>

Em 1938, a American Mathematical Montly publicou um artigo incomum: “Uma contribuição para a Teoria Matemática do Grande Jogo de Caça”. Os autores, Ralph Boas e Frank Smithies apresentaram 16 maneiras de pegar um leão através de técnicas inspiradas em física e matemática modernas. Exemplos (não tente fazer isso em casa):

Isso só aconteceu por que o domador não tinha noções de matemática e lógica avançadas.

Método da Geometria Inversiva: Nós colocamos uma jaula esférica em um deserto, entramos nela e nos trancamos. Aplicamos uma inversão geométrica na jaula. Aí, o leão fica dentro dela enquanto nós estamos fora.
Método Topológico: Nós observamos que um leão tem pelo menos a conectividade de um torus. Nós transportamos o deserto para um espaço quadridimensional. Aí, é possível causar tamanha deformação no leão que ele volta ao espaço de três dimensões com um nó.
Método Dirac: Nós observamos que os leões são, ipso facto, não-observáveis no Deserto do Saara. Consequentemente, se há quaisquer leões no Saara, eles são dóceis. A captura de um leão dócil fica como um exercício para o leitor.
Metódo Relativístico: Nós distribuímos entre os leões do deserto uma isca contendo grandes porções da [estrela] Companheria de Sirius. Quando iscas suficientes forem capturadas, nós projetamos um raio de luz através do deserto. Esses raios vão se curvar justamente em volta dos leões, que se tornarão tão enfraquecidos que poderemos nos aproximar impunemente.

O artigo original virou uma grande brincadeira entre os matemáticos e físicos, que criaram novas técnicas ao longo dos anos:
  • Método Exponencial: Seja A o operador que fecha uma palavra entre aspas. Seu quadrado, A², fecha a palavra em aspas duplas. O operador satisfaz claramente a lei dos índices, i.e., AmAn = Am+n. Escreva a palavra “leão” sem aspas. Aplique o operador A-1. Aí, um leão vai sair da página. É aconselhável trancar a página dentro de uma jaula antes de aplicar o operador. (I.J. Good, 1965)
  • Método da Teoria dos Jogos: [Caçar] um leão é um grande jogo. Assim, a fortiori, o leão é um jogo. Portanto, existe uma estratégia ótima [para ele]. Siga a estratégia. (Otto Morphy, 1968)
  • Método da Mecânica Analítica: Desde que o leão tenha massa não-nula, ele tem momentos de inércia. Capture-o durante um desses momentos. (Patricia Dudley et. al., 1968)
  • Método das Funções Naturais. [Esse tem um trocadilho matematicamente infame em inglês] O leão, tendo passado sua vida no Saara, certamente terá tan [tangente ou brozeado]. Induza o leão a deitar-se de barriga para cima. Aí, pela virtude da recíproca de tan, ele pode ser cot [cotangente ou tocaiado]. (Dudley et al.)
  • Metódo da Análise Não-padronizada. Em um universo não-padronizado (por exemplo, o mundo de Oz) leões são covardes e podem ser pegos facilmente. Pelo princípio da transferência, essa possibilidade existe em nosso universo (padrão). (Houston Euler et al., 1985)
Alguém tem novas contribuições técnicas para caçadas geeks?

0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content