As terríveis revelações de Maria Monk

nickell-maria-monk-fb

[Traduzido de Awful Disclosures, publicado pelo Dr. Romeo Vitelli em Providentia]

Foi em 1836 que se publicou em Nova York um livro que parecia uma bomba de efeito moral. Em The Awful Disclosures of Maria Monk or The Hidden Secrets of a Nun’s Life in a Convent Exposed [As terríveis revelações de Maria Monk ou Os segredos ocultos da vida de um convento de freiras expostos] uma suposta ex-monja apresentava descrições lúgubres de sua vida num convento de Montreal e da exploração sexual à qual foi submetida naquele lugar. (mais…)

Casamentos Clandestinos

Hogarth, William, Marriage a-la-Mode, plate I, 1745 Engraving, 14 4/25″ x 17 4/5″

Eram muito comuns na Inglaterra setecentista. Tanto que, durante algum tempo, o governo de Londres multava em 100 libras o falso oficiante e em 100 libras cada pseudo-cônjuge. Mesmo assim, havia tabernas e até casas de moral duvidosa que chegavam a contratar seus próprios ministros religiosos, muitas vezes formados em teologia em universidades respeitáveis. Ou não. Por uma pequena taxa pagas a algumas casas de moral duvidosa, informavam anúncios em classificados, era possível se casar nesses lugares. Pouco importava que você estivesse bêbado feito um gambá, ou só com tesão demais por alguém: o casamento era feito e, de alguma forma, registrado.

Mesmo que fossem ilegais, esses registros nem sempre eram destruídos quando descobertos pelas autoridades. Algumas das notas depositadas no Registrar of the Consistory Courts [algo como Cartórios das Cortes Eclesiásticas] de Londres são bastante divertidas: (mais…)

Um cone de coníferas

Há uma montanha de árvores coníferas plantadas de maneira padronizada numa montanha artificial cônica perto de Ylöjärvi, na Finlândia. Seriam aliens? Claro que não, são finlandeses. Foram 11 mil pessoas de diversos países que plantaram 11 mil árvores dispostas num padrão matemático baseado na proporção áurea. Mas o que levaria Leia mais…

Conflitos Esquecidos — Revolução Pueblo

De uns tempos pra cá, a historiografia latino-americana tem se esforçado para mostrar que os nativos americanos não foram tão ingênuos nem tão inocentes na Conquista da América. É verdade que algumas tribos e etnias aliaram-se aos espanhóis e portugueses durante os primórdios do período colonial. Mas isso não anula os esforços de resistência por parte de outros povos indígenas. Das diversas rebeliões de ameríndios, pode-se dizer que a Revolta Pueblo ou Revolução de Popé foi uma das mais bem-sucedidas.

Em 1680 os índios Pueblo, nativos da atual região do Novo México, levantaram-se contra os colonizadores espanhóis que haviam se estabelecido algumas décadas antes em seu território. Estimulados por uma série de condições naturais e humanas adversas, os Pueblos revoltosos mataram 400 espanhóis e expulsaram outros 2000 colonos hispânicos a partir de 10 de agosto de 1680. (mais…)

Patentes patéticas (nº. 96)

image

Por mais patéticas que tenham sido, as 95 patentes apresentadas ao menos se esforçaram para tentar resolver algum problema de ordem prática (mas que geralmente já tinham soluções mais simples). Uma patente dedicada à confecção simplificada de mapas mais precisos pode parecer algo mais sério e mais útil. Esse seria o caso de Map (profile) of Earth’s continents and methods of manufacturing world maps [Mapa (perfil) dos continentes da Terra e métodos de manufatura de mapas-múndi]. Mas a seriedade e utilidade dessa patente acaba no fim do parágrafo-resumo: (mais…)