Terminar ou Perdoar? Veja Como Homens e Mulheres Agem Quando Descobrem Que Foram Traídos.

ResearchBlogging.orgO que você faria se descobrisse que está sendo traído? Vamos ser mais específico: o que você faria se descobrisse que seu namorado está sexualmente envolvido com uma outra garota? Ou se descobrisse que sua namorada está emocionalmente envolvida com outro rapaz? Infidelidade — seja ela sexual ou emocional — é um problema enfrentado por muitos casais. Quando uma pessoa descobre a infidelidade do parceiro(a), ela deve enfrentar e tomar uma importante decisão: perdoar ou terminar o relacionamento?

De acordo com a teoria evolucionista, homens e mulheres enfrentaram pressões diferentes ao longo da história no que diz respeito à infidelidade. E por isso, homens e mulheres tendem a agir de maneira distinta quando descobrem a infidelidade do parceiro.

Todd Shackelford (Florida Atlantic University), David Buss (University of Texas at Austin) e Kevin Bennett (University of New Mexico) investigaram essas diferenças em um estudo publicado em 2001. Esses pesquisadores exploraram a idéia de que (1) homens tendem a achar mais difícil perdoar traições sexuais do que traições emocionais e (2) homens tendem a terminar o relacionamento depois de uma traição. Mulheres, ao contrário, tendem a perdoar mais traições sexuais do que traições emocionais.

No estudo, os pesquisadores apresentaram o seguinte dilema aos participantes:

Pense em um relacionamento sério que já teve no passado, que tem atualmente ou que pretende ter no futuro. Imagine que você descubra que a pessoa com quem está tendo o relacionamento está seriamente envolvida com outra pessoa. Para cada uma das perguntas, circule apenas uma resposta (A) ou (B):

O que te deixaria com mais raiva?
(A) Imaginar seu parceiro(a) tendo relação sexual com a outra pessoa.
(B) Imaginar seu parceiro(a) apaixonado (emocionalmente envolvido) com a outra pessoa.

Para esse dilema, os pesquisadores encontraram que mulheres ficam com muito mais raiva de traíções emocionais (imaginando o parceiro emocionalmente envolvido com outra pessoa) do que traições sexuais. Homens, ao contrário, ficam muito mais balançados com a parceira mantendo relações sexuais com outro homem do que qualquer tipo de envolvimento emocional. Daqui a pouco explico por que isso acontece.

O outro dilema apresentado pelos pesquisadores foi:

Pense em um relacionamento sério que já teve no passado, que tem atualmente ou que pretende ter no futuro. Imagine que você descubra que a pessoa com quem está tendo o relacionamento está seriamente envolvida com outra pessoa. Para cada uma das perguntas, circule apenas uma resposta (A) ou (B):
O que você acha mais difícil de perdoar?
(A) Saber que seu parceiro(a) manteve relação sexual com a outra pessoa.
(B) Saber que seu parceiro está apaixonado(a) pela outra pessoa.

O que te faria terminar o seu relacionamento com o seu parceiro(a)?
(A) Saber que seu parceiro(a) manteve relação sexual com a outra pessoa.
(B) Saber que seu parceiro está apaixonado(a) pela outra pessoa.

O mesmo padrão de resultado apareceu aqui. Homens acham mais difícil perdoar traição sexual do que traição emocional. E homens tendem a terminar o relacionamento quando o tipo de traição é sexual. As mulheres apresentaram comportamento oposto: acham mais difícil perdoar parceiros que se envolveram emocionalmente com outra mulher e tendem a terminar o relacionamento quando esse é o tipo de traição que descobrem.

A pergunta é: por que mulheres e homens agem dessa diferentemente a depender do tipo de traição? A explicação evolucionista é a seguinte: durante a evolução da espécie humana, tanto homens quanto mulheres enfrentaram os custos de uma infidelidade. Para o homem, ter uma mulher infiél significava que ele poderia estar investindo suas fontes de energia em um filho que não é dele. E como filhos são resultados de atos sexuais, para o homem, a mulher manter relações sexuais com outros homens era um risco muito maior do que o envolvimento emocional da mulher com outro homem (o que não resulta necessariamente em reprodução).

Já para a mulher, um envolvimento emocional do parceiro significa que a fonte de compromentimento e investimento para cuidar do filho está ameaçada. É como se a fonte de comprometimento e investimento estivesse agora sendo direcionada à um outro produto da reprodução.

Para a Psicologia Evolucionista, essas características da evolução desenvolveram mecanismos cognitivos que moldam, até hoje, o comportamento de homens e mulheres no que diz respeito ao seu comportamento sexual e amoroso. Socialmente homens são conhecidos como mais “sexualmente” direcionados, ao passo que mulheres são mais “emocionalmente” envolvidas em relacionamentos. Parte dessas características é “explicada” pela Psicologia Evolucionista.

No final das contas, não fique supreso se o seu parceiro(a) agir de uma forma diferente do que você agiria, caso a infidelidade venha à tona. A culpa não é totalmente dele(a), mas também dos seus ancestrais.

Referência:

Shackelford, T., Buss, D., & Bennett, K. (2002). Forgiveness or breakup: Sex differences in responses to a partner’s infidelity Cognition & Emotion, 16 (2), 299-307 DOI: 10.1080/02699930143000202

Esta entrada foi publicada em Psicologia Cognitiva. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

1 respostas para Terminar ou Perdoar? Veja Como Homens e Mulheres Agem Quando Descobrem Que Foram Traídos.

  1. RABELO, Aline disse:

    >Excelente esse texto, mô bem… adorei!!Hehehe… nem sexual, nem emocionalmente, o ideal é que não acontecesse nunca!!! 😀

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.