Rio +20 e a sustentabilidade do evento

Portugese

O treinamento específico para os voluntários da Coordenação de Sustentabilidade foi bastante proveitoso e já deu para ter uma noção do quão preocupados eles estão com a sustentabilidade do evento. Não sei se pelo fato de fazer parte eu senti que existe uma preocupação real com esse tema ou se é por que o evento tem que ser um exemplo para o mundo todo. Outros eventos que já participei sobre meio ambiente ou sustentabilidade tinham um preocupação  meio secundária com a sustentabilidade do acontecimento, estavam todos sempre preocupados com a realização do evento em si (os palestrantes, os participantes, os assuntos) e tudo que rolava em volta que envolvesse a sustentabilidade ficava em segundo plano e nunca tinha uma equipe envolvida e dedicada apenas pra isso. Se bem que nos últimos tempos não tenho participado de muitos eventos sobre o assunto, pode ser que isso tenha mudado, eu espero.

Durante o treinamento eu twittei as coisas que achava mais interessantes como por exemplo o fato da Presidente Dilma assinar um decreto durante a conferência sobre compras públicas sustentáveis, sobre catadores trabalharem no evento como educadores ambientais ou a Rio+20 ser o maior evento da ONU com a participação de 50 mil delegados.

Outra coisa que achei super importante do treinamento foi o esclarecimento de alguns conceitos. A Rio+20 não é um evento apenas sobre meio ambiente, esta é uma conferência sobre desenvolvimento sustentável e para o Brasil o desenvolvimento sustentável está relacionado diretamente à erradicação da pobreza.

Nesse treinamento eu descobri o que de fato farei no meu trabalho de voluntária! Pois bem, vou fazer parte da equipe que  irá oferecer aos participantes a possibilidade de compensar suas emissões de carbono para chegar até a conferência. Durante todo o evento voluntários estarão disponíveis com um tablet com um aplicativo que calcula sua emissão de carbono para chegar até o Rio de Janeiro, por exemplo, se você pegou um avião de São Paulo até o Rio o aplicativo vai calcular qual a sua emissão de caborno, por exemplo 0,5 ton de CO2, o aplicativo também vai calcular qual o valor de 0,5 ton de CO2 e se você quiser fazer a compensação de carbono dessa viagem você poderá na hora fazer uma doação para que o PNUMA compre os créditos de carbono equivalente à sua pegada. As doações só poderão ser feitas com cartão de crédito e débito.

Outros voluntários da coordenação de sustentabilidade vão também peguntar aos participantes qual foi a percepção deles em relação aos aspectos de sustentabilidade relacionadas à logística do evento, eles querem saber se os participanrtes perceberam a preocupação em fazer um evento com um impacto menor. Uma terceira equipe cuidará de monitorar todos os aspectos sustentáveis do evento, há vazamento de água em algum banheiro? Há disperdício de energia em algum local? Falta coletores de resíduo? Ou indicação de qual resíduo deve ser colocado no coletor? Quais as soluções sustentáveis encontradas pelos expositores depois das sugestões da coordenação? Estão utilizando o squeeze distribuidos aos delegados? Entre outras coisas…

Bom, dia 09 tem a formatura, dia 12 mais treinamento, dessa fez com o tablet e o aplicativo e começamos dia 13! Eu estarei no Parque dos Atletas (em frente ao Rio Centro), das 12 as 16 horas. Espero ao longo do evento contar mais novidades tanto do meu trabalho como do evento como todo, quem quiser saber mais da programação é só acessar: http://www.onu.org.br/rio20/eventos/

5 Comments

  • 13 de junho de 2012 - 08:44 | Permalink

    Que legal!!!

    Conte-nos tudo, não nos esconda nada!!!

  • Rodolfo
    24 de junho de 2012 - 16:22 | Permalink

    Olá Chow,

    Interessante é ver como os conceitos mínimos de educação agora receberam o rótulo de “sustentabilidade”. Separar lixo, não desperdiçar energia elétrica, usar transporte público… não é sustentável, é obrigação. Não compreendo que tão bem formados estudiosos misturam as coisas a ponto de quase acreditar em uma utopia. Esta nossa raça é incapaz de ser sustentável: consumimos muito mais do que produzimos ou devolvemos à natureza. Também é infeliz o uso de painéis solares como indicador de energia limpa (já percebeu como tem painéis e como se falam deles em conferências como a Rio+20 ?). Produzir um painel solar eficiente consome alguns quilogramas de cádmio e telúrio, raros neste planeta e extremamente cancerígenos durante a produção. Verifique se estou enganado: quantos tablets, smartphones e notebooks você viu na Rio+20 ? Os defensores da sustentabilidade (e os outros também), na verdade, dependem cada dia mais da tecnologia de massa, que consome energia elétrica a todo tempo para garantir seus posts em blogs, seus facebooks e twitters. Sustentabilidade não permite luxo. Não somos sustentáveis e quando chegarmos ao primeiro mundo, seremos menos ainda.

    • Claudia Chow
      24 de junho de 2012 - 18:46 | Permalink

      Rodolfo! Muito obrigada pelo seu comentário, adorei!
      Concordo com td q vc escreveu e me faz pensar se eu nao ando mole demais nos ultimos tempos e pegando leve com tudo, será que virei “Claudinha Paz e Amor”? hehehe
      Se formos coerentes toda essa Conferência foi a coisa mais insustentavel q existe, imagina, trazer gente do mundo todo para conversar e ainda nao chegar num resultado satisfarório…
      Se levarmos sustentabilidade ao pé da letra esse evento jamais poderia ter acontecido!
      Sim, somos seres insustentaveis, mas podemos fazer as coisas de um jeito bem diferente do q fazemos hj. Ou será q desencanamos disso e assumimos nosso jeito gafanhoto de ser e consumimos td até o fim?

  • elias jesus
    3 de julho de 2012 - 13:11 | Permalink

    legal vc me ajudou muito.gostei muito do seu trabalho

  • 9 de agosto de 2012 - 16:16 | Permalink

    Parabéns ameiii

  • Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Skip to content