Open Philosophy

Democracia de gênero (I): é possível um pacto entre mulheres? (V.4, N.3, 2018)

Podemos falar em democracia diante das desigualdades de gênero que se expressam diariamente nos diferentes espaços da sociedade, nos quais milhares de mulheres estão sujeitas à injustiças, práticas de exclusão, confinamento ao espaço doméstico, discriminação, violência de todos os tipos, silenciamento, invisibilidade e hierarquias nos...

Supondo que a verdade seja uma mulher: para uma ética da diferença a partir de Nietzche (V.4, N.3, 2018)

Friedrich Nietzsche, filósofo alemão nascido em 1844, filho de Franziska Oehler e Carl Ludwig, não parece ser, à primeira vista, uma figura privilegiada ou mesmo diferenciada para se pensar questões referentes à discussão de gênero. Ainda que Hannah Arendt, Lou-Andreas Salomé e a pioneira da...

O que é interseccionalidade? (V.4, N.3, 2018)

 As mobilizações para o 8 de março deste ano terão de se fazer diante do seguinte horizonte: pesquisas recentes posicionam o Brasil como o quinto país com maior número de homicídio de mulheres. Há, também, estudos que seguem apontando que, quanto ao nível de renda,...

Filosofia com cinema (V.4, N.2, 2018)

Já se passaram quase 100 anos desde a publicação de “Cinema contra Cinema”, um estudo de Joaquim Canuto sobre os aspectos práticos e teóricos da utilização do cinema em sala de aula, acrescido de um projeto-piloto entregue à então Diretoria de Ensino do Estado de São Paulo...

Sócrates, Eurípides y la “decadencia” de la cultura clásica (V.4, N.1, 2018)

 En El nacimiento de la tragedia (NT)*, Nietzsche avanza una interpretación de la cultura clásica un tan herética como genial. Grosso modo, la tesis es la siguiente: en su momento de mayor esplendor el hombre griego posee, junto a una lucidez intelectual destacada, una sensibilidad especialmente aguda en relación...

Trevas ou ciência: superaremos o verdadeiro 1 X 7 ? (V.3, N.10, 2017)

A Copa do Mundo se aproxima. Galvão Bueno está afoito. A seu lado, também se anima o autor da célebre frase: “Não se faz Copa do Mundo com hospitais”. Até porque, a Copa é uma ótima ocasião para reencontrar os amigos da FIFA que não...

A caverna de Platão em três atos (V.3, N.10, 2017)

No início do Livro VII da República Sócrates anuncia que irá descrever a situação humana em relação à inteligência ou, melhor, à educação e à sua falta, por meio da articulação de um cenário imaginário que lhe é em todo semelhante. Com o auxílio da fantasia e a metáfora como recurso, Platão oferecerá ao leitor um diagnóstico...

Skip to content