>

Mesmo alguns aspectos do maior e mais lembrado de todos os conflitos acabam sendo esquecidos. Ainda mais se forem operações secretas. A Operação Flocos de Milho (Operation Cornflakes) foi uma ação de guerra psicológica realizada entre 1944 e 1945. O objetivo da ação era entregar cartas com propaganda anti-nazista através do próprio serviço postal alemão (Deutsche Reichspost).
A operação era simples: trens do serviço postal eram bombardeados. Em seguida, malas postais com cartas devidamente endereçadas e seladas — mas contendo propaganda anti-nazista — eram lançadas de aviões e espalhadas entre os destroços. Esperava-se que o serviço postal misturasse as cartas reais com as falsas e entregasse ambas corretamente.
Futsches-Reich-Briefmarke-UK 
As cartas traziam cópias de Das Neue Deutschland (A Nova Alemanha), panfleto  de proganda aliado escrito em alemão. Além disso, alguns dos selos usados também eram falsos. Eles eram muito parecidos com o selo-padrão, que trazia a efígie de Adolf Hitler. Um olhar mais atento, porém, revelava que a efígie do Führer era um crânio semi-exposto. E em lugar da inscrição “Deutsches Reich” [Império Alemão], lia-se “Futsches Reich” [Império em Colapso].
A primeira missão da Operação Flocos de Milho ocorreu em 5 de Fevereiro de 1945 e foi um sucesso. Um trem postal foi bombardeado a caminho de Linz, na Áutria. Malas postais com cerca de 3800 cartas falsas foram plantadas nos destroços. Todas foram recolhidas e entregues pelo Deutsche Reichspost.

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *