Triste Fim de um Homenzinho Verde

Entre as personagens que recentemente atraíram a atenção do público em Brighton estava uma original, ou que seria original, genericamente conhecida pelo apelativo de ‘green man’. Ele vestia pantalonas verdes, colete verde, gravata verde. E, embora suas orelhas, suas suíças, suas sobrancelhas e suas bochechas fossem empoadas, seu semblante, indubitavelmente Leia mais…

Sherlockiana

Um detetive tão culto e erudito quanto Sherlock Holmes não poderia deixar de escrever algumas obras sobre seu ofício. Segundo Vincent Starrett, em The Private Life of Sherlock Holmes, esta é a bibliografia completa do detetive de Baker Street: Chaldean Roots in the Ancient Cornish Language [Raízes Caldeias no Antigo Leia mais…

Conflitos Esquecidos [12] — Guerra(s) Luso-Turca(s)

Ao estudar a história da ascenção do Império Português no século XVI, poucos autores e professores lembram-se de mencionar os opositores de tal expansão. Não são apenas os nativos americanos que são historicamente desprezados. Até mesmo os longos conflitos com o poderoso Império Otomano pela posse do Oceano Índico e a influência sobre a África Oriental são esquecidos.

A rivalidade entre lusos e turcos remontava a 1509, quando os portugueses conquistaram Diu, na Índia. Embora não fosse um império colonial (ao menos não no sentido ocidental), o Império Otomano tinha grande influência econômica e política sobre o Oceano Índico. Consequentemente, a expansão portuguesa era uma ameaça aos turcos. Além dos motivos econômicos, havia a rivalidade religiosa: Portugal era então a maior potência cristã e a Turquia Otomana era a potência islâmica. (mais…)

Patentes Patéticas (nº. 52)

antena hiperlumínica

Você se sente frustrado pelos delays dos sinais de satélite? Acha que os grandes atrasos nas comunicações interplanetárias é que são o verdadeiro impedimento à conquista do espaço? Uma solução seria transmitir sinais a uma velocidade maior do que a da luz. Mas se você acha que não existe tecnologia para isso, não conhece a Hyper-light-speed antenna. Trata-se de (mais…)

Sagan relembra Asimov

Há exatos 20 anos, Isaac Asimov saía de cena. Filho de russos emigrados para os Estados Unidos, e com um nome que sempre teve cara de pseudônimo para os americanos, Asimov começou sua brilhante carreira de escritor no que para muitos, especialmente para seus fãs, é a idade de ouro da Ficção Científica: os anos 40 e 50 [do século XX]. Ao longo do quase meio século que se seguiu, Asimov escreveu sobre praticamente tudo — da Bíblia aos robôs. Na ocasião da morte de Asimov, em 1992, Carl Sagan, cientista e outro grande divulgador científico, escreveu o seguinte artigo para a Skeptical Inquirer: (mais…)

Em uma palavra [98]

gaudiloquência (gau.di.lo.quên.cia) s.f. discurso cheio de gáudio, isto é, de alegria ou de felicidade. gaudiloquente, adj. [do lat. gaudium = alegria + loquus = fala, discurso] Um discurso aborrecido, por outro lado, é uma aborloquência.