota será equipada com GPS para que todos possam acomanhar o trabalho de perfuração de poços e saber onde exatamente está acontecendo.

Provavelmente no dia de hoje você vai ouvir muito sobre a importância da água, como conservá-la e não disperdiçá-la, eu resolvi mostrar como uma ONG resolveu usar a internet, as redes sociais para levar água efetivamente para quem precisa.

Moradia Alternativa – Numa era pós petróleo

Ouço dizer, acho que já tem uns 20 anos, que o petróleo vai acabar. Meu pai que sempre trabalhou numa petrolífera sempre disse que isso era metira, eu fiz geologia e nunca ouvi de um único geólogo* que petróleo vai acabar, já ouvi dizer que um dia vamos olhar para atrás e nos sentirmos uns idiotas por ter queimado petróleo, que simplesmente vamos descobrir que queimá-lo era a mais estúpida e idiota das coisas que poderíamos fazer com o tal ouro negro, mas enquanto isso…

Apostando que um dia o petróleo vai acabar e que os silos de armazenamento de óleo do mundo (são 49.000 silo de petróleo em 660 mil refinarias em todo o mundo) serão abandonados tem gente pensando em reutilizá-los como moradias! Sim, casas para seres humanos! É a ideia do coletivo de arquitetura chamado Pinkcloud que desenhou casas sustentáveis para o mundo pós petróleo.

pinkcloud-dk_oil_silo_home_01

A ideia mostrada no site é super bem feita e estruturada, dá até pra achar que já podemos encomendar nossas casas redondas, mas isso ainda é uma ideia para o futuro.

Os arquitetos que elaboraram o projeto afirmam que utilizar esses silos será uma ideia mais sustentável pois vai economizar custos com novas construções e ainda será possível instalar soluções sustentáveis como paineis solares em toda superfície da esfera, além de que a forma do silo é uma vantagem no quesito eficiência térmica. Os autores do projeto também afirmam que o custo de reforma do silo (que poderia abrigar até 3 famílias) seria menor que a construção de 3 casas médias americanas. Veja todos os detalhes no site deles (em inglês).

Print

Achei a ideia muito boa pelo simples fato de se pensar em reutilizar uma estrutura que, se de fato o petróleo acabar, será inutilizada e sem contar que ter prédios redondos ou mesmo casas deve ser bastante curioso!

*Por conta de uma confusão minha tinha 2 posts iguais e acabei apagando o que tinha o comentário de uma pessoa com um link de um geólogo com estudos sobre o fim do petróleo. Bom, dos meus professores nunca ouvi categoricamente que petróleo tinha data para acabar, acho q fica melhor assim, de qualquer forma essa é uma outra discussão…

China

Estive de férias na China mês passado e resolvi contar um pouquinho das minhas impressões aqui. Talvez toda a viagem eu conte num outro blog, mas no momento vou me atentar às impressões.

Estive em Hong Kong, Pequim, Xi’an, Lhasa (Tibete) e Chengdu e cada uma das cidades me chamou a atenção por aspectos bem diferentes, até pareciam países diferentes. Mas no aspecto geral não vi coleta seletiva séria, aliás, existe isso em algum lugar do mundo? Talvez o Japão, os países nórdicos da Europa, mas de forma geral coleta seletiva depende da boa vontade dos cidadãos e ai já viu, é difícil mesmo. Em Hong Kong onde eu achei que isso seria mais sério fiquei na casa de um parente e não vi lá nenhuma separação de lixo, ou seja, se você não quiser fazer, não faz e pronto. Nas outras cidade fiquei em hotel então não deu pra saber se funciona, mas nas ruas quase não vi cestos de lixo para separação (não que isso funcione, mas já um começo).

Trânsito… Eu juro que fiquei impressionada, não esperava que fosse TÃO caótico! Sabe o trânsito da Índia? Então, tira as vacas, esse é o trânsito da China, pelo menos foi essa sensação que eu tive. Nas cidades as motos são proibidas, só podem circular umas motinhos elétricas que não atingem uma velocidade muito alta, mas são silenciosas e isso muitas vezes pode ser um problema quando você está tentando atravessar a rua. Achei um videozinho pra ilustrar o caos que é o trânsito, o video é em Shangai e eu não fui pra lá, mas todas as cidades da China me parecem que não são nada diferentes. Ah! Já estava me esquecendo, se buzina pra tudo! Tudo mesmo.

Sugiro dar uma busca no youtube pra ver as maiores locuras que o trânsito da China é capaz.

Conheci a reserva dos Pandas em Chengdu, o lugar é sensacional é um zoológico, mas só de pandas, tanto o gigante como o vermelho. Com certeza vale a visita, quem me conhece sabe que eu adoro ursos, então imagina como eu gostei. Eles tem um programa de voluntariado, você paga uma taxa (que eles chamam de doação) e você pode trabalhar um dia na reserva e ganha um certificado e tudo, não tive a oportunidade de fazer isso, mas gostaria muito um dia. Ah, foi o único lugar da China que eu fui e é proibido fumar e as pessoas respeitaram! Um verdadeiro alívio para o meu nariz, que sentiu cheiro de cigarro até no avião!

Chengdu (21)

Pandas da reserva de Chengdu

A coisa mais sustentável que eu vi na China foi a obra da ferrovia que liga a China ao Tibet, bom, pelo menos em alguns trechos eles fizeram proteção para os animais silvestres não atravessarem a ferrovia, em alguns trechos tem passagem para os animais sob a ferrovia.

trem (67)

Grade ao longo de toda ferrovia

As sacolinhas plásticas de graça, apesar de terem sido proibidas, ainda são bastante usadas, em alguns lugares até são de graça, pelo menos não notei que me cobraram. No Tibet fui num supermercado que a sacola que eles distribuiam era de tecido e de graça, veja a foto.

trem (122)

Bom, as preocupações com meio ambiente no dia-a-dia ainda são bem incipientes na China, não notei que é a prioridade número 1 deles, nem haveria de ser, afinal, o mundo respira economia e não meio ambiente, né? E todo mundo ainda acredita que meio ambiente é a última coisa a ser pensada, então eu notei que eles só estão cometendo os mesmos erros que a humanidade vem cometendo… Uma pena.

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM