Nanomotores salgados

Parece uma imagem ruim de uma árvore vista de baixo, mas é a emissão de micropropulsor iônico vista ao microscópio. [imagem: Kurt Terhune/Michigan Tech]

A miniaturização tecnológica operou maravilhas na Terra nas últimas décadas — e graças à crescente diminuição de componentes eletrônicos que você pode levar no bolso um smartphone equivalente a uma máquina fotográfica, máquina de escrever, computador, jukebox e telefone. Agora que alcançamos os limites da miniaturização na Terra, o desafio é mandar essa tecnologia para o espaço. (mais…)

Esta plantinha faz cubos mágicos

Esta plantinha é a C. roseus, mas pode chamar de maria-sem-vergonha ou fábrica de cubos mágicos moleculares. [Imagem: wikimedia]

Fazer pesquisa bioquímica com plantas é um quebra-cabeça para os cientistas. Não é fácil isolar uma molécula em meio a várias produzidas por uma mesma planta e com fórmulas moleculares bastante parecidas. Porque, afinal, as plantas produzem tantas moléculas tão pouco diferentes entre si? Segundo um estudo recente, a resposta é que o quebra-cabeça molecular é mais parecido com um cubo mágico do que com um joguinho simples de peças de encaixar. (mais…)

Nanociência em Queda Livre

Não é muito difícil imaginar o laboratório de um grupo de cientistas de materiais: num ambiente claro e limpo, temos algumas bancadas ou mesas, óculos de proteção, jalecos e equipamentos como computadores, microscópios, centrífugas e a indispensável máquina de café. É em lugares assim que são estudados e desenvolvidos novos materiais com as mais diversas aplicações. Mas nem todo material pode ser estudado com esses aparatos num ambiente laboratorial tranquilo. Essa é uma das descobertas feitas recentemente por pesquisadores australianos. (mais…)

Como se forma o gelo?

gota de gelo

“Simples, basta colocar um pouco de água dentro do congelador” — você poderia dizer, esperto leitor. Mas o quê, exatamente, acontece lá dentro, não do congelador, mas da própria água? A cristalização começa por dentro ou por fora do H2O? Essa pergunta aparentemente simples vem esquentando a cabeça de físicos e químicos nos últimos 10 anos. Segundo cientistas chineses a resposta é: depende. (mais…)

Medindo as forças de Van der Waals

Vanderval: um bom nome para uma lagartixa

Vamos voltar às aulas de química do colegial: as ligações iônicas juntam átomos por meio de atrações eletrostáticas formando moléculas. As moléculas, por sua vez, unem-se pela influência das pontes de hidrogênio (que são fortes) ou da forças de van der Waals (que é fraca). Tão fraca é a força de van der Waals que ela nem recebe muita atenção dos professores. Nem dos físico-químicos, pois essa interação só foi mensurada com precisão recentemente. (mais…)

As reviravoltas em torno de KIC 8462852

TabbyStar

Concepção artística de KIC 8462852 segundo a hipótese da nuvem de cometas

Nos últimos meses uma estrela tem causado polêmica na comunidade astronômica e vem sendo reportada com estardalhaço na mídia. KIC 8462852 é o nome da estrela que se tornou alvo de especulações quando uma astrônoma revelou seu padrão de luminosidade, considerado irregular e inexplicável. Não demorou muito para aparecer uma hipótese de que o comportamento do astro fosse reflexo da presença de uma civilização extraterrestre bastante avançada em suas imediações. Pesquisas mais recentes mostram que não é para tanto. (mais…)

A harmonia de quatro mundos

Kepler-223

Kepler-223 e seu quarteto de planetas.

UM DOIS TRÊS QUATRO, UM DOIS TRÊS QUATRO, UM DOIS TRÊS QUATRO… É mais ou menos assim, numa espécie de compasso quaternário, que giram os quatro grandes planetas gasosos do sistema Kepler-223. Embora seja diferentes de Júpiter, Saturno, Urano e Netuno, o ritmo desses quatro planetas pode ser bem semelhante às ressonâncias que haviam nos gigantes dos primórdios do nosso sistema solar. (mais…)

No meio da (micro)multidão

metro

Sabe quando você está numa estação de metrô lotada? Todo mundo está praticamente parado mas aí você reconhece alguém (teu crush, um amigo de infância, o carinha que vende chocolates) no meio da multidão. Vocês se reconhecem, tentam se aproximar e (quase) conseguem. Segundo uma pesquisa recém-publicada, isso também acontece com multidões de corpos bem pequenos, como células e micropartículas. (mais…)

Dois gigantes excêntricos

HD 80606b

O férvido HD 80606b, agora o segundo entre os planetas mais excêntricos. [Imagem: NASA/JPL-Caltech]

Eles são grandes, brilhantes, vistosos e andam de um jeito esquisito. Alternam períodos de adoração ao sol com mergulhos nas profundezas da escuridão. Chamam a atenção dos observadores mesmo a anos-luz de distância. Não, não são os excêntricos lordes ingleses. Estamos falando de planetas gigantes excêntricos. (mais…)

Skip to content