Como se ajustam as 20 mil engrenagens do relógio biológico?

relógio biológico

Viajar para o outro lado do mundo pode ser relativamente rápido hoje em dia, mas isso não quer dizer que seja confortável. Passar horas numa cabine pressurizada mal podendo esticar as pernas é ruim, mas o pior é desembarcar num fuso-horário completamente oposto.

Nem é preciso atravessar o planeta para enfrentar essa experiência: todo mundo sabe como é desconfortável o começo (ou o fim) do horário de verão. No entanto, nosso relógio biológico sabe se ajustar relativamente bem. Os mecanismos neuronais de controle do ciclo circadiano ainda são pouco conhecidos, mas já estão começando a ser estudados. (mais…)

Patentes Patéticas (nº. 144)

image

Que horas são? Para os fumantes, toda hora é hora de acender “um cigarro para adiar a viagem, / Para adiar todas as viagens, / Para adiar o universo inteiro” como diriam os versos de Fernando Pessoa. Stephen Drake talvez não perdesse a hora de fumar, mas encontrou um bom motivo pra juntar um relógio a um acendedor de cigarros: (mais…)

Patentes Patéticas (nº. 132)

image

Hoje em dia relógios são onipresentes. Goste-se ou não, temos marcadores horários em tudo quanto é coisa — daquele velho videocassete ao microondas, passando pela torre da igreja, o pulso da sua avó e talvez até aquela peruca estranha do seu tiozão esperto. Também há relógios no painel do carro, caso seu relógio esperto, ou o de peruca, ou o de bolso, ou o do celular (esperto ou não), ou o da igreja estejam todos parados, atrasados ou confusos com o horário de verão. Mas e quando o relógio do carro é que pára? Você não pode perder tempo (nem segurança) parando para perguntar as horas ao primeiro pedestre que encontrar.

É verdade que hoje, com onipresença dos relógios, você não precisaria se preocupar tanto assim com o do carro (até porque, independente do relógio de referência, você está sempre atrasado). Mas as coisas não eram assim há seis décadas, quando Gérard Friedli inventou um tipo bem user-friendly de Car Watch [Relógio Automotivo]: (mais…)

Patentes Patéticas (nº. 51)

Modificar o comportamento de alguém é algo complicado, que leva tempo. Comportamento, tempo… Comportamento, tempo… Percebendo essa tênue correlação, Neil W. Decker (de Eagle, Idaho) inventou o que considera a maneira mais efetiva, prática e barata de mudar qualquer comportamento de qualquer pessoa – o “Behavior Modification Wristwatch” ou “Relógio Leia mais…

Skip to content