27 – Alice chegou !!!!

Pois é pessoal. Alice chegou.

Ou melhor, o primeiro avião elétrico está sendo desenvolvido. Assim como os carros elétricos, também teremos os aviões elétricos num futuro próximo.

A empresa israelense Evialton desenvolveu este avião que pode transportar até nove passageiros em uma distância de até 1.040 km e velocidade de 440 km/h.

Pippi Longstocking Win GIF by Cheezburger - Find & Share on GIPHY

Este avião elétrico é uma alternativa aos aviões convencionais, cujas pontos estão nos seguintes pontos:

Redução de custo da passagem

Segundo a Eviaton, o custo da passagem está ligado com o custo de combustível. Logo, sem um combustível para abastecer o avião, haveria um custo a menos, e aparentemente impactaria no custo da passagem [1].

Ressaltando que apesar de haver a eliminação deste custo, entrará outro no lugar. No caso, ao invés de considerar o custo por litro, será aplicado no lugar o custo por energia elétrica, que é mais barato.

Além do mais, este avião será dependente de uma concessionaria, de forma a abastecer as baterias sempre que precisar. Logo, teria este custo adicional. A não ser que esteja ligado a uma fonte que produza energia elétrica, como a solar ou eólica.

Um trabalho relacionado aos custos das aeronaves estará listado nas referências, no qual é relacionado com a sua tecnologia. Tais custos estão relacionados com o número de passageiros, a distância percorrida e a idade da frota [2].

Redução de gases poluentes

Um ponto bastante vantajoso em relação ao meio ambiente é a redução destes gases [3]. Um motor elétrico emite menos poluentes que um motor convencional, o que reduziria o agravamento do efeito estufa  e melhoraria a qualidade do ar.

Ressaltando que apesar desta vantagem ecologia, o avião elétrico também causa impactos. Um exemplo é a construção de baterias apropriadas para este veículo. Toda ação gera impacto, conforme vimos no texto 5.

Um artigo relacionado a emissão de gases de aeronaves estará disponível nas referências deste texto. Ele consiste em relacionar a emissão dos gases das aeronaves com as fases do avião antes e depois de aterrissar [4].

Venha logo, Alice

Com os pontos analisados, espero que vocês aguardem ansiosamente a chegada de Alice para esse cenário energético, cuja previsão é em 2022 [5]. Links na descrição.

Alice In Wonderland Thank You GIF - Find & Share on GIPHY

Referências

[1] RIBEIRO, Rodrigo, Avião elétrico pode reduzir o preço da passagem em 97%, Abril, disponível em: <https://quatrorodas.abril.com.br/noticias/aviao-eletrico-pode-reduzir-o-preco-da-passagem-em-97/>, acesso em: 29 jun. 2019.

[2] DIEHL, Carlos Alberto; MIOTTO, Genossi Rauch; SOUZA, Marcos Antônio, Análise da tecnologia das aeronaves como determinante de custos no Setor de aviação comercial brasileiro, Revista Brasileira de Gestão de Negócios, v. 12, n. January, p. 191–207, 2010.

[3] MENDES, Felipe, Depois do carro elétrico, chega o avião elétrico, IstoÉ, disponível em: <https://www.istoedinheiro.com.br/depois-do-carro-eletrico-chega-o-aviao-eletrico/>, acesso em: 29 jun. 2019.

[4] MOREIRA, Rafael Vaz Fernandes; SOUZA, Simone Lorena Quiterio de; CORRÊA, Sergio Machado, Análise de emissões aeronáuticas: estudo de caso em um aeroporto da cidade do Rio de Janeiro, Revista Sustinere, v. 6, n. 1, p. 3–23, 2018.

[5] BOWLER, Tim, Alice, o primeiro avião comercial totalmente elétrico, BBC Brasil, disponível em: <https://www.bbc.com/portuguese/internacional-48699591>, acesso em: 29 jun. 2019.

Rafael Henrique

Sou graduado em Engenharia de Energia pela PUC Minas. Recentemente, concluí o mestrado em Planejamento de Sistemas Energéticos pela UNICAMP. Decidi dar inicio a este blog, com o intuito de abrir o espaço de divulgação científica relacionado a energia e seus temas relacionados.

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. Pericles disse:

    Fiquei curioso com com este assunto.
    Muito interessante e esperamos que o valor das passagens aéreas caiam de preço mesmo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content