Minha filha tem perna torta? (Parte 1)

As deformidades dos membros inferiores, principalmente as que envolvem os joelhos, são muito comuns e sempre acompanhadas de muita polêmica. Além da dificuldade em saber o que é normal e o que pode causar problemas, existem muitos tratamentos que não funcionam sendo amplamente usados.

Uma vizinha uma vez me abordou no parquinho do condomínio, sabendo que eu sou ortopedista, para perguntar se eu achava que sua filha tinha pernas tortas. Essa é uma dúvida frequente para os pais. O que fazer?

 

Diagnóstico correto

 

A primeira providência é fazer o diagnóstico correto. Como saber se as pernas são tortas? O ideal é procurar um ortopedista, mas já é possível ter uma ideia observando o paciente em pé, de frente.

A figura 1 mostra os dois tipos de pernas tortas:

 

  • Joelho Valgo: também conhecido como joelho em X. O termo valgo vem do latim e significa algo que se desvia para fora. Quando a pessoa encosta um joelho no outro, as pernas estão tortas para fora, fazendo com que a pessoa não consiga encostar um tornozelo no outro;

 

  • Joelho Varo: conhecido como joelho arqueado ou joelho de cowboy. A palavra varo vem do latim e significa algo que se desvia para dentro. Ao encostar um tornozelo no outro, sobra um espaço entre os joelhos.

 

Figura 1: Olhando de frente, existem dois tipos de deformidade: joelho valgo (valgus) e joelho varo (varus). Fonte: Fotolia.

 

 

O diagnóstico é feito pelo exame clínico. Para garantir maior precisão, pode ser traçada uma linha que vai do centro do quadril ao centro do tornozelo, chamada EIXO MECÂNICO DO MEMBRO INFERIOR. Essa linha é traçada em um RX especial, chamado radiografia panorâmica dos membros inferiores, pedido por um médico. O paciente fica em pé e é feita uma radiografia num filme bem longo, capaz de mostrar a perna toda, desde o quadril até o tornozelo. O médico encontra o centro do quadril, depois o centro do tornozelo e traça uma linha ligando esses dois pontos. Então observa onde ela passa no joelho. Tem que passar no centro ou próximo dele. Se a linha passar na parte interna do joelho, temos uma deformidade em varo. Se ela passar na parte de fora, temos uma deformidade em valgo (figura 2).

 

Figura 2: Na primeira foto, uma adolescente com joelho valgo simétrico, leve, sem dor. O Eixo Mecânico (linha vermelha) passa do lado de fora do joelho. Na outra foto, uma senhora com joelho varo grave causado pela osteoartrite. Note que a deformidade é assimétrica e a paciente tinha muita dor e dificuldade para se movimentar. O Eixo Mecânico passa do lado de dentro do joelho. Fonte: arquivo pessoal do autor.

 

 

A segunda providência é determinar se essa deformidade é normal, ou seja, uma característica daquela pessoa e que não lhe causará nenhum mal. Portanto não precisa e não deve ser tratada. Em geral, as deformidades constitucionais apresentam as seguintes características:

 

  • Os dois lados são simétricos. Têm o mesmo grau de deformidade;
  • A deformidade é leve;
  • Não causa dor. Na verdade a pessoa não sente nada, só percebe que existe uma questão estética;
  • Não atrapalha a função do membro, ou seja, a criança consegue brincar e fazer esportes normalmente;
  • A posição das pernas não é igual a vida toda. Muda com o crescimento. Todos os bebês nascem com deformidade em varo. Isso é normal. Com cerca de 2 anos de idade, em geral ocorre uma inversão temporária. Os joelhos ficam em valgo. Isso costuma durar até os 6 ou 7 anos de idade, quando aí sim as pernas atingem o alinhamento próximo do definitivo.

 

Se a deformidade for assimétrica (graus diferentes de cada lado, ou até mesmo um lado varo e o outro valgo), se causa dor ou se atrapalha as atividades, então é preciso investigar causas patológicas. As mais comuns são:

 

  • Doenças do desenvolvimento: a mais comum se chama Doença de Blount;
  • Doenças metabólicas, como o raquitismo;
  • Doenças genéticas, como as displasias ósseas;
  • Reumatismos e Osteoartrite;
  • Traumatismos
  • Infecções
  • Hemofilia
  • Doenças raras

 

Este diagnóstico é feito pelo especialista e foge do objetivo deste blog.

 

Feito o diagnóstico correto, é preciso avaliar a necessidade e o tipo de tratamento.

 

Tratamento adequado

 

Geralmente, as deformidades constitucionais não precisam ser tratadas. Um engano muito comum é os pais levarem a criança pequena com joelho em X no médico. O médico, para acalmar a ansiedade dos pais prescreve talas e órteses corretivas, que além de caras, são comprovadamente ineficazes. O que acontece é que, como vimos anteriormente, a deformidade em X tende a diminuir espontaneamente dos 2 aos 6 anos de idade, por causa do crescimento. Os pais podem atribuir erradamente a correção da deformidade à tala. A confusão está armada. É frequente encontrar pais que dizem que os filhos tinham pernas tortas e graças ao tratamento com talas, a deformidade foi corrigida. Essa ideia errada se propaga até hoje graças à propaganda boca-a-boca.

 

Mesmo as deformidades patológicas nem sempre precisam de tratamento. Quem nunca ouviu falar de Garrincha, “o anjo de pernas tortas”. Um dos maiores craques de futebol de todos os tempos, Garrincha tinha uma deformidade chamada “joelho em ventania”. O joelho esquerdo era varo e o joelho direito valgo.

No entanto, quando a deformidade é muito grave, a ponto de causar dor ou interferir com a atividade da pessoa, o tratamento eficaz, infelizmente, é a cirurgia. Existem vários tipos de cirurgias corretivas:

 

  • Epifisiodeses;
  • Osteotomias;
  • Artroplastias;
  • Artrodeses.

 

Vamos tratar disso na próxima postagem.

 

 

 

 

 

 

Alessandro Zorzi

Médico ortopedista e pesquisador na UNICAMP e no Hospital Albert Einstein, com mestrado e doutorado em ciências da cirurgia pela UNICAMP e especialização em pesquisa clínica pela Harvard Medical School.

132 thoughts on “Minha filha tem perna torta? (Parte 1)

  • 21 de julho de 2018 em 10:02
    Permalink

    Minha filha tem 13 anos , desde muito pequena tem as pernas tortas, levei à várias consultas com Ortopedista pediátrico e todas as vezes às vezes a resposta era sempre a mesma: vai melhorar. O tempo passou e não melhorou, não resolveu, hje ela sofre muito com a questão estética, desde que passou a perceber a situação, tem muita vergonha, evita sair , chora porque as roupas q gosta de usar só fazem ressaltar a s pernas encurvadas, está cada dia mais reclusa. Ela diz q as amigas não querem ficar gordinhas e ela tem um problema que vai ter q conviver pelo resto da vida e toda vez q se olha no espelho sente muita raiva disso, preferia mil vezes ser gorda. Não sei o q fazer, converso com ela , já levei ao psicólogo e sofro por ela viver infeliz.
    Uma vez q a questão estética interfere tanto na vida das pessoas, pois já li inúmeros depoimentos de pessoas q passam pela mesma situação, não entendo como a questão psicológica nesses casos possa ser relegada , e a pessoa tem q aceitar e pronto, nada a fazer. Inúmeras areas da medicina se preocupam com o impacto psicológico na vida das pessoas, mas parece que os profissionais ligados à Ortopedia não tem muita preocupação com relação a isso. Pelo menos, todos os que procurei me passaram essa impressão. Disseram que talas não resolvem em nenhuma idade, fisioterapia é propaganda enganosa, mas nada se propõem.
    Perdi muito tempo com as inúmeras vezes q procurei a ajuda especializada . Será que haveria alguma possibilidade de ainda fazer algo pela minha filha? Algum serviço ou profissional para me indicar?

    Resposta
    • 22 de julho de 2018 em 16:35
      Permalink

      Olá Josy, para ela estar tão angustiada, deve ser uma deformidade importante. Normalmente é possível sim intervir cirurgicamente antes que a situação vire um caos. Infelizmente, essa questão das talas noturnas é verdade, não funcionam. Mas fisioterapia e exercícios podem ajudar em deformidades leves. Em casos mais acentuados, só com cirurgias. Toda cirurgia tem risco, então é preciso pesar a questão da marcha. Pior que o joelho torto é mancar ou não andar, concorda? Mas a cirurgia na maioria das vezes é muito segura. Complicações felizmente são raras. É possível corrigir a deformidade da sua filha com epifisiodeses ou osteotomias. Recomendo que procure um especialista em joelho. Você pode obter uma lista no endereço eletrônico da Sociedade Brasileira de Cirurgia do Joelho (SBCJ): http://www.sbcj.org.br

      Resposta
      • 21 de janeiro de 2020 em 21:37
        Permalink

        Tenho 36 anos tenho muita vontade me acho zambeta é isso é um grande trauma, desde jovem sofro com isso , gostaria de saber se na idade que estou tem como fazer algo ainda para reverter.

        Resposta
        • 28 de maio de 2021 em 17:08
          Permalink

          Se m a perna e sem o joelho que modelo vc pode me falar

          Resposta
        • 2 de setembro de 2021 em 18:15
          Permalink

          Boa noite, meu filho nasceu com uma das pernas tortas , é torto perto do pé, já levei pra dois ortopedista eles falaram as mesmas coisas ,falaram q tem q faz cirurgia , meu filho tem 11 meses ,eu tenho medo de fazer e não fica bom , e precisar d mas cirurgia, o formato da perna é um C , é a esquerda, tem outra maneira d tentar concertar sem cirugia????

          Resposta
          • 6 de setembro de 2021 em 10:54
            Permalink

            Oi Ana, não conheço os detalhes do caso do seu filho. Mas pela descrição lembra um pouco um problema chamado ” Pseudoartrose Congênita da Tíbia “. Se for isso, precisa cirurgia, não tem outro caminho. Não fazer a cirurgia é pior, deixa sequela. Me fala se foi esse o diagnóstico que seus médicos deram.

      • 4 de março de 2021 em 19:33
        Permalink

        Olá minha filha tem perna arqueada que quando ela fica em pé fica um espaço entre as coxas e os Joelhos eu queria saber que cirurgia fazer e quanto tempo dura a recuperação ?? As pessoas ficam zuando ela porque as pernas dela são tortas

        Resposta
        • 12 de março de 2021 em 11:45
          Permalink

          Caramba, isso não é bom. Precisa ver a idade da sua filha, o grau da deformidade e o quanto ela ainda tem para crescer. É possivel fazer alguns tipos de cirurgias mais simples quando a criança ainda esta crescendo. Chama epifisiodese. Depois que parou de crescer também tem solução, a cirurgia chama osteotomia nesse caso.

          Resposta
          • 21 de março de 2021 em 14:27
            Permalink

            Eu tenho joelho valho ñ me olho no espelho ñ uso roupa curtas meu sonho era fazer uma cirurgia..

          • 20 de agosto de 2021 em 17:01
            Permalink

            olá minha filha tem 1 ano e 1mes ela tem pernas varus as pessoas reparam q ela tem as perninas tortas as pernas são iguais a sua opinião volta normal ou eu tenho que procurar ortopedista

          • 6 de setembro de 2021 em 11:00
            Permalink

            Oi Maria, tem que procurar ortopedista.

      • 2 de abril de 2021 em 09:36
        Permalink

        Uma pergunta Porque as pessoas falam mau tem as pernas tortas, agente corre para encaminha, ele manga da gente.

        Resposta
    • 9 de janeiro de 2021 em 13:31
      Permalink

      Eu tenho uma perna normal e a outra joelho velho, eu já fiz uma cirurgia de retirada de um tumor benigno osteocondroma, será que essa condição se deu por causa desse joelho valgo? Minha mãe disse que eu já quebrei essa perna quando era pequena, e colocaram gesso, será que essa questão do valgo é por causa desse gesso mal colocado ? E tbm nessa perna torta eu tenho um retorno limitado de sangue da artéria.

      Resposta
    • 19 de janeiro de 2021 em 11:54
      Permalink

      Eu também sofro com isto desde meus 16 anos,hoje tenho 53 e ainda não me conformo,não usar saia, vestido, biquíni e nem bermuda,porque morro de vergonha,já entrei em depressão por causa disso.

      Resposta
      • 9 de fevereiro de 2021 em 11:54
        Permalink

        Impressionante a quantidade de pessoas que tem relatado aqui este impacto psicológico da deformidade nas pernas. Nós ortopedistas pensamos muito no lado mecânico, na funcionalidade da marcha. Esse lado estético e emocional nem sempre é tão valorizado. Obrigado a todas vocês por compartilharem essa experiência de vida.

        Resposta
      • 16 de março de 2021 em 13:59
        Permalink

        Minha bebê tem 1 e 1 mês , andou com 11 meses , ela está com a perna esquerda torta , sei lá , tipo sem jogo , é normal?

        Resposta
        • 26 de abril de 2021 em 19:59
          Permalink

          Negativo, procure um ortopedista assim que possível.

          Resposta
          • 26 de julho de 2021 em 12:32
            Permalink

            Minha filha tem 2 anos e 3 meses e estar usando órtese para os joelhos valgos, e já melhorou muito depois que iniciou o tratamento, não sei porque as pessoas só acreditam em cirurgias, se for cuidado a tempo e com ortopedista pediátrico eficiente as ortese resolve sim.

          • 30 de julho de 2021 em 08:31
            Permalink

            Que ótimo Andreza! Com certeza evitar uma cirurgia é sempre a prioridade. O importante é monitorar o resultado e se perceber que não está obtendo benefício, o médico vai te aconselhar sobre as alternativas para resolver o problema.

    • 11 de agosto de 2021 em 21:09
      Permalink

      Tenho 37 ano e tenho muita vergonha com o modelo das minhas pernas,sou zambeta,as coxas ficam grudadas uma na outra.. o k devo fazer???

      Resposta
      • 6 de setembro de 2021 em 11:03
        Permalink

        Leidiana, não sofra com um problema que tem tratamento. Procure um ortopedista e resolva essa deformidade menina.

        Resposta
    • 8 de outubro de 2021 em 11:19
      Permalink

      Oi eu tenho 34 anos tenho esse problema o joelho torto e isso me incomoda muito de não poder usar as roupas também que gosto . gostaria de saber se tem algo que posso fazer .

      Resposta
      • 13 de outubro de 2021 em 19:23
        Permalink

        Oi Roselina, sim. Tem muitas coisas que podem ser feitas. Hoje é possível “desentortar” praticamente todos os joelhos. Existem muitas técnicas bastante seguras e eficazes.

        Resposta
  • 14 de outubro de 2018 em 12:02
    Permalink

    Bom Dia, queria saber sobre se tem tratamento ou cirurgia para geno Varo, quanto custa o tempo de recuperaçao e porque e muito estranho ter as pernas assim e já sofri muito bullying com isso e estou a procura de concertar isso obrigado.

    Resposta
    • 18 de outubro de 2018 em 09:30
      Permalink

      Olá Rivaldo. Sim , tem tratamento sim. Essa questão estética muitas vezes não é valorizada, mas tem também a questão funcional e o risco de sobrecarga. Casos muito leves podem ser compensados com o uso de palmilhas, mas o que resolve mesmo é uma cirurgia chamada OSTEOTOMIA. O médico pede um exame chamado RX PANORAMICO DOS MEMBROS INFERIORES para planejar como vai ser feita a correção. É muito difícil falar em preço no setor médico, são muitas variáveis envolvidas. Cada caso acaba tendo um preço diferente. Mas o SUS e os convênios cobrem esta cirurgia. Abraço!

      Resposta
  • 17 de novembro de 2018 em 07:40
    Permalink

    Olá! Minha bebê de 1 ano e 2 meses tem as pernas “varo” e o pai dela também. Já levei em vários pediatras e todos dizem que vai mudar, mas pelo pai dela ter o mesmo problema, será que muda mesmo? A cirurgia tem uma idade ideal para ser feita? Ela é bem gordinha (dizem ser por isso) mas aparentemente não sente dor, corre que é uma maravilha, com 10 meses já estava andando. Se for apenas estético, o SUS faz a cirurgia? Recentemente enfrentei uma batalha para conseguir fazer a cirurgia para correção de cranioestenose (nasceu com uma sutura no crânio fechada), no caso da minha filha diziam ser apenas estético (assimetria facial e abaulamento na testa).

    Resposta
    • 3 de dezembro de 2018 em 10:34
      Permalink

      Olá Ana. Entendo sua preocupação. Existe um entendimento que não é um problema estético, mas funcional. Então quanto a isso, não há dificuldade para fazer a cirurgia pelo SUS. O fato é que o alinhamento dos joelhos é variável nesta faixa etária. Não tem sentido pensar em corrigir agora, porque ela não tem sintomas e porque a gente sabe que ela vai crescer e pode melhorar sozinho. É importante o acompanhamento. Se isso não melhorar com o crescimento, a cirurgia é feita perto da adolescência, quando se inicia o estirão do crescimento.

      Resposta
  • 20 de dezembro de 2018 em 13:23
    Permalink

    Não tenho perguntas a fazer, apenas registrar meu agradecimento pelas informações aqui encontradas. Termos técnicos, porém usados com maestria sem igual, deixando o conteúdo confiável e compreensível. Parabéns Alessandro

    Resposta
    • 15 de janeiro de 2021 em 18:17
      Permalink

      Eu estou vivendo a mesma coisa que ela, eu me sinto infeliz por causa das minhas pernas, e pra piorar , as pessoas ficam tirando sarro e mim, isso me deixa muito triste, quando me olho no espelho, o único defeito que eu vejo é as minhas penas 😢
      Queria tanto resolver isso, na escola os meninos ficava me chamando de perna torta e de perna de alicate, eu tentava fingir que isso não estava me magoando, mais quando eu chegava em casa , começava a chorar e a me sentir ridícula por causa das minhas pernas😔😔😢 tô cansada dos povo falarem da minhas pernas, até minha família também fala, é começa a sorrir delas, isso me deixa muito triste😢😢😢😢

      Resposta
      • 17 de janeiro de 2021 em 17:59
        Permalink

        Samilly, existe solução. O primeiro passo tem que ser dado por você ou seus pais se você for menor de idade. Vocês precisam procurar um especialista. Em teoria esse serviço está disponível no SUS.

        Resposta
        • 17 de agosto de 2021 em 12:20
          Permalink

          Meu nome é Paloma tenho 40anos nasci com as duas pernas tortas, sinto muito dor,eu trabalho,mas estou me prejudicando por ter essa dificuldade,dores constante e horríveis,o que fazer???

          Resposta
          • 6 de setembro de 2021 em 11:01
            Permalink

            Oi Paloma. Tem tratamento. Procure um especialista e corrija essa deformidade.

  • 1 de março de 2019 em 07:46
    Permalink

    Tenho 57 anos e pernas arqueadas que vem me causando dores. Tenho que fazer cirurhgia . Tem de ser uma a uma ? Qual o tempo de recuperação ?

    Resposta
    • 6 de março de 2019 em 19:50
      Permalink

      Olá Fernando. Não é obrigatório, até pode fazer as duas de uma vez, mas não recomendo. A dor e a dificuldade de movimento no pós-operatório vão te deixar maluco. Em geral, fazemos um lado e depois de 3 a 6 meses o outro, dependendo do seu organismo e da sua recuperação.

      Resposta
      • 19 de abril de 2021 em 15:33
        Permalink

        Olá mim chamo Valdirene , tenho uma filha de 8 anos e tem as pernas torta a pouco dias levei ela ao ortopedista pediátrico é ele realmente mim confirmou que as pernas dela realmente são tortas é precisa de cirurgia . más eu tô com muito medo de submeter ela a essa cirurgia .O pior é que eu também tenho , é não queria que ela sentisse vergonha das pernas dela como eu sinto das minhas ,em fim o que você mim aconselharia a fazer

        Resposta
        • 26 de abril de 2021 em 19:38
          Permalink

          Oi Valdirene, vocÊ precisa confiar no profissional. Precisa ter muita confiança para deixar alguém mexer no osso de um filho. Se você não sentiu confiança, procure uma segunda e terceira opiniões. Saiba que os tratamentos são muito eficazes. Não tem motivo para deixar sua filha sem tratamento. Eu sei bem o que você sente porque meu filho também teve que fazer uma cirurgia para corrigir um probleminha e eu fiquei muito ansioso. Mas tudo deu certo.

          Resposta
  • 10 de março de 2019 em 02:39
    Permalink

    Ola minha perna e valgus..muito torta..sera q teria uma solucao

    Resposta
    • 18 de março de 2019 em 22:13
      Permalink

      Olá Ana, provavelmente tem solução sim. Se você já é adulta, a correção é feita com uma cirurgia chamada osteotomia. Só que é uma cirurgia dolorosa, envolve um corte no osso da coxa (fêmur). Você precisa conversar com o médico se vale a pena no seu caso.

      Resposta
      • 27 de outubro de 2020 em 12:51
        Permalink

        Eu tenho 36 anos hj e fiz essa cirurgia com 13 anos realmente muito dolorosa colocou uma platina com 7 pinos … Só que hj sofro com a perna torta e mas curta fica em pé muito tempo só firmando a outra perna..hj sofro pq minha perna não voltou ao normal, corrigiu o joelho valgo porém eu manco e é torta, acho que na época a 23 anos atrás não fiz a fisioterapia certa até pq não era fácil como agora. Doutor a minha pergunta é tenho concerto para perna volta ao normal ?? Isso seria meu sonho hj tenho vergonha de anda quando as pessoas ficam olhando eu até paraliso ..sei que essa cirurgia foi para meu bem futuro mas me arrependo

        Resposta
        • 29 de outubro de 2020 em 11:39
          Permalink

          Oi Leila, não conheço seu caso, mas em relação a sua pergunta, posso apostar que existe sim uma solução. Temos muito recursos hoje em dia. Te aconselho a buscar um ortopedista de confiança filiado a Sociedade Brasileira de Cirurgia do Joelho.

          Resposta
    • 18 de fevereiro de 2020 em 17:48
      Permalink

      Boa tarde , Minhas pernas são muito Arcadas tipo um arco a cirurgia necessária para a correção , e quantos dias de tratamento recuperação.
      Desde já agradeço muito obrigado.

      Resposta
  • 21 de março de 2019 em 08:51
    Permalink

    A minha filha tem 3 anos ela sempre teve as pernas arcadas ,levei ao médico disse que iria melhorar , melhorou uma só a outra está torta do joelho pra baixo e os pés pra dentro , oque faço?

    Resposta
    • 25 de abril de 2019 em 09:23
      Permalink

      Olá Alessandra. A questão da simetria é fundamental. Quando as pernas são simétricas, ou seja, parecidas, tudo bem. Mas como você notou que estão diferentes, ou seja assimétricas, isso preocupa. Recomendo que você procure sim um ortopedista imediatamente para fazer o diagnóstico do tipo de deformidade, o grau de gravidade dessa deformidade e a causa. Com essas informações, o médico vai poder concluir sobre qual o tratamento adequado.

      Resposta
      • 5 de junho de 2020 em 15:51
        Permalink

        boa tarde minha filha usa ao aparelho ortopédico na perna esquerda ela tem ativa de vara de Brasília o médico passou aparelho ela está usando só que o médico falou que não era para ler nada tipo arrochar empolgado eu estou preocupada será que vai ajeitar a perna da minha filha senão arrochar né folgar ele mandou passar lá com três meses daqui a três meses o que você acha?

        Resposta
        • 8 de julho de 2020 em 08:59
          Permalink

          Oi Kaline, eu imagino que o diagnóstico é Tibia Vara de Blount, pelo que você escreveu. Se for isso mesmo, ele está correto. Tem que usar a ortese e acompanhar. Alguns casos resolve, outros pioram e ai tem que fazer uma cirugia. Essa cirurgia é bem tranquila, então calma, procure pensar positivo e saber que tem solução, é seguro e sua filha vai ficar boa.

          Resposta
  • 16 de abril de 2019 em 00:12
    Permalink

    Fiz 9 cirurgias após um acidente que perdi 5 centímetros fiz o alongamento mais agora a perna tá com uma diferença de uma pra outra ficou varo meio aberta pra fora será que ainda da pra deixa iqual a outra

    Resposta
  • 7 de maio de 2019 em 07:32
    Permalink

    Minha filha até os 2 anos tinha as pernas com o joelho caro depois agora ela está com 3 anos e meio e os joelhos estão vargo isso vai melhorar.

    Resposta
    • 13 de janeiro de 2020 em 21:22
      Permalink

      Oi minhas pernas são bastante tortas tenho muita vergonha delas não saio pra lugar numhum que mi sinto um lixo tenho 17 anos e sou muito triste uma forma de fazer ela melhorar?

      Resposta
  • 12 de maio de 2019 em 17:20
    Permalink

    Olá minha filha tem as pernas arqueadas, a direita é um pouco mais do que a esquerda, ela tem um ano e cinco meses, levei ela no ortopedista e ele pediu um raio x, eu fiz, e ele a diagnosticou com a doença de blount, passou o uso de órteses noturnas, ele me disse que as perninhas poderia corrigir porque o grau de arqueamento era pouco ela era muito novinha e tinha que ficar sendo acompanhado o desenvolvimento dela, confesso que fiquei sem entender, porque pelo que eu pesquisei a doença de blount só tende a piorar e tem que fazer cirurgia. Minha filha mal consegue dormir com as orteses, as noites sem sido um verdadeiro tormento, ela passa a noite chorando, pedindo para tirar. Pensei em procurar outro ortopedista, fazer outro raio x, ouvir outra opnião. Me ajude por favor.

    Resposta
    • 18 de maio de 2019 em 22:04
      Permalink

      Olá Joana, se o diagnóstico estiver correto, a órtese é indicada nos estágios 1 e 2 em crianças menores que 3 anos.Estágios mais avançados, do 3 ao 6 da classificação de Langenskild, precisam da correção cirurgica. Um ortopedista irá te dizer qual o estágio através da análise do Rx. Uma segunda opinião é sempre uma boa ideia.

      Resposta
    • 26 de setembro de 2020 em 08:49
      Permalink

      Olá, meu filho tem penas em X, tem algum esporte, natação que possa ajudar? Ou algum esporte que não seja recomendado porque pode piorar a situação?.

      Resposta
      • 24 de outubro de 2020 em 17:38
        Permalink

        Oi Vagner, é preciso avaliar o grau e a simetria. No geral, para graus leves, todos os esportes estão liberados. Nos mais graves, esportes de alto impacto não são recomendados, mas é importante que a pessoa não se torne sedentária e obesa, porque isso é pior que o impacto. Depende também da idade. Hoje em dia existem recursos minimamente invasivos para adolescentes com excelentes resultados, sem necessidade de “serrar osso” (osteotomias).

        Resposta
  • 27 de junho de 2019 em 03:55
    Permalink

    Oi , meu filho tem 5 anos , e tem o joguinho pra dentro parece que quando anda não dobra , ou parece ser mais curta que a outra , nesses casos tem como fazer tratamento ou e por cirurgia ? Sera que quanto ele crescer essa perna vem ser normal como a outra ? Ele tropeçava muito mais parou as vezes quando corre , ele corre na ponta do pe com a perna mais curta , oque acha que seria isso ?

    Resposta
    • 29 de junho de 2019 em 18:02
      Permalink

      Prezada Jessica, impossível dizer só pela sua descrição. Recomendo que procure um ortopedista para que seja feita uma avaliação mais técnica do quadro.

      Resposta
  • 13 de julho de 2019 em 14:17
    Permalink

    Boa tarde.
    Gostaria de saber se tem algo a ser feito quando o caso é uma sequela de uma fratura no fêmur?
    Fraturei o fêmur quando ainda era bebê e a perna da fratura ficou diferente da outra a outra é normal.
    Existe algo que possa ser feito nesse caso?

    Resposta
    • 15 de julho de 2019 em 20:31
      Permalink

      Olá Tamires, as deformidades causadas por fraturas são chamadas de Consolidação Viciosa. São passíveis de correção cirúrgica sim. É possível corrigir deformidades e inclusive alongar o osso caso exista um encurtamento (uma perna mais curta que a outra).

      Resposta
  • 17 de julho de 2019 em 21:24
    Permalink

    Olá tenho 31 anos e tenho as pernas arqueadas (varo), quero saber se com exercícios ou paumilia concigo algum resultado já que é um pouco difícil fazer essa cirurgia, são bem arqueadas e isso me incomoda muito pois sinto-me envergonhada 🙁

    Resposta
    • 19 de julho de 2019 em 08:10
      Permalink

      Olá Franciele, infelizmente as palmilhas e exercícios não conseguem alterar o alinhamento ósseo. Nos casos de dermidades leves, são usados para minimizar os sintomas (dor). Nos casos mais graves, podem ser usados para minimizar a dor. Para a correção da deformidade é necessária a osteotomia. Realmente é uma cirurgia que assusta, concordo com você. É preciso pensar bem se vale a pena o risco e o sacrifício. Felizmente, o resultado costuma ser bastante satisfatório.

      Resposta
  • 24 de agosto de 2019 em 11:16
    Permalink

    O meu filho está com 1 ano e 10 meses, é percebo que ele está com essa deformidade em uma das pernas. Me aconselha a levar no ortopedista?

    Resposta
    • 22 de janeiro de 2020 em 22:55
      Permalink

      Boa noite Dandara a perna de seu filho teve alguma melhora?O meu também é só em uma perna.

      Resposta
  • 2 de novembro de 2019 em 17:24
    Permalink

    Ola doutor! Tenho 26 anos e tenho a perna arqueada desde criança . Isso me deixou a vida toda com vergonha de sair de casa por conta que as pessoas podem olhar para minha perna.
    Por favor me ajuda,gostaria de saber qual o valor da cirugia para corrigir esse problema

    Resposta
  • 7 de dezembro de 2019 em 14:10
    Permalink

    Ter as pernas torta diminui a altura da pessoa ?

    Resposta
  • 11 de dezembro de 2019 em 14:48
    Permalink

    Olha meu filho tem 2anos e 10 meses.tem apenas de cawboy.ja estou em acompanhamento com um ortopedista.mas ele nao passou nada disse q ia so fazer o aconpanhamento dele de 3 em 3 meses pra ver como ele esta indo.caso ele nao melhorasse seria preciso fazer a cirugia ..mas o pedriata do meu filho disse q eu procurasse outros ortopedista para ver as opinioes dele.pra nao ir direto pra cirugia ..mad fico mas assim pq o primeiro ortopedista passou 4comprimido de calcio.ele disse q era ravitivismo ..depois voltei pra ele .nao passoumas nada.ai ele saiu da clinica me colocaram pra outro ortopesdista q é pesiu so o raio x edisse q ia fazer o acompanhame to. Mas nao passou nada nem fisioterapia nada para ajudar…entao queria uma opiniao procuro outro ortopedista ou espero pra ver. Desde ja agradeco

    Resposta
  • 11 de dezembro de 2019 em 15:40
    Permalink

    Olá, gostaria de saber se apos uma cirurgia de OSTEOTOMIA é possível voltar a jogar futebol ?

    Resposta
  • 3 de janeiro de 2020 em 15:13
    Permalink

    Olá me chamo Liria marcia.Fiz essa cirúrgia na perna esquerda,pois sentia dores no joelho,tinha as duas arqueadas mas só à esquerda doia .A nescessidade de operar a direita??

    Resposta
  • 3 de janeiro de 2020 em 15:13
    Permalink

    Olá me chamo Liria marcia.Fiz essa cirúrgia na perna esquerda,pois sentia dores no joelho,tinha as duas arqueadas mas só à esquerda doia .A nescessidade de operar a direita??

    Resposta
  • 3 de janeiro de 2020 em 15:13
    Permalink

    Olá me chamo Liria marcia.Fiz essa cirúrgia na perna esquerda,pois sentia dores no joelho,tinha as duas arqueadas mas só à esquerda doia .A nescessidade de operar a direita??

    Resposta
  • 3 de janeiro de 2020 em 15:13
    Permalink

    Olá me chamo Liria marcia.Fiz essa cirúrgia na perna esquerda,pois sentia dores no joelho,tinha as duas arqueadas mas só à esquerda doia .A nescessidade de operar a direita??

    Resposta
  • 3 de janeiro de 2020 em 15:13
    Permalink

    Olá me chamo Liria marcia.Fiz essa cirúrgia na perna esquerda,pois sentia dores no joelho,tinha as duas arqueadas mas só à esquerda doia .A nescessidade de operar a direita??

    Resposta
  • 3 de janeiro de 2020 em 15:13
    Permalink

    Olá me chamo Liria marcia.Fiz essa cirúrgia na perna esquerda,pois sentia dores no joelho,tinha as duas arqueadas mas só à esquerda doia .A nescessidade de operar a direita??

    Resposta
  • 3 de janeiro de 2020 em 15:13
    Permalink

    Olá me chamo Liria marcia.Fiz essa cirúrgia na perna esquerda,pois sentia dores no joelho,tinha as duas arqueadas mas só à esquerda doia .A nescessidade de operar a direita??

    Resposta
  • 5 de janeiro de 2020 em 22:50
    Permalink

    Achei muito interessante e esclarecedor. Minha filha tem 6 anos e anda com as pernas meio flexionadas, e percebi que as crianças da idade dela não, só que já passei por dois médicos diferentes e os dois disseram ser normal, mas não acho, até pq já percebi que ela não tem muito equilíbrio. Sigo na esperança de encontrar uma resposta…

    Resposta
    • 19 de fevereiro de 2020 em 14:55
      Permalink

      Agradeço o elogio Lorena, estimo melhoras para sua filha.

      Resposta
      • 19 de maio de 2020 em 17:18
        Permalink

        Boa tarde.Meu filho hoje tem 13 anos.E tem muita dificuldade para andar corretamente. Não consegue ter pleno equilíbrio, não consegue pular muito.Agachar correto.e tc.
        Sempre andou corretamente,tem os pés planos.Mas nada que teve dificuldade.Aos 10 pra 11 anos começou a andar torto.Levei em vários ortopedistas fizeram vários exames.E não sabem informar porque ele ficou assim.Ele sofre e eu tbm.Mas não parei de lutar continuo procurando algum médico que nos ajude e vá mais a fundo.Porq só passam fisioterapia e não está mudando muita coisa.Se houver algo que possa me informar agradeço 🙏

        Resposta
        • 27 de maio de 2020 em 19:22
          Permalink

          Oi Ana, é difícil saber o que seu filho tem sem examinar. Mas meu conselho é para você não desanimar. Tente uma avaliação com um neurologista. Pode ser que o problema não seja ortopédico.

          Resposta
  • 12 de janeiro de 2020 em 21:06
    Permalink

    Ola dr , minha mãe tem 83 anos e tem os joelhos de varus, bastante tortas e com muitas dores. Qual a melhor forma de tratamento?

    Resposta
  • 25 de fevereiro de 2020 em 16:21
    Permalink

    Olá Dr. Minha filha era pélvica com as perninhas para cima, aparentemente tudo normal engatinhou e andou normalmente. Só que com mais ou menos 2 anos ela ficou com joelhos e pés voltados para dentro. Estou aflita pois andei lendo muito sobre o assunto e descobri que bebês pélvicos podem ter displasia de quadril. Devo me preocupar? Ela hoje está com 3 anos e 4 meses e percebo que ela tem o joelho e pé esquerdo mais voltado para dentro do que no direito.

    Resposta
  • 25 de fevereiro de 2020 em 16:52
    Permalink

    Olá Dr, minha filha era pélvica com as perninhas para cima. Aparentemente tudo normal, engatinhou e andou normalmente. Só que por volta dos 2 anos ela ficou com joelhos e pés voltados para dentro e também senta em W. Estou aflita pois andei lendo muito sobre o assunto e descobri que bebês pélvicos tem maior chance de ter displasia de quadril. Devo me preocupar? Ela hoje está com 3 anos e 4 meses e percebo que o joelho e pé esquerdo é mais voltado para dentro do que no direito.

    Resposta
    • 28 de fevereiro de 2020 em 07:30
      Permalink

      Oi Verônica, preocupar é uma palavra um pouco pesada. Eu diria que você deve averiguar. Leva ela num ortopedista só para tirar a dúvida, pois o exame clínico nestes casos é mais importante até do que radiografias.

      Resposta
  • 11 de março de 2020 em 05:32
    Permalink

    olá queria saber se te algum mondo de que a pena do meu filho fique renta sei cirurgia pois ele te um ano e quanto meis ele brinca normal te uma vida normal mais as pessoas ficam apelidado ele eu morno o pano no Fogo e amarro a pēna e serto

    Resposta
    • 12 de março de 2020 em 12:34
      Permalink

      Boa noite Luiza, existem algumas orteses noturnas. A eficacia é questionada, mas é melhor do que nada se a opção for não realizar cirurgia. Mas te aconselho a procurar um especialista para ter um diagnostico correto do tipo de deformidade e a causa. Só tratar os sintomas sem saber a causa não resolve.

      Resposta
  • 17 de março de 2020 em 15:13
    Permalink

    Olá, minha prima possou o jeolho varus , ela possui 20 anos, ela consegue corregir ainda mesmo de tanto tempo?

    Resposta
    • 17 de março de 2020 em 15:36
      Permalink

      Olá Pamela, sim. É possível corrigir deformidades mesmo em adultos.

      Resposta
      • 6 de abril de 2020 em 02:49
        Permalink

        Dr. Os ortopedista olham pela a aparência das pernas dos pais para ver se são tortas ou por isames

        Resposta
        • 20 de abril de 2020 em 17:47
          Permalink

          Oi Bel, o médico olha um exame chamado radiografia panorâmica dos membros inferiores. Nele é possível traçar o eixo mecânico dos membros inferiores e saber com precisão se a perna tem algum mau alinhamento.

          Resposta
  • 5 de junho de 2020 em 14:46
    Permalink

    Ola
    Se o problema for em apenas uma das pernas é sinal de preocupação?
    Meu filho tem 3 anos e só um joelho dele é valgo. É o caso de procurar um ortopedista?

    Resposta
    • 8 de julho de 2020 em 09:00
      Permalink

      Exato Ingrid! Casos simétricos preocupam menos. Casos assimétricos (uma perna mais torta que a outra) precisam de avaliação e tratamento antes que progrida a deformidade. Va no ortopedista assim que a pandemia permitir.

      Resposta
  • 1 de julho de 2020 em 21:02
    Permalink

    Boa noite meu filho tem 1 ano e 1°mês uma das perninhas dele é torta ele não usa sapato por conta disso, não consegue correr direito oq eu faço?

    Resposta
    • 8 de julho de 2020 em 08:39
      Permalink

      Eita Ana! Se é só numa perninha, a gente chama de unilateral. Aí não tem escapatória, tem que ir no ortopedista para examinar. Quando é igual nas duas é mais tranquilo, mas se tem diferença precisa ver. É importante tratar, mas é muito importante descobrir a causa.

      Resposta
      • 14 de julho de 2021 em 04:54
        Permalink

        Olá, meu filho 2 anos, tem deformidade de joelho, levei para o médico ortopedista fusram gesso, depois de 20dias tirou. Até agora ele não conseguem dar os passos. Peço ajuda e conselhos.

        Resposta
        • 30 de julho de 2021 em 08:45
          Permalink

          Didiane, essa história de não conseguir andar pode ser por causa da rigidez articular causada pelo gesso. Ou seja, a perna fica dura. Em crianças de 2 anos isso costuma resolver rápido porque a criança não para quieta, mas se persistir vai precisar da ajuda de um fisioterapeuta.

          Resposta
    • 11 de outubro de 2020 em 11:25
      Permalink

      Olá meu filho tem 3 anos e tem os joelhos valgo aparentemente as duas pernas são iguais não existe diferença de uma pra outra ele é uma criança saudável, anda perfeitamente,corre, pula, anda de bicicleta e faz tudo que qualquer outra criança e o mais importante não sente dores. Gostaria de saber se devo procurar um ortopedista pra vê se melhora mais a questão estética? Tem outra coisa acho ele um pouco pequeno mais todos os pediatras dizem que ele está dentro da normalidade e com o tempo vai crescer. Oq vc acha ?

      Resposta
      • 24 de outubro de 2020 em 17:30
        Permalink

        Oi Josellya, procurar um especialista é sempre uma boa ideia. Pelo que você descreve, provavelmente ele vai apenas te tranquilizar e fazer um acompanhamento. Com o crescimento tende a melhorar, mas se estiver piorando, hoje existem recursos minimamente invasivos, sem necessidade de serrar osso.

        Resposta
  • 10 de julho de 2020 em 10:51
    Permalink

    Minha filha tem 10 anos, e percebemos que a perna esquerda dela está entortando em X, estamos muito preocupados, pois achamos que não é normal para idade dela! Compramos uma joelheira para tentar corrigir ou ao menos parar, até conseguimos um diagnóstico

    Resposta
  • 27 de julho de 2020 em 23:25
    Permalink

    Oi, Boa noite minha filha tem 2 anos ela tá com a perna em x e vejo que um lado e mais pra dentro, e o joelho quando tento colocar um pouco reto mas sem pressão o joelho chega a ficar quase pra dentro, quero saber o que fazer pois os médicos falam que é da idade. Desde já agradeço

    Resposta
  • 8 de outubro de 2020 em 15:00
    Permalink

    Olá, recentemente percebi que não consigo encostar as canelas. Percebi isso quando comecei a fazer ballet. Isso não me atrapalha realmente mas quero saber se não for algo comum. Com as pernas relaxadas não encosto nem o joelho e penso que pode ser algo relacionado a eu ficar dez de pequena sentada em w. Aguardo sua resposta.

    Resposta
    • 24 de outubro de 2020 em 17:33
      Permalink

      Oi Bianca, provavelmente você tem algum grau de desvio, em varo. Eu entendi que você encosta os pés e aí os joelhos não se tocam. Precisa ver o grau e a simetria. Mas casos assintomáticos em geral a gente evita cirurgias. Apenas orienta exercícios. As talas e órteses não funcionam, só atrapalham o sono.

      Resposta
  • 23 de outubro de 2020 em 02:46
    Permalink

    Bom dia, Dr. Alessandro Zorzi! Primeiramente, muito obrigada pelo material disponibilizado e parabéns pela iniciativa de ajudar pessoas com diversos problemas de saúde!Meu filho tem dois anos e três meses. Desde que ele tinha quinze meses faço consultas regulares a ortopedistas, de três em três meses. Na última consulta, um ortopedista passou órteses noturnas. Recomendou que começasse a usá-las quando completasse dois anos e quatro meses. Disse que para ele não dar muito trabalho com as órteses à noite, não deixasse que ele tirasse o cochilo diurno, ficasse com apenas o sono noturno. Ele tem o joelho em varo. Amanhã o levarei para outro ortopedista, desconfio que este não vai passar nada e pedir apenas para esperar. Todos esses médicos são bem conceituados na cidade. Fico tão angustiada com toda essa situação, porque se decidir não usar as órteses, pode ser que, no futuro, ele tenha que fazer cirurgia, e essa opção é a mais traumática, na minha opinião, realmente não queria que chegasse a esse ponto. Por outro lado, se não usar as talas, não saberei se as mesmas corrigiriam o problema dele. Depois, provavelmente, ficarei martelando na minha cabeça que deveria ter usado as órteses. Nessa época, se o problema persistir, só uma cirurgia corrigirá a deformidade. Não quero submeter meu filho a uma cirurgia, no futuro, por conta dos riscos que existem no procedimento, como você disse aqui: “toda cirurgia tem risco”. As duas avós dele têm joelho em varo, uma já colocou próteses nos dois joelhos, e a outra necessita de próteses, mas ainda não fez cirurgia. A genética na família carrega essa patologia. Sei que essas deformidades são mais comuns no sexo feminino, mas ele as tem. Não sei se evoluirá para se corrigir com o tempo, mas se não corrigir, o único jeito será a cirurgia, não é mesmo? Com relação às órteses, fico pensado como serão as noites. Li o depoimento de uma mãe aqui na sua página que tem passado um tormento com a filhinha por conta do uso dessas órteses.  Imagino tanto o comprometido psicológico dele agora pequeno usando as órteses e querendo tirá-las à noite, com o sono logicamente perturbado, como também ele mais crescido com o abalo psicológico, no futuro, se tiver as pernas tortas. Finalmente, algo que me intriga, é que se a criança for diagnosticada com Doença de Blount com desenvolvimento de deformidade em varo assimétrico, e estiver nos estágios 1 e 2, indicam órteses noturnas, ou seja, órteses noturnas corrigem pernas tortas, ou pelo menos uma perna torta. E quando são as duas, hoje, a tendência é desacreditar a utilização das órteses noturnas? Sei sobre cada fase, afirmam que a criança evoluiria para ficar sem deformidade normalmente com ou sem o uso das órteses, sei de tudo isso. Meu filho não tem Doença de Blount, segundo os ortopedistas. Por favor, gostaria muito de pedir sua opinião sobre esse assunto. Muito obrigada pela atenção e que Deus lhe abençoe!

    Resposta
    • 24 de outubro de 2020 em 17:20
      Permalink

      Oi Sara, seu texto é comovente. Como pai, tento imaginar a angústia que você está vivendo. Minha filha nasceu com uma deformidade no crânio. A pressão para que ela usasse um capacete foi grande, mas a ciência mostra que é inútil. Então aguentei firme a ansiedade e acabei não usando. É sempre uma decisão carregada de responsabilidade, porque é o futuro do seu filho. No meu caso graças a Deus deu tudo certo. A deformidade se resolveu espontaneamente sem o uso do capacete. Mas se tivesse evoluído mal, certamente eu me sentiria culpado. No seu caso, é parecido. Não existe evidência de que estas órteses noturnas tenham algum benefício. É a famosa “tentativa”, porque muitas vezes a sensação de não fazer nada é insuportável. Friamente, como médico, eu não receito estas órteses. Mas como pai, meu conselho é: faça uma tentativa. De repente, por ser criança, ele aceita bem e dorme sem dificuldade. Se ele não se adaptar e não dormir, esqueça e desista, com a consciência tranquila de que tentou.

      Resposta
  • 5 de novembro de 2020 em 22:04
    Permalink

    Boa noite, minha filha foi diagnosticada recentemente com joelho valgo, ela tem 2 anos e 8 meses, o ortopedista que está acompanhando ela passou para utilizar a tenis de cano alto com contraforte firme, porém como ela tem a unha encravada toda vez que tira o sapato o dedinho está bem inchado, fico com receio de melhorar um problema e criar outro. Além disso, eu li vários texto em que diz que não é comprovada a eficácia do uso das mesmas, isso é verdade?

    Resposta
    • 22 de novembro de 2020 em 10:39
      Permalink

      Oi Carine, sim é verdade. Essas botas e órteses foram muito usadas até os anos 1980, mas estão sendo cada vez menos indicadas por falta de comprovação do resultado. É preciso pesar bem. No seu caso, com a unha encravada, pode ser pior usar.

      Resposta
  • 2 de dezembro de 2020 em 07:32
    Permalink

    Levei meu bb de 1 e 6 meses no ortopedista, pois tem a pernas arqueadas,disse ser deformidade no joelho, passou vitamina D é não melhorou… hj com 2 anos parece q o joelho piorou e agora sente dor, se sentar 2 minuto e levantar ele sente, anda de lado até o corpo acustumar. Gostaria de saber se pode ser outra coisa.

    Resposta
    • 10 de dezembro de 2020 em 18:29
      Permalink

      Aline, precisa ver seu filho. Não é normal ter dor. Precisa investigar.

      Resposta
  • 4 de dezembro de 2020 em 01:19
    Permalink

    Tenho um filho autista ,a quase 1 ano venho correndo atras de uma resposta em saber o q meu filho tem ,pq ele andava normal ,de uma hr pra outra ele nao anda quase nada mas ,pois ao andar seu corpo todo fica envergado, as pernas amolecem ,ja fiz ressonancia ,raio x ,entre outros exames ,levei ao otopedista e nem eles sabem dizer o q e,pior de tudo e q meu filho sente dor e eu nao consigo ajudalo ,isso e angustiante

    Resposta
    • 10 de dezembro de 2020 em 18:15
      Permalink

      Caramba Camila, seu relato é desconfortante. É preciso fazer o diagnóstico, sem dúvida. Você chegou a passar pelo Neurologista? Caso não seja encontrada patologia ortopédica, é preciso avaliar problemas neurológicos e reumatológicos. O próprio autismo em si pode gerar problemas, como a deformidade em equino dos pés.

      Resposta
  • 6 de dezembro de 2020 em 17:34
    Permalink

    Olá doutor Alessandro,
    eu falo partir de África propriamente Angola, e sabe-se que a medicina ou o sistema de saúde é precário mesmo em clinícas ainda mais quando se Trata de ossos!
    Eu a minha deformidade é valgo (X) mas não muito mas me encomoda bastante não ando a vontade, por que é muito raro em encontrar jovens da minha faixa-etária com pernas do género, completei 21 Anos, gostaria que o doutor Alessandro me recomendasse exercicios para melhorar só um pouquinho mais o meu joelho, por favor!

    Resposta
    • 10 de dezembro de 2020 em 18:11
      Permalink

      Olá Claudio, que legal! A tecnologia proporciona esse tipo de alegria, poder conversar com alguém de um outro continente. Neste exato momento estamos treinando um médico angolano aqui na Unicamp, chamado Dr Antonio. Será um ótimo ortopedista e em breve poderá ajudar os pacientes aí em Angola. Você não disse que tipo de deformidade você tem. Se quiser, entra na minha rede social @drzorzi e me manda fotos das suas pernas.

      Resposta
      • 7 de abril de 2021 em 16:39
        Permalink

        Boa tarde DR Alessandro!
        Meu nome Marlene..
        Tenho 42 anos, e também tenho as pernas
        Tortas. As famosas pernas X
        O meu joelho já saiu do lugar duas vezes..
        Do nada..
        Uma vez me curvei pra pegar algo sobre a cama, e o joelho saiu do lugar.
        Uma dor horrível!!
        Eu mesma consegui coloca lo no lugar.
        Outra vez na rua..
        Estava meio apressada e o joelho torceu
        Para lateral.
        Sempre o joelho direito.
        Fui ao ortopedista.Fiz um raio x
        E falou que meus dois joelhos trabalham no lugar errado.
        Que teria que fazer fisioterapia para fortalecer o músculo do joelho.
        Ou teria que passar por cirurgia.
        A pergunta é: isso ocorreu por ter as pernas X?
        Essa cirurgia que o médico falou…
        Seria essa que corrigem as pernas?
        Existem exercícios físicos que podem melhorar o formato das pernas?
        Desde de já o meu obrigado.

        Resposta
        • 26 de abril de 2021 em 19:46
          Permalink

          Marlene, a deformidade em valgo é um dos fatores de risco para instabilidade da patela. Mas precisa ver se tem outros junto, como o TA-GT aumentado, a báscula da patela aumentada ou a altura da patela aumentada. Pra ver isso, tem que fazer uma tomografia do joelho. Também pode existir um problema de encaixe raso. Chama displasia da tróclea. Isso aparece no Rx simples. A cirurgia vai ser planejada para corrigir as alterações encontradas.

          Resposta
  • 3 de março de 2021 em 16:23
    Permalink

    Boa tarde!

    Doutor Alessandro, estava aqui olhando a sua publicação e por sinal maravilhosa, a atenção dada pra esse tipo de problema. Eu tenho 30 anos e sofro com o problema de pernas tortas, além de ouvir brincadeiras desnecessárias sobre a estética das pernas eu não consigo andar de salto alto pois sinto dores e deixa minhas pernas mais abertas. Gostaria de saber se ainda tem como reverter o problema. Acho que tenho pernas varus.

    Resposta
    • 12 de março de 2021 em 11:46
      Permalink

      Olá Raimunda, sim é possivel corrigir com uma cirurgia chamada OSTEOTOMIA. @DrZorzi

      Resposta
  • 2 de abril de 2021 em 20:34
    Permalink

    Minha filha tem o.mesmo problema e o ortopedista falou a mesma coisa, igual as pesquisas que fiz. Relatam que fica normal, se não ficar é “só uma questão estética ” como se também não gerasse impacto na pessoa, e caso não resolva, cirurgia, que sabemos que não é algo tão simples assim. Por que não indicam mais palmilhas corretivas, bota ortopedica? Pagam para ver se vai ficar normal, se não ficar tudo bem porque interfere “So na estetica” ou tudo bem porque faz cirurgia? Além da tala nao funcionar, as botas e palmilhas também não funcionam?

    Resposta
    • 26 de abril de 2021 em 19:51
      Permalink

      É isso Mani, os estudos mostram que a bota não funciona. Você pode tentar, não é proibido. Mas em geral é perda de tempo.

      Resposta
  • 22 de abril de 2021 em 12:46
    Permalink

    Olá boa tarde
    Minha filha nasceu c uma deformidade na perna direita… diagnosticada juntamente com a neurofibromatose…
    com a cirurgia minha filha corre o risco de ter uma perna maior q a outra
    Ou andar c dificuldade???

    Resposta
    • 26 de abril de 2021 em 19:35
      Permalink

      Olá Aurelia, o risco existe. Mas confie num bom ortopedista. A medicina está muito moderna e existem técnicas para evitar essas complicações.

      Resposta
  • 2 de maio de 2021 em 02:26
    Permalink

    Olá, meu filho tem 1 ano e 6 meses agora e as perninhas dele são de varos, me dizem que eu preciso ajeitar, que eu tengo que esquentar uma fralda e amarrar as pernas deles e varias outras coisas mas eu fiz e nada melhorou … então queria saber o que o senhor acha que pode ser e o que me recomenda a fazer para melhoras as pernas são mais as partes da canela e o quadril também é um pouco aberto mas ele não sente dores nunca sentiu .

    Resposta
  • 7 de maio de 2021 em 03:15
    Permalink

    Oii tenho 16 anos e desde de menor tenho dores fortes na perna, passo as vezes noites em claro sem consegui dormir de tanto dor, nunca podia brincar em pula-pula ou correr muito por causa das dores.quando eu era criança só senti dor porém ao decorar do tempo minhas pernas foram ficando tortas igual essa terceira foto, sem conta q as pessoas sempre comentam sobre elas o porquê delas serem assim isso incômoda. Enfim séria necessária um cirurgia??? (Isso é nas duas pernas.)

    Resposta
    • 7 de junho de 2021 em 09:45
      Permalink

      Dhiulya, para saber se seu caso tem indicação cirurgica, é necessário uma consulta médica. Nem toda deformidade precisa ser corrigida com cirurgia. <as para as que tem indicação, é bom saber que contamos com essa opção de tratamento que pode resolver o problema.

      Resposta
  • 9 de julho de 2021 em 09:12
    Permalink

    bom dia!
    ano passado a quase um ano meu filho teve uma fratura de fémur pulando do sofá com 2 anos de idade ,ele ficou com gesso pélvico podalico mais de 70 dias quase 96 para voltar andar com fisioterapia ,porem eu tenho observado a perna dele torta ,e outra coisa quando a gente pega ele no colo sinto o osso ringir ou estalar nao sei dizer…ele é um menino que brinca de bola,corre,faz praticamente tudo vejo q nao tem muita habilidade como as outras crianças assim talvez por ser um trauma ou coisa da minha cabeça rsrs…,mais o que eu faço?devo procurar um ortopedista ele será preciso usar alguma bota ou palmilha?

    Resposta
    • 13 de julho de 2021 em 16:02
      Permalink

      Olá Franciele, em primeiro lugar precisa relatar tudo isso para seu Pediatra. Ele vai avaliar diversas possíveis causas, inclusive problemas de desenvolvimento. Se ele concluir que pode ser um problema ortopédico, ele vai te direcionar para um ortopedista de confiança.

      Resposta
  • 29 de julho de 2021 em 22:23
    Permalink

    Oi Alessandro Zorzi, li seu artigo e muitos comentários por aqui rsrs.
    Tenho 23 anos de idade, nasci com a perna torta (aprendi aqui que é Varus o nome).
    Passei a minha infância, adolescência em clinicas ortopédicas, e o máximo que fora feito em tratamento para o meu “problema” é usar sapatos ortopédicos. E para muitos, eu nunca tinha nada demais. Meus longos exames de imagem sempre mostraram entre 4 e 7 cm (os 7cm foi o penúltimo que deu).
    O resultado de tanta negligência é dor, muito bullying na infância, escoliose, lordose, astrose e caroços pela perna.
    Depois de muita luta contra o meu próprio psicológico, decidi mais uma vez tentar tratamento. Não sei onde isso dará, mas fico receoso de fazer cirurgias nesta situação, caso seja orientado.

    Resposta
    • 30 de julho de 2021 em 08:28
      Permalink

      Coragem Yago! Pela sua história fica muito claro que o não fazer nada também tem muitos riscos e muitos efeitos colaterais. Meu pai tinha uma das pernas em varo causada por um acidente na infância. Isso incomodou ele durante 40 anos. Foi então que ele decidiu operar. Isso nos anos 80, sem um quinto da tecnologia usada hoje. Tenho fotos da minha infância ajudando meu pai a carregar a perna engessada. Naquela época se usava gesso ainda. Hoje não. Ele ficou muito satisfeito com o resultado. O fato de ser adulto não impede um tratamento adequado.

      Resposta
  • 4 de agosto de 2021 em 17:16
    Permalink

    Cida Santos, Nossa! passo pelo mesmo problema, hoje com 47 anos, isso me incomoda muiiiito, me acho bonita até, massss… quando avalia as pernas misericordia, também sofri muito na epoca do colegio, muitas piadas, brincadeiras de mal gosto, que só piora nosso psicologico, eu tbm não uso vestido, não uso saias, sinto vergonha, acho que todos ficam olhando p/ minhas pernas.
    e meus pais até hoje, nem sabe que existe tratamento pra isso, eu sou magra, isso fica mais evidente
    ainda, e mesmo nessa idade, gostaria sim de fazer a cirurgia que resolvesse isso, porque? gente nada como ter as pernas certinhas, né? pode me indicar um bom medico?

    Resposta
    • 4 de agosto de 2021 em 21:45
      Permalink

      Cida, tive uma paciente que conviveu com essa vergonha até os 77 anos de idade ! Fizemos a cirurgia e ela ficou super satisfeita. Até hoje, com 80 anos, está feliz com o resultado. Foi um sonho realizado. Nunca desista dos seus sonhos, não importa sua idade. É possível encontrar bons médicos no site da Sociedade Brasileira de Cirurgia do Joelho (www.sbcj.org.br).

      Resposta
  • 6 de agosto de 2021 em 11:17
    Permalink

    Bom dia! obrigada pelo retorno, conhece algum aí do site para indicar? eu tomaria em fazer
    sem dúvida, ninguém merece viver com as pernas tortas. kkkkkkk

    Resposta
    • 10 de agosto de 2021 em 21:40
      Permalink

      Em SP, Hospital Albert Einstein e Hospital São Luiz Morumbi

      Resposta
  • 6 de agosto de 2021 em 11:53
    Permalink

    Dr Alessandro Zorzi, onde vc opera? o meu caso é o Varus. pena que não tem como enviar uma foto
    por aqui.

    Resposta
      • 23 de agosto de 2021 em 04:09
        Permalink

        Eu estou em depressão

        Estou sofrendo muito isso
        Até já foi rejeitado numa empresa
        Pelo mesmo motivo

        Já não estou mais aguentando

        As minhas pernas são tortas
        De tanto abuso já nem tenho
        Amigos

        Resposta
    • 17 de setembro de 2021 em 05:38
      Permalink

      Bom dia
      Minha filha tem 3 anos e ela tem os joelhos valho, já levei em 2 ortopedista e eles falaram que tem que corrigir ela pra sentar . Que na idade dela seria normal mesmo eu corrigindo percebo que a noite dorme com ele invertido, percebo que está piorando. O posso fazer ?percebo que está piorando até o pé está bem torto estou muito preocupada. Na parte físico está normal pelo que percebo ela corre muito bem.

      Resposta
      • 27 de setembro de 2021 em 08:45
        Permalink

        Narayane, você precisa encontrar um profissional que escute a sua queixa com interesse e que avalie sua filha com calma e detalhadamente. Infelizmente hoje as consultas costumam ser muito rápidas e impessoais. Isso gera falta de confiança e preocupação. E com razão, afinal queremos o melhor para nossos filhos. O importante é que existem muitos tratamentos eficazes para evitar a deformidade.

        Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *