Nutrição Esportiva X Atividade Física

A nutrição esportiva compreende a interação entre vários sistemas do corpo com ênfase nos aspectos bioquímicos, fisiológicos, cognitivos e emocionais. É uma área que vem ganhando destaque nas últimas décadas devido sua importância tanto para o aumento do desempenho físico como para a saúde de desportistas e atletas.

            Para entender melhor a diferença entre desportistas e atletas, seguem algumas definições gerais.

  • Desportistas ou esportistas são aqueles indivíduos que praticam atividade física de qualquer tipo de modalidade como musculação, ginástica olímpica, volei, tênis de mesa, entre outros, com regularidade e intensidade variada, porém sem caráter profissional.
  • Já os atletas (profissionais ou não), além de praticarem modalidades esportivas específicas, apresentam rotina e frequência praticamente diária de treinamento e tem como finalidade a obtenção de alto desempenho em competições.

            É importante destacar que independentemente de ser atleta, desportista ou praticante de atividade física em busca de saúde e/ou estética, cada indivíduo é único com necessidades nutricionais específicas, metabolismo e características genéticas próprias. Assim, quem pratica algum tipo de atividade física precisa de um plano alimentar personalizado de acordo com sua individualidade bioquímica. Além disso, é preciso levar em consideração o sexo do indivíduo, a idade, a modalidade esportiva praticada, bem como a frequência, intensidade e duração do exercício.

            Ainda sobre a individualidade de cada um, um alimento ou um suplemento que é bom para uma pessoa pode não ser para a outra. Por isso, não adianta seguir dietas da moda ou prescrições alimentares e de suplementos específicos usados por celebridades, amigos ou colegas de academia porque o resultado muito provavelmente não será o mesmo.

            O primeiro passo para adequar a sua alimentação ao seu tipo de atividade física é procurar um profissional Nutricionista para uma avaliação nutricional – antropométrica, dietética, bioquímica e clínica – criteriosa e completa que irá investigar a presença de desequilíbrios como deficiências ou excessos nutricionais que possam comprometer o desempenho e/ou o emagrecimento ou ganho de massa muscular, dependendo do objetivo de cada um.

            Portanto, a prescrição nutricional deve ser sempre específica para cada indivíduo de acordo com seus principais objetivos e levando em consideração suas necessidades nutricionais em termos de macronutrientes (carboidratos, proteínas e lipídios) e micronutrientes (vitaminas e minerais), além da hidratação que também é um fator muito importante no acompanhamento nutricional de quem pratica atividade física.

            Assim, será possível integrar a atividade física com a melhora do desempenho físico e a saúde a partir de uma alimentação e nutrição adequadas e equilibradas de acordo com as recomendações e objetivos de cada indivíduo.

 

Para mais informações sobre Nutrição Esportiva, acesse o Blog Ciência Informa: http://www.cienciainforma.com.br/index.php

About Helena Previato 2 Articles
Helena Previato é Doutoranda em Alimentos e Nutrição pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Nutricionista e Mestre em Saúde e Nutrição pela Universidade Federal de Ouro Preto . Especialista em Nutrição Clínica pela Associação Brasileira de Nutrição.

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*