O Paradoxo das Apólices Concorrentes

Há apólices de seguro que declaram-se inaplicáveis quando os danos ou ferimentos são cobertos por outras apólices. Isso significa que, caso haja um acidente, apenas uma apólice é paga para cobrir os prejuízos. Mas e se uma pessoa ferida — e excessivamente precavida — mantém duas apólices concorrentes? Se a interpretação das condições for estrita, […]

Patentes Patéticas (nº. 70)

Ter o carro roubado é uma das piores experiências que um motorista pode ter. Ao longo do século passado, diversos sistemas (inclusive mecânicos) foram inventados e patenteados para evitar essa dor de cabeça. Mas nenhum é tão drástico quanto o Protective system for protecting against assaults and/or intrusions [Sistema protetivo para proteção contra assaltos e/ou […]

Dança da Manivela

Em 1936, o escritor e jornalista norte-americano E.B. White relembrava suas experiências com o Ford T, que entre nós foi chamado Ford Bigode: Durante minha associação com Modelos T, self-starters não eram um acessório comum. Eram caros e vistos com suspeitas. Seu carro vinha equipado com uma manivela de serviço e a primeira coisa que […]

Patentes Patéticas (nº. 57)

Evitar acidentes de trânsito é importante. Usar fogos de artifício para tentar fazer isso é… patético. O californiano Harry Rudolph Rodrigues não deve ter percebido os riscos envolvidos nesse método ao inventar o Vehicular Impact Signaling Device [Dispositivo de Sinalização de Impacto Veicular]. O U.S. Patent Office também não, pois aprovou um pedido de patente […]

Patentes Patéticas (nº. 49)

Ladrões de carro fugindo da polícia em alta velocidade são a base de jogos como Need for Speed: Most Wanted e GTA e de filmes como Bullitt e 60 segundos. Embora seja perigoso na vida real, o roubo de carros pelo método hit and run [bater e correr] é praticamente um patrimônio cultural norte-americano (ou, […]

Patentes Patéticas (nº. 44)

Quando a americana Mary Anderson (1866-1953) inventou o limpador de para-brisas em 1903, recebeu muitas críticas. A principal delas argumentava que os movimentos pendulares dos limpadores eram incômodos e poderiam até hipnotizar os motoristas. Apesar disso, mais de meio século se passaria até que alguém tentasse fazer algo melhor. No fim dos anos 1950, os […]

Arqueologia automotiva

Nos Estados Unidos carros são coisas tão banais que chegam a ser praticamente descartáveis. Não é raro encontrar verdadeiros clássicos abandonados, muitas vezes após pouco tempo de uso, nas áreas rurais da “América”. Foi o que aconteceu com o autor do video a seguir, jermikey, que ao sair para um passeio de domingo com a […]

Patentes Patéticas (nº. 39)

Já vimos nessa série como algumas pessoas tentaram trazer a cozinha para dentro do carro. Se um fogão aquecido pela fumaça do motor não parecia uma boa ideia, que tal um microondas no painel? Convenhamos, quem ainda usa o porta-luvas? Aliás, quem ainda usa luvas para dirigir? Basicamente, esse foi o raciocínio que levou Daniel […]

>Patentes patéticas (nº. 32)

Em 1921, Robert Martin, de Ocala, na Flórida, conseguiu a patente para um opcional que traria muita praticidade ao já popular automóvel: um forno. Ou melhor: Um forno de cozimento para automóveis, aquecido a gás de exaustão, formado por uma câmara fechada para encerrar utensílios de cozinha. A dita câmara tem uma tampa móvel para […]

>Auto-atendimento bancário (1938)

> Se você acha que a sociedade moderna já é excessivamente sedentária e dependente dos automóveis, a coisa poderia ser bem pior se essa ideia de “auto-atendimento” tivesse decolado: Banco oferece serviço drive-in Para responder às necessidades e à conveniência de seus clientes motorizados, o Security-First National Bank de Los Angeles construiu uma agência drive-in. […]

« Página anteriorPróxima página »
Skip to content