Edição 2015 do Journal Citation Reports: nove revistas brasileiras entraram para a lista

Acaba de ser publicada a Edição de 2015 do Journal Citation Reports (JCR) da Thomson Reuters. O JCR é um recurso que permite avaliar e comparar revistas científicas indexadas na base Web of Science (WoS) a partir dos dados de citações. Atualmente, a Base do JCR indexa aproximadamente 12.000 títulos de periódicos científicos e anais de conferências acadêmicas de mais de 3.300 editores em mais de 80 países.

images

A relevância do JCR se justifica por este ser o recurso que determina o Fator de Impacto (FI) das revistas indexadas na WoS. O FI é calculado pela divisão do número de vezes em que os artigos de uma revista são citados em um determinado ano pelo número de trabalhos publicados por essa revista nos dois anos anteriores.  Embora hoje em dia já existam outras métricas, a comunidade científica ainda é muito influenciada pelo FI das revistas científicas.

É importante destacar que a WoS possui regras criteriosas para a indexação de novos periódicos, e que as publicações brasileiras têm ganhado cada vez mais espaço na base de indexação. Segundo dados do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCTI), o número de artigos em periódicos científicos internacionais indexados mais que quintuplicou entre 1981 a 2001, passando de 1.889 artigos publicados em 1981 para 10.555 em 2001, o equivalente a 1,44% da ciência produzida no mundo. Já no período entre 2002 e 2015, foram mais de 500 mil documentos, de autores brasileiros, indexados na base; passando a ser 1,86% da ciência produzida no mundo.

Números que colocam o Brasil na posição de país ibero-americano com mais revistas indexadas no JCR, isso porque as publicações brasileiras tem apresentado um crescimento continuo de indexação na Web of Science. Em 1995, as revistas brasileiras representavam 0,83% do total de revistas da WoS, passando para 1% em 1997 e atingiu 1,33% em 2000. Um crescimento que colocou o país na 9ª posição entre os 20 países com maior crescimento em relação ao número de artigos publicados em periódicos indexados na base.

Este ano, seis periódicos brasileiros foram incluídos na lista, Acta AmazónicaArchives of Clinical PsychiatryBrazilian Journal of GeologyPhyllomedusa, South American Journal of Herpetology e Theoretical and Experimental Plant Physiology. Porém, alguns periódicos científicos nacionais não estão mais indexados no JCR, Brazilian Journal of Infectious Diseases, Ciencia e Tecnologia de Alimentos e Revista Brasileira de Psiquiatria. 

Fonte: Repiso, 2016
Fonte: Repiso, 2016