O Movimento Todos Pelas Vacinas convida novamente comunicadores de ciência, artistas e cientistas para ações pró vacinação infantil contra a Covid-19.



A nova campanha #VouVacinar busca desmistificar desinformação sobre a vacinação infantil contra a COVID-19 e estimular a vacinação na faixa etária de 5-11 anos 

Enquanto se aguarda a chegada das vacinas para a faixa etária de 5 a 11 anos, o movimento Todos Pelas Vacinas vem organizando a iniciativa #VouVacinar. O grupo reúne, desde o início de 2021, divulgadores científicos, cientistas, instituições ligadas à ciência, artistas e personalidades públicas para campanhas pró-vacinação.

Com a vacinação infantil se aproximando, não poderia ser diferente: já vemos movimentações nas redes sociais: desinformações sobre a vacina e seus riscos, análises de especialistas combatendo a desinformação, e muita expectativa para a definição do calendário infantil. Diferente das campanhas anteriores, #VouVacinar não terá uma data específica para lançar seus materiais, e já vem recebendo apoio e organizando suas ações.  

O movimento #TodosPelasVacinas é organizado pela ABRASCO, Blogs de Ciência da Unicamp, COSEMS/SP, Equipe Halo/Nações Unidas (ONU), Núcleo de Pesquisas em Vacinas da USP (NPV-USP), Observatório COVID-19 BR, Rede Análise COVID-19, Núcleo de Pesquisas em Vacinas da USP, ScienceVlogs Brasil e a União Pró-Vacina.

Sua campanha busca criar um espaço para diálogo com a população por meio de conteúdo preparado por especialistas e comunicadores de ciência em um ambiente virtual voltado para informações sobre as vacinas contra o vírus da COVID-19. O portal (www.todospelasvacinas.info) agrega todo o conteúdo das primeiras campanhas e segue com novidades, em diversos formatos (textos, áudio, imagens e vídeos) para serem compartilhados em todas as redes sociais.

A novidade desta vez é o espaço infantil para a campanha: crianças de 5 a 11 anos (via pais ou responsáveis) podem participar enviando desenhos ou outras artes (sem exposição das crianças) dizendo “por que quando chegar a minha vez eu #VouVacinar?”. Os desenhos podem ser enviados para blogs@unicamp.br e todospelasvacinas@gmail.com e serão exibidos no portal e divulgados nas redes sociais.

Sobre a campanha, Flávia Ferrari, do Observatório COVID-19 Brasil, aponta: “Vacinas salvam vidas, mas não extinguem o vírus em um passe de mágica; assim, precisamos de uma cobertura vacinal ampla e precisamos vacinar as crianças o quanto antes, para seguirmos avançando no combate à doença”.

Coordenadora do Blogs Unicamp, Ana Arnt lembra que: “O Programa Nacional de Imunização é um dos marcos mais importantes de Saúde Pública na história do nosso país, com grandes conquistas, como a erradicação da Poliomielite e Varíola. Agora é chegada a vez de avançarmos mais esse capítulo, protegendo as crianças contra a COVID-19, diminuindo os casos da doença no Brasil”.

Mellanie Fontes-Dutra, da Rede Análise COVID-19, assegura:  “Para todos os pais receosos, que acham que não tem estudos suficientes para vacinação em crianças (05-11 anos), ou que não há risco que justifique a vacinação, ou que não há rigor na análise de vacinas, é importante destacar que o documento da Anvisa sobre a aprovação da vacinação infantil, explica tudo e aponta a segurança da vacina para esta faixa etária”. A pesquisadora ainda afirma que é fundamental vacinarmos nossas crianças, ampliando assim nosso combate contra a COVID-19 e protegendo esta faixa etária.  

Contatos: Ana Arnt blogs@unicamp.br e Flávia Ferrari obscovid19br@gmail.com

Como participar?

Crianças de 5 a 11 anos (via pais ou responsáveis) podem participar enviando desenhos ou outras artes (sem exposição das crianças) dizendo:

Os desenhos podem ser enviados para blogs@unicamp.br ou todospelasvacinas@gmail.com e serão exibidos no portal e divulgados nas redes sociais.

Há textos inéditos para a campanha #VouVacinar, que podem ser acompanhados aqui no Blogs, veja aqui no link: #VouVacinar