Descoberto o mecanismo de ativação de genes: estava nas nossas costas

dna-gráfico

Embora o DNA tenha essa imagem de dupla hélice bonitinha e bem-organizada, isso não corresponde exatamente à realidade. A macromolécula que armazena as receitas para criar e manter um ser vivo está mais para um grande barato doido de ácido nucleico… coisado. Como se ligam e se desligam genes nesse emaranhado todo? A resposta sempre esteve nas costas de (quase) todo estudante universitário. (mais…)

Um rascunho de videogame de Sagan

Speace Invaders V.1 by Lexis-Barant

Um dos telejogos mais antigos que existem é o Space Invaders. Lançado em 1978 nos arcades japoneses e dois anos depois no Atari 2600, seus gráficos de 8-bit mostram apenas uma nuvem de icônicos alienígenas quadriculados que devem ser abatidos com pixels de laser. Jogo de saudosa memória para muita gente e inspirado em Guerra dos Mundos e Star Wars, Space Invaders não parece ter agradado ao autor de Cosmos.

Ao contrário de muita gente na época, que demonizava os jogos eletrônicos, Carl Sagan reconheceu o potencial dos games para educar enquanto entretém. No entanto, Sagan não tinha muito idéia de como começar a projetar um jogo. Suas exigências de um jogo “astronomicamente correto” estavam além das possibilidades técnicas da época.

No rascunho datilografado em duas páginas que traduzimos a seguir — arquivado como “confidencial” entre as “viagens de ideia” do astrônomo-comunicador —, Sagan imagina o que seria um jogo ideal para ensinar astronomia “num contexto tão excitante quanto o de videogames mais violentos” e no qual o objetivo seria revirar a galáxia em busca de um contato: (mais…)

Memória Fotográfica: Jacob Riis

hester st.

Hester Street, c. 1890 (Jacob Riis)

Nova York, fim do século XIX. Aqui é a porta de entrada dos EUA, com suas mansões, avenidas, cartolas, vestidos, telégrafos, eletricidade, ferrovias, máquinas fotográficas… Uma das inúmeras máquinas fotográficas nova-iorquinas era de um imigrante dinamarquês. Jacob Riis viveu na miséria nos dois lados do Atlântico. Em vez de se deslumbrar com as riquezas da “América”, ele focou suas lentes para os recantos esquecidos da Belle Èpoque: os cortiços e barracos, as vielas sujas e escuras, as delegacias de polícia e os albergues, os ladrões e os membros de gangues, os velhos abandonados e os imigrantes que descobrem que o Novo Mundo não é bem uma terra de oportunidades… (mais…)

Em uma palavra [254]

eversão (e.ver.são) s.f. 1. destruição, ruína, desmoronamento: “Eversão de barragem deixa centenas de famílias desabrigadas.” 2. subversão, revolução, motim, levante: “Eversão popular incendeia as ruas do país”. eversivo, adj. destruidor, ruinoso; subversivo. eversor, adj. que causa ou inspira eversão.

Halobenzenopoesia

Reações de amido de potássio Com halobenzenos em amônia Via intermediários de benzeno ocorrem. Bergstrom e colaboradores reportam, Baseados em competições entre dois componentes, Que bromobenzeno é o mais rápido a reagir, De perto seguido pelo iodobenzeno, Com o cloro-composto bem atrás E fluorobenzeno sendo bastante inerte No ponto de Leia mais…

Em uma palavra [252]

trenodia (tre.no.di.a) s.f. poema ou canção que expressa pesar e lamentação pelos mortos; elegia ou hino fúnebre; nênia: “Em meio ao pranto de todos, ouviu-se a trenodia composta pelos netos da falecida”. [do gr. threnoidia, a partir de threno = lamento, luto + aidein = canto, cantar; cp. com melodia]