O Exame de Sangue para Detectar Artrose e Lesões da Cartilagem

Um grande número de pesquisadores está envolvido na busca por um exame de sangue ou de urina capaz de ser usado como marcador da artrose, uma doença que afeta as cartilagens do corpo e é a causa mais frequente de dor articular em adultos. A descoberta de uma molécula que possa ser dosada nos líquidos corporais e que tenha relação com a artrose pode acelerar a descoberta de medicamentos mais eficazes e possivelmente até a cura para esta doença.

 

A cartilagem articular é um tecido esbranquiçado, que recobre a extremidade do osso dentro da articulação. Ela serve para amortecer os impactos e facilitar o deslizamento com menor atrito. A cartilagem é formada basicamente por água, que fica retida em uma matriz extracelular formada por colágeno e outras proteínas. Essa matriz é produzida e mantida por células especializadas chamadas condrócitos. A integridade dessa matriz é fundamental para a saúde da articulação.

 

Muitas doenças e traumatismos podem levar a morte dos condrócitos e consequente desestruturação da matriz. Dentre elas, a osteoartrite, também chamada de artrose, é a mais prevalente. Os joelhos são as articulações mais afetadas e a quantidade de pessoas com o problema explode após os 60 anos de idade, conforme o gráfico abaixo.

 

Figura: Prevalência de artrose por faixa etária. Zhang et al. 2010.

 

A artrose não tem cura. Todos os tratamentos disponíveis atualmente são paliativos, inclusive os cirúrgicos. Apesar dos intensos esforços e do dinheiro aplicado em pesquisas, para o paciente os resultados destas pesquisas são frustrantes.

 

Os pesquisadores colocam a culpa na falta de critérios claros para definição do diagnóstico. O que fica cada vez mais claro é que a artrose não é uma doença, mas um grupo heterogêneo de doenças que tem como característica algumas alterações radiográficas típicas: osteófitos, pinçamento articular, esclerose do osso subcondral e formação de cistos.

 

Por isso existe um grande interesse na descoberta de um biomarcador capaz de fazer o diagnóstico de subtipos de artrose e capaz de ser usado para identificar a progressão da doença ou a resposta a novos tratamentos.

 

O marcador ideal deve ter 3 propriedades:

  • ser específico para a doença
  • ser sensível para detectar variações na intensidade da doença
  • ter acurácia para os desfechos clínicos mais importantes, como por exemplo, prever se determinado paciente irá precisar de uma prótese no futuro.

 

Infelizmente, apesar das dezenas de moléculas estudadas, nenhuma parece nem perto de apresentar todas estas propriedades. Por outro lado, a utilização de diversos marcadores ao mesmo tempo talvez seja uma estratégia mais promissora.

 

Podemos dividir as moléculas candidatas a marcadores da cartilagem de acordo com sua relação com os principais constituintes da matriz extracelular:

  • metabolismo do colágeno tipo 2

O colágeno tipo 2 só existe na cartilagem articular. Na pele, no osso e nos tendões, o colágeno é do tipo 1. Por isso, detectar pedaços de colágeno 2 parece uma boa ideia para saber como está a cartilagem. Saindo da matriz extracelular, os pedaços vão para o líquido sinovial, de onde são absorvidos pela membrana sinovial e chegam até o sangue, sendo no final excretados na urina. Alguns pedaços aparecem quando o colágeno 2 está sendo destruído (catabolismo): CTX-2, C2C, ColCEQ, Helix-2. Outros aparecem quando o colágeno 2 está sendo construído (anabolismo): P2CP, P2ANP

  • metabolismo dos proteoglicanos

O principal proteoglicano é o agrecano. Diversos anticorpos monoclonais estão sendo produzidos para detectar fragmentos de Sulfato de Condroitina (7d4, 3b3, cs846); Sulfato de queratan (5d4); Agrecanases (Oa1, Bc3, bc-14)

  • metabolismo de outras proteínas

COMP, ancorina, fibronectina, trombospondina.

 

Além disso, na artrose, além dos marcadores da cartilagem, também podemos associar os marcadores do metabolismo ósseo e os marcadores inflamatórios.

 

O desenvolvimento das ciências ômicas (genômica, transcriptômica, proteômica, metabolômica), que surgiram com o Projeto Genoma Humano, surge como uma nova esperança, pois permite o mapeamento de milhares de moléculas ao mesmo tempo. Desta forma, o número de publicações sobre um biomarcador da artrose vem aumentando a cada ano. A descoberta deste marcador parece uma questão de tempo. Pouco tempo. Quem sabe isto possa revolucionar a busca por terapias mais eficazes para quem tem dores articulares.

Saiba mais:

  1. Garvican et al 2010
  2. Garvican et al 2010
  3. Hosnijeh et al 2018

Alessandro Zorzi

Médico ortopedista e pesquisador na UNICAMP e no Hospital Albert Einstein, com mestrado e doutorado em ciências da cirurgia pela UNICAMP e especialização em pesquisa clínica pela Harvard Medical School.

24 thoughts on “O Exame de Sangue para Detectar Artrose e Lesões da Cartilagem

  • 9 de fevereiro de 2019 em 16:58
    Permalink

    Dr Leonardo
    a prótese de joelho melhora as dores , dá para caminhar e fazer coisas do dia a dia em casa? Estou na iminência de colocar uma , mas , como o Sr. disse, os resultados são paliativos, talvez não valha a pena ….

    Resposta
    • 11 de fevereiro de 2019 em 16:07
      Permalink

      Dona Sônia, a prótese melhorar a dor, corrige deformidades e melhora a marcha. É a melhor solução nos casos avançados.

      Resposta
  • 6 de março de 2019 em 03:20
    Permalink

    Ótimo texto Dr. Alessandro. Li tudo com atenção e fico muito feliz de ver que mundo afora, incluindo aqui no Brasil, no campo das doenças degenerativas dos tecidos músculo-esqueléticos, a genética está abrindo “portas” muito rapidamente para soluções bioquímicas (portanto não invasivas, não cirúrgicas) para a regeneração e manutenção da boa saúde das cartilagens em nossas articulações !! Parabéns por ser um desses cientistas Dr !! E lhe fiz perguntas sobre esse tema do Catabolismo/Anabolismo envolvendo os colágenos das cartilagens numa outra página de nome “Protetores da Cartilagem” !! Verei depois seu retorno lá e aqui, nesta página !! Um forte abraço Dr !!

    Resposta
    • 4 de agosto de 2021 em 06:10
      Permalink

      Estou procurando uma explicação para as dores tão fortes que comecei a sentir a cerca de 2 meses , nos ossos e articulações, principalmente no joelho esquerdo ( que inchou e não dobra), durmo com dor e acordo com dor, sendo minha preferência andar do que deitar.Tenho 60 anos e nunca senti essas dores em toda minha vida.

      Resposta
      • 4 de agosto de 2021 em 21:48
        Permalink

        Cleide, tem que passar com um médico. Mas existe um quadro chamado “Joelho Agudo Não-Traumático”que lembra muito sua queixa. A pessoa tem uma dorzinha leve que nem da bola. Nem vai no médico. É a artrose. De repente, o menisco fica gasto por causa da artrose e rompe sozinho. Pimba!!! Começa um baita inchaço e uma dor intensa subitamente. As vezes, ocorre até uma fratura do osso pela falta do menisco e complica ainda mais as dores. Isso tudo aparece muito bem em uma ressonância magnética.

        Resposta
  • 6 de março de 2019 em 22:28
    Permalink

    Dr. uma pessoa transplantada não pode usar anti inflamatório.
    O que é indicado para aliviar as dores nas juntas ?
    Obrigada!

    Resposta
    • 13 de março de 2019 em 15:28
      Permalink

      Olá MArcia, existem diversas alternativas: fisioterapia, medicamentos tópicos, infiltrações, medicamentos como paracetamol, suplementos nutricionais a base de colágeno (colágeno hidrolisado, UCII). Nos casos graves, existem opióides. Um médico precisa avaliar você para te dizer qual a alternativa mais segura no seu caso.

      Resposta
      • 28 de dezembro de 2020 em 09:09
        Permalink

        Dotor to com muita dor na perna,parece que ta no osso,os dedos das maos quando eu dobro os dedos eles nao voltao mais nao sei se e artrite ou artrose.Vou no medico eles falam que nao tem exames pra isso,e pra eu ir no ortopedista

        Resposta
  • 4 de maio de 2019 em 18:24
    Permalink

    Perfeito, os comentários. Vejo que também deve haver análise para detectar doenças auto imune e inflação interna. E o exames de sangue básica para constatar reumatismo, gotas, cujo pedido médico deve constar na relação de exames, testes de hipersensibilidade, porque muitos tem reumatismo e não acusa nos exames assim como doenças auto imune, que dao o FAN reagente. Quanto as inflamações internas pesquisar fígado, pâncreas, rins e intestino/diverticulos é o ileo e intolerância alimentar, leite, pao, demais itens, causam processo alérgico interno, o que não deixa de ser inflamatório como mucosa do estômago e intestino e nos exames hormonais e imprescindível pedir o Estrogênio

    Resposta
  • 16 de maio de 2019 em 17:15
    Permalink

    Doutor, tenho condropatia nos dois joelhos e meu médico me recomendou tomar colágeno. Confesso que não comprei por desconfiar da eficácia desse e de outros condroprotetores. Existe algum tipo de estudo que reúna evidências de que o colágeno é eficaz na contenção da artrose?

    Resposta
    • 18 de maio de 2019 em 21:01
      Permalink

      Olá Márcio, existem estudos pequenos, patrocinados pelos fabricantes, pouco confiáveis. O uso é basicamente empírico. O risco de efeitos colaterais é baixo, mas o preço é saudável. As principais sociedades internacionais não recomendam o uso, mas no Brasil está uma febre.

      Resposta
  • 24 de julho de 2019 em 08:21
    Permalink

    Olá Dr!

    Gostaria de saber da sua opinião sobre a vitamina K2. Há diversas referências científicas.

    Além disso, o senhor vê riscos na suplementação com cálcio, sobretudo devido a sua acumulação nas artérias?

    Grata,
    Manuela Jobst

    Resposta
  • 6 de janeiro de 2020 em 07:58
    Permalink

    Dotor a onde tem juntas no mesmo corpo braços, pés mão, joelhos. Queixo tudo fica rangendo igual uma porta velha

    Resposta
  • 2 de dezembro de 2020 em 13:24
    Permalink

    Boa tarde tem algum exame de corpo inteiro pra artrose

    Resposta
    • 10 de dezembro de 2020 em 18:18
      Permalink

      Oi Dirce, pra falar a verdade existe: a cintilografia óssea. Também tem um exame chamado inventário radiográfico. Mas o médico precisa determinar se o seu caso tem indicação. 99,9% das vezes não existe benefício em fazer esses exames na artrose.

      Resposta
  • 28 de dezembro de 2020 em 09:10
    Permalink

    Dotor to com muita dor na perna,parece que ta no osso,os dedos das maos quando eu dobro os dedos eles nao voltao mais nao sei se e artrite ou artrose.Vou no medico eles falam que nao tem exames pra isso,e pra eu ir no ortopedista

    Resposta
    • 28 de dezembro de 2020 em 17:59
      Permalink

      Oi Renato, que situação triste. Procurar um ortopedista é uma boa solução, porque existem mais de 200 tipos de doenças que podem causar dores nas pernas. É preciso fazer o diagnostico correto para que o tratamento funcione.

      Resposta
  • 4 de fevereiro de 2021 em 08:57
    Permalink

    DOUTOR MINHA SENTE MUITAS DORES ,ELA TEM ARTROSE NO JOELHO, E NAS PERNAS TBM TEM DORES DEVIDO A VARIZES E FEZ EXAMES DE SANGUE E CONSTOU UMA INFECÇÃO NO SANGUE UM POUCO ALTA , PODE SER DEVIDO O JOELHO QUE DOI MUITO ESSA INFECÇÃO QUE DEU NO EXAME DE SANGUE? OU PODE SER UM TUMOR?

    Resposta
    • 9 de fevereiro de 2021 em 11:42
      Permalink

      Olá, respondendo sua pergunta de forma bem direta, sim. Pode haver infecção no joelho causando infecção no sangue. Isso é uma urgência. Podem ser muitas outras coisas também. O ideal é procurar rapidamente uma consulta médica.

      Resposta
  • 5 de fevereiro de 2021 em 05:59
    Permalink

    Doutor Alessandro, parabéns pelas excelentes respostas, apesar de, muitas vezes, serem postadas perguntas sem muitos dados clínicos.
    Dr. minha esposa tem 68 anos e sofre a bastante tempo de dores nas mãos.
    Quanto a dores permanentes nas articulações das mãos e aumento expressivo do tamanho na maioria das articulações das mãos, existe algum exame de sangue que possa diagnosticar se a causa das dores seria artrose, artrite, uma inflamação mais abrangente ou alguma outra causa possível?
    Grato pela atenção.

    Resposta
    • 9 de fevereiro de 2021 em 11:41
      Permalink

      Olá William, o diagnóstico de artrite, artrose ou reumatismo é feito a partir de algumas perguntas clínicas, do exame físico e eventualmente pode haver necessidade de uma radiografia da mão e alguns exames de sangue. Dentre os exames de sangue, destaco o Hemograma completo, a velocidade de hemossedimentação, a proteína C reativa, o fator reumatoide e o fator anti-núcleo. Esses são alguns mais básicos e importantes. Existem outros quando surgem dúvidas. Mas vale ressaltar que o resultado do exame de sangue é menos importante do que a avaliação clinica.

      Resposta
  • 29 de abril de 2021 em 17:17
    Permalink

    Minha mãe tem fortes dores na bacia como se estivesse furando! Qual exame mais indicado para diagnóstico ?

    Resposta
  • 2 de julho de 2021 em 05:01
    Permalink

    Boa noite, Dr!
    Parabéns pelas respostas esclarecedoras!
    Tenho 45 anos e o exame de cintilografia ósseo detetou Osteoartropatia degenerativa (discreto aumento da concentração do traçador, de aspecto articular, no ombro direito, articulações esternoclaviculares, coluna cervical e torácica, joelhos e calcâneos). Hoje sinto muitas dores, qual exames de sangue devo fazer para completar? Essa doença é algo grave?
    Obrigado pela atenção! Abraços!

    Resposta
    • 5 de julho de 2021 em 08:22
      Permalink

      Ednaldo, por enquanto o diagnóstico da Osteoartropatia Degenerativa (vulgarmente conhecida como ARTROSE), é feito pelo exame clínico e RX. Exames de sangue são realizados quando o médico desconfia de um reumatismo. Nesse caso ele pode pedir provas inflamatórias: Hemograma, VHS, Proteína C reativa e alfa-1 glicoproteína. Existem alguns exames em pesquisa, como o COMP e o CTX-2 que seriam marcadores biológicos da doença, mas ainda não chegaram aos consultórios porque os resultados são duvidosos.

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *