O que andei vendo no Netflix em maio

Disputas para todos os gostos: Homem contra Inteligência Artificial, a concorrência entre PCs, surfistas versus uma tempestade ártica e carros envenenados na pista com super-esportivos. AlphaGo [90 min. | 2017] — Contas brancas e pretas que se alternam sobre um tabuleiro de madeira quadriculado. Essa é a essência do Go, um milenar jogo oriental, praticado […]

O que andei vendo no Netflix em novembro

Um crime islandês, o nascimento de uma elefantinha, espiões noir, moças que aceleram na Palestina, dois guias de viagem bem diferentes e uma resenha perdida   Out of Thin Air (84 min., 2017) — Quando pensamos na Islândia, podemos nos lembrar dos vulcões com nomes impronunciáveis, da Björk e de uma população pequena e segura. […]

Patentes Patéticas (nº. 120)

Estacionar numa boa vaga — que quase sempre é pequena — é uma tarefa quase enigmática, que exige habilidades jedis. Você tem que fazer manobras delicadas de maneira ágil, pois se demorar duas coisas ruins podem acontecer: ou você perde a vaga por desistência ou você insiste e causa um pequeno engarrafamento. Entrar de frente […]

Patentes Patéticas (nº. 70)

Ter o carro roubado é uma das piores experiências que um motorista pode ter. Ao longo do século passado, diversos sistemas (inclusive mecânicos) foram inventados e patenteados para evitar essa dor de cabeça. Mas nenhum é tão drástico quanto o Protective system for protecting against assaults and/or intrusions [Sistema protetivo para proteção contra assaltos e/ou […]

Patentes Patéticas (nº. 57)

Evitar acidentes de trânsito é importante. Usar fogos de artifício para tentar fazer isso é… patético. O californiano Harry Rudolph Rodrigues não deve ter percebido os riscos envolvidos nesse método ao inventar o Vehicular Impact Signaling Device [Dispositivo de Sinalização de Impacto Veicular]. O U.S. Patent Office também não, pois aprovou um pedido de patente […]

Patentes Patéticas (nº. 39)

Já vimos nessa série como algumas pessoas tentaram trazer a cozinha para dentro do carro. Se um fogão aquecido pela fumaça do motor não parecia uma boa ideia, que tal um microondas no painel? Convenhamos, quem ainda usa o porta-luvas? Aliás, quem ainda usa luvas para dirigir? Basicamente, esse foi o raciocínio que levou Daniel […]

>Patentes patéticas (nº. 34)

> Já em 1930 havia gente bastante preocupada com atropelamentos a ponto de pensar em soluções práticas (ou não). Heinrich Karl, de Jersey City, New Jersey, é um exemplo desse tipo de pessoa: ele inventou um complexo mecanismo para impedir ou minimizar os efeitos de um atropelamento. O sistema, totalmente mecânico, “sentiria” o choque com […]

>A indústria ‘brasileira’ está com medinho

> Durante sua breve presidência, Fernando Collor declarou que nossos automóveis eram “umas carroças” e, com o objetivo de estimular o desenvolvimento e a queda nos preços, acabou com o protecionismo dado à “nossa” indústria automobilística e abriu as portas para a importação. Duas décadas se passaram. Apesar de alguns avanços — mais estéticos do […]

>Patentes Patéticas (nº 06)

> Em 1949 — muito antes de se falar em economia de energia, energias alternativas ou carros híbridos —, J. D. Stokes teve uma ideia sensacional: por que desperdiçar energia com um carro e uma máquina de lavar quando é possível acoplar uma lavadora em uma das rodas? Para lavar roupas em suas calotas, adicione […]

>Cosplay sobre Rodas: Modelo 313

> Você já deve ter ouvido falar em cosplay. Mas não são apenas os personagens que são homenageados por seus fãs. Porém, quando se fala em cosplay automotivo, o que geralmente aparece são réplicas de carros de super-heróis como o do Batman ou de veículos famosos do cinema, como o simpático Herbie de Se Meu […]

Próxima página »
Skip to content