Rio+20

Portugese

Pois bem pessoal, vou trabalhar de voluntária na Rio+20, esse fim-de-semana estou indo para o Rio de Janeiro para participar de um treinamento e ai então saber de fato o que vou fazer.

Segundo o site em que me inscrevi existem 4 possibilidades:

  • Visitas às comunidades: acompanhamento do público ao programa de visitação comunitária que será promovido pelo CNO e pelo governo do Estado. Número estimado de voluntários: 200 (sendo 100 residentes das 5 comunidades que receberão visitas e 100 estudantes universitários com fluência em inglês).
  • Atividades na área de sustentabilidade: Acompanhamento de atividades indicadas pela Coordenação de Sustentabilidade do CNO. Número estimado de voluntários: 300.
  • Atividades na área de tecnologia da informação (TI): acompanhamento de atividades indicadas pela Coordenação de TI do CNO. Número estimado de voluntários: 100.
  • Atividades de orientação e apoio à área de sociedade civil: atividades de informação e orientação ao público da Conferência, especialmente nos eventos promovidos nos espaços da sociedade civil. Número estimado de voluntários: 1100.

Acho que me encaixo mais na segunda opção, mas não sei se serão eles ou eu quem vai decidir isso… Semana que vem volto com notícias.

Pra quem ainda não sabe o que é a Rio+20

Essa é mais uma conferência da ONU, essa é especial por marcar 20 anos da Eco-92 (só pra lembrar naquele tempo não tinha internet, por isso não tem um site oficial). O que se pretende com essa conferência é a renovação do compromisso político com o desenvolvimento sustentável do mundo. Os dois principais temas dessa conferência serão: I) Economia verde no contexto do desenvolvimento sustentável e na erradicação da pobreza e II) o quadro institucional para o desenvolvimento sustentável (seja lá o que isso signifique de fato).

Acho a intenção dessas conferências lindas, porém nem sempre as intenções delas se tornam realidade. Mas o simples fato de mais de 100 chefes de estado se reunirem pra discutir meio ambiente e erradicação da pobreza me parece louvável. Tem que ser otimista, né? É o que digo, no momento é o que é possível fazer…

Midway

midway3midway5midway6

midway4midway2midway1

Provavelmente as fotos das aves mortas com as mais variadas quinquilharias dentro delas não é uma grande novidade, você pode conferir todas no site do fotógrafo Chris Jordan.

O atol de Midway é um dos lugares mais remotos do planeta, fica no norte do oceano Pacífico entre o Japão e a América do Norte, ele fica perto daquele mar de lixo que existe no Pacífico, aí fica fácil de entender a quantidade de lixo encontrada dentro das aves por lá. E não é só dentro delas mas também em algumas área das ilhas é possível encontrar o lixo que chega do mar.

O fotógrafo Chris Jordan resolveu fazer um filme sobre Midway, segundo o site do projeto este é o trabalho de uma jornada visual poderosa no coração de uma espantosa tragédia ambiental muito simbólica. “Milhares de albratozes morrem nessa ilha por confundir com comida pedaços de plásticos que encontram no mar. As imagens são icônicas. O objetivo, no entanto, é olhar para além do sofrimento e da tragédia. No meio do Oceano Pacífico temos a oportunidade de ver o nosso mundo em contexto. No meio do caminho não podemos negar o impacto que temos sobre o planeta. Mas, ao mesmo tempo, ficamos impressionados com a beleza da terra e da paisagem sonora da vida selvagem que nos rodeia, e é aqui que podemos ver o milagre que é a vida nesta terra. Assim é com o conhecimento do nosso impacto aqui que devemos encontrar um caminho a seguir.” Tradução livre minha.

Aqui cabe perfeitamente o clichezão: imagens valem mais do que mil palavras, né? Nem preciso gastar muito tempo escrevendo para se sentir sensibilizado por elas. E não pense que por você viver no Atlântico Sul você não tem nada a ver com isso, sabe as correntes marinhas? Sabe os navios que cruzam o planeta transportando de tudo? É, esse é o mundo globalizado, não existe nada que não esteja interligado! Pense nisso antes de jogar aquela tampinha, aquele plastinho da bala ou o lacre de uma etiqueta na rua…

Você pode ver o trailer do filme abaixo.

Dica por e-mail do José Eli da Veiga.

Sustentabilidade e liderança

Geralmente quando vejo essas duas palavras juntas eu penso que foi eleito o mais novo nome da sustentabilidade por ai, mas dessa vez eu encontrei um video de um professor da Universidade de Harvard – Robert Kaplan – que demonstra que sustentabilidade tem tudo a ver com liderança. Sem liderança não há sustentabilidade, simples assim, uma vez que liderança, segundo a definição do professor, é descobrir o que você acredita e ter coragem de fazer essa crença acontecer. Portanto você só é um líder da sustentabilidade se de fato acredita nisso e faz algo para que ela seja realidade, ou seja, colocar no website da sua empresa que você é sustentável pode ser um começo, mas não é o suficiente ou apenas criar um departamento de sustentabilidade atrelado ao pessoal de comunicação e marketing, também não te fará líder.

harvard-logo_green400

O professor usa a própria universidade como exemplo do que é liderança em sustentabilidade e aponta 4 pontos como os mais importantes:

1) Ter uma visão, um objetivo claro. No caso de Harvard: Reduzir em 30% suas emissões de gases de enfeito estufa em 10 anos. (ano base das emissões: 2006)

2) Ter essa visão como prioridade. Não é tão simples assim, é ter comprometimento em fazer da visão uma realidade na alegria, na tristeza, na riqueza ou na pobreza.

3) Alinhar a visão com todos envolvidos. No caso de Harvard cada uma das escolas tem comitês executivos para tornar possível a meta definida e eles ainda ajudam na mudança de cultura.

4) Ter um plano de ação específico com bons líderes para conduzí-lo. Todos os envolvidos tem de saber exatamente o que fazer para atingir a meta e de forma realista.

Provavelmente esses 4 pontos servem de exemplo para liderar qualquer coisa e não só a sustentabilidade, mas o legal do vídeo é ver como a Universidade se guia neles para se tornar mais sustentável. Não é a toa que Harvard está sempre entre as universidades tops do mundo. Veja o site da universidade que cuida da sustentabilidade do campus.

Segue o vídeo abaixo, em inglês:

Será que existe alguma universidade brasileira tão comprometida assim com a sustentabilidade? Ou será que sustentabilidade não é uma prioridade?

E as empresas? Quantas você vê por ai que realmente não abandonam a sustentabilidade no primeiro suspiro de crise? Ou que de fato consegue engajar e convencer as pessoas nessa empreitada?

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM