IEEE: Você já tropeçou nessa sigla!

A FEEC (Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação) da Unicamp recebe nesta quarta-feira (22/03/2017), Karen Bartleson, a presidente de uma das maiores organizações profissionais do mundo, o IEEE (pronuncia-se “i três é” ou, em inglês, “eye triple e”).

O IEEE foi formado no final do século XIX sob o nome Instituto de Engenheiros Eletrônicos e Eletricistas. Com o passar do tempo, a associação passou a agregar tantas áreas correlatas da engenharia (tais como computação,  robótica e engenharia aeroespacial), que o significado original da sigla é raramente lembrado.

Mesmo que você não seja um estudante ou profissional de engenharia, é bem provável que você já tenha tropeçado na sigla IEEE em algum lugar.

Afinal, a associação está por trás de muitas das tecnologias que utilizamos no nosso dia-a-dia.

Quer uma prova? Dá um pulinho lá no seu roteador e veja se não encontra pelo menos uma etiqueta com a sigla IEEE, muito provavelmente acompanhada do número 802.11.

Esse número corresponde ao padrão tecnológico que rege o funcionamento de sua rede wireless, ou Wi-Fi para os íntimos.

O que seria da sua vida sem um hardware por perto capaz de operar segundo o padrão IEEE 802.11, hein?  (Este padrão teve algumas variações ao longo do tempo, identificadas pela letra final: IEEE 802.11a, IEEE 802.11b, IEEE802.11g, entre outros).

Os chamados “padrões IEEE” são o resultado das reuniões promovidas pelo instituto entre os maiores especialistas de tecnologias emergentes no mundo. Tais comitês técnicos são os responsáveis por definerem padrões fundamentais para que a indústria possa disponibilizar produtos capazes de conversarem entre si e funcionarem em diferentes regiões do globo.

Mas o IEEE também trabalha em muitas outras frentes…

Anualmente, a associação promove inúmeras conferências internacionais que reúnem os cientistas responsáveis pelo desenvolvimento da tecnologia do amanhã.

Além disso, o IEEE faz a curadoria de inúmeras publicações científicas que constam entre as principais referências utilizadas por pesquisadores da área de engenharia.

Dentre as suas publicações mais populares e acessíveis ao público não-especializado, está a revista IEEE Spectrum que sempre traz novidades surpreendentes sobre as áreas tecnológicas (infelizmente, disponível somente em inglês).

Finalmente, os membros do IEEE frequentemente trabalham de maneira voluntária para promover as carreiras de Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática (carreiras STEM – Science, Technology, Engineering and Mathematics), entre os jovens.

Assim, toda grande Universidade de engenharia no Brasil abriga, por exemplo, um Ramo Estudantil do IEEE.

Além disso, o grupo IEEE WIE (Women in Engineering) ou grupo IEEE de Mulheres na Engenharia constitui uma comunidade vibrante de mulheres e homens que trabalham para que mais mulheres atuem e tenham sucesso nas fascinantes áreas da Engenharia.

E são justamente o grupo IEEE WIE Unicamp e o Ramo Estudantil da FEEC, que promovem a palestra com a presidente mundial do IEEE, a engenheira Karen Bartleson.

Este evento já se tornou tradicional no calendário do IEEE WIE Unicamp e sempre marca a recepção aos calouros e a homenagem ao Mês Internacional da Mulher.

O título da palestra não poderia ser mais adequado: “Advice I’d give my younger self” (em tradução livre: Conselhos que eu daria à minha versão jovem).

Uma oportunidade imperdível a todos os estudantes de engenharia ou àqueles que flertam com a área.

Não percam!!!

Quarta-feira, 22/03/2017, a partir de meio-dia na FEEC-Unicamp.

 

Paula D. Paro Costa

Cientista desde o nascimento, Engenheira e Professora da Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação, na Unicamp. Atua nas áreas de processamento digital de imagens, aprendizado de máquina, ciência dos dados e computação afetiva. Nas horas vagas, trabalha para que crianças e jovens tenham contato com as áreas de ciências, engenharia e tecnologia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content