Author Archives: Claudia Chow

É sempre bom lembrar que…


A cada 9 ou 10 segundos, o equivalente a um campo de futebol desaparece da Amazônia.
A cada minuto a Terra perde 21 hectares de florestas, equivalente a 42 campos de futebol.
A cada minuto 50 toneladas de solo fértil são levadas pelo vento.
A cada minuto 10 mil toneladas de CO2 são lançadas na atmosfera.
A cada hora 685 hectares de terra produtiva, equivalentes a 1370 campos de futebol, se transformam em deserto.
A cada dia 250 mil toneladas de ácido sulfúrico (chuva ácida) caem no Hemisfério Norte.
A cada dia a populacao mundial aumenta 200mil pessoas (já descontados os mortos).
O mundo já está processando anualmente 26 bilhões de toneladas de recursos naturais, a maior parte deles finitos ou a um ritmo bem acima da sua taxa de renovação. Mesmo assim, todos os governos planejam aumentar exponencialmente o consumo e a extração dos recursos naturais, ignorando que eles são finitos.
Cerca de 12% das pessoas que vivem em países ricos estão abaixo da linha de pobreza.
Dados do Banco Mundial sobre miséria indicam que 2,8 bilhões de pessoas, quase a metade da população mundial, sobrevivem com uma renda inferior a US$2 por dia.
Aproximadamente 1,3 bilhão de pessoas não tem acesso à água potável.

Acho interessante sempre lembrar as pessoas desses dados. Apesar de constantemente eles estarem na mídia parece que poucas pessoas realmente se chocam e comecam a fazer alguma coisa pra tentar mudar a situacao e tentar causar um menor impacto.

Esses dados eu retirei do livro que estou lendo chamado Ecoeconomia do Hugo Penteado (que já citei aqui no Blog) que ainda não terminei a leitura, mas so por esses dados acho que vale a pena pois ainda existem muitas pessoas no mundo que precisam se sensibilizar disso e perceber que as coisas não podem continuar do jeito que estão. Até quando vamos ter a ilusão que os recursos naturais são infinitos? E que o Planeta está eterna e inteiramente ao nosso dispor?

EU QUERO!!

Vi no UOL fotos da feira de tecnologia que está acontecendo em Taiwan, uma mochila com painéis solares que recarrega seu MP3, seu celular, seu PDA. Achei o máximo e fui procurar mais sobre o assunto, vi que isso não é tão novidade assim e já tem várias sendo vendidas por ai. O único empecilho é o preço! Acho que a mais baratinha deve custar uns US$150,00!
Veja só alguns modelos que encontrei por ai…






Dia Mundia do Meio Ambiente, Reciclagem…


“Hoje é dia Mundial do Meio Ambiente, não é lindo isso?” Foi ouvindo esse comentário de uma colega de trabalho que meu dia começou e depois de ouvi-lo veio uma pessoa que ADORA tumultuar perguntar o que ela fazia para preservar o meio ambiente e citou como exemplo o óleo de cozinha.
Minha colega alega que jogava o óleo na pia porque não sabia onde recolhiam e que não havia divulgação do assunto. Pois bem, por conta disso resolvi fazer um post com os números dos telefones das empresas que recolhem o óleo de cozinha na sua casa. Tudo bem que isso ainda não acontece em todas as cidades do país, mas se a sua cidade está listada você pode fazer a sua parte. E outra coisa, as pessoas juntam tanta tralha, será que custa juntar umas garrafas de óleo até dar um destino correto para ele?

Se você mora na cidade de São Paulo:

LIRIUM
Coletam a partir de 50 litros de óleo.
Passam para recolher de acordo com a necessidade do local (semana,mês ou quinzena).
Emprestam recipientes de 50 L para armazenar o óleo.
Telefone : (11) 4544-1024

Comércio e Indústria COSTACOI Ltda.
Recolhem a partir de 50 L de óleo, colocados em garrafas PET. Trocam o óleo por material de limpeza.
Telefone: (11) 6910-7697
Projeto Vira Lata
Recebe doação do óleo, juntamente com a de outros materiais separados pela coleta seletiva.
Endereço: Av. Embaixador Macedo Soares, 6000 (paralela a Marginal Tietê)
Vila Leopoldina – São Paulo – SP
Telefone: (11) 3831-1501
e-mail: viralata@viralata.org.br

O Pão de Açúcar também está recolhendo óleo de cozinha. As unidades Pão de Açúcar que já possuem o coletor de óleo de cozinha são: Borba Gato, Brooklin, Carneiro da Cunha, Morumbi, Pedroso, Portal, Real Parque, Ricardo Jaffet e Santo Amaro. Para este ano, estão previstas instalações de novas Estações nas cidades de São José do Rio Preto (SP), Ribeirão Preto (SP) e Indaiatuba (SP).

Moradores do Grande ABC (Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra)

Para doar os resíduos pelo serviço basta ligar no (11) 4991-1112. Neste caso, o mínimo de óleo a ser coletado é de cinco litros.
Você também pode levar o óleo de cozinha usado (armazenado em garrafa PET) até a sede da ONG (Triângulo), que fica na Rua João Ribeiro, 348 – Bairro Campestre – Santo André.

No Rio de Janeiro

Disque Óleo Vegetal Usado
Telefone: (21) 2260-3326 / (21) 7837-9446
e-mail: contato@disqueoleo.com.br
site: www.disqueoleo.com.br

Em Curitiba

Para evitar que o óleo de cozinha seja jogado no esgoto, a Prefeitura está lançando o serviço de coleta especial, com recolhimento nos 78 pontos do Câmbio Verde e nos 21 terminais de ônibus da cidade. Depois de recolhido, o óleo de fritura é encaminhado para a reciclagem, onde é transformado em sabão, detergente e matéria-prima para fabricação de outros produtos.

Para ser entregue, a óleo deve ser armazenado em garrafas pets, de preferência transparentes. Os dias e horários da coleta podem ser obtidos pelo telefone 156 ou na página da Prefeitura na internet (www.curitiba.pr.gov.br). Outra opção é ligar diretamente para o departamento de Limpeza Pública, em dias e horários úteis (3338-8399).

Na minha rápida pesquisa encontrei essas cidades, mas acredito que possa ter mais, caso alguém queira que eu divulgue aqui, deixe uma mensagem nos comentários.

Como hoje é dia do meio ambiente foi sugerido que todos os blogs fizessem uma blogagem coletiva sobre o assunto, como meu blog tem como tema meio ambiente não sei se me enquadro, mas de qualquer forma ai está. Por um planeta mais limpo vamos reciclar nosso óleo de cozinha!

Propaganda Eleitoral… Na Bélgica.

Veja só a propaganda do Partido Verde na Bélgica. Muito interessante, simples e um visual super limpo.

Discurso ONU – ECO-92

Bom, depois de quase 10 dias sem postar nada, resolvi tirar o atraso… O que uma tarde fria na internet não faz a gente encontrar…
Tirando o atraso de mails, posts de outros blogs encontrei esse video. Acho que muitos já devem ter recebido por mail ou visto em outro site, mas ele me tocou num tanto que não pude evitar de colocá-lo aqui.

É tocante, me emocionou e vi como a grande maioria dos adultos no poder são e sempre foram egoístas, hipócritas e demagogos. Acho que sempre soube disso e por isso tenho um Complexo de Peter Pan que me persegue desde que me entendo por gente. Quando crescer não quero ser assim não…

“O código da Biodiversidade”


Esse site é muito interessante, fizeram uma paródia para a preservação da Biodiversidade com o famoso filme/livro O Código da Vinci. É uma animação super divertida que trata de um assunto super importante, a preservação da biodiversidade. Sempre me surpreendo como são encontradas formas interessantíssimas para ensinar e convencer as pessoas de coisas tão simples e tão importantes. Uma pena que é em inglês e não serão todas as crianças brasileiras que poderão entender por completo. Preciso ver se encontro coisas do tipo em português.

O site também oferece dicas de como podemos ajudar na preservação da Biodiversidade.

Marcha das baleias

Quem estiver em Salvador pode participar, segue o video convite do Mauricio de Souza.

A ação das cidades


Você já ouviu falar do C40 Cities? É um grupo de 40 cidades ao redor do mundo que se uniram para lutar contra o aquecimento global e as mudanças climáticas. Esse grupo nasceu em outubro de 2005 em Londres e fui batizado inicialmente de Large Cities Climate Leadership Group, em agosto de 2006 foi anunciada uma parceria com a Fundação Clinton e rebatizado de C40. O presidente do grupo é Ken Livingstone, prefeito de Londres.
A Fundação Clinton é parceira da C40 por meio do Clinton Climate Initiative (CCI), este é um projeto da fundação dedicado a fazer a diferença na luta contra as mudanças climáticas de forma prática e mensurável, o programa pretende diminuir substancialmente as emissões dos gases do efeito estufa. A princípio esse projeto esta trabalhando com os membros do C40 no desenvolvimento e implementação de uma gama de ações para acelerar a diminuição da emissão dos gases do efeito estufa.
Este é um programa bilionário para reduzir a emissão de carbono em 15 cidades do mundo.
A cidade de São Paulo está incluída na lista – um consultor da Clinton Foundation já está morando na cidade para identificar problemas ambientais e sugerir soluções. Esse projeto conta com a participação de cinco bancos globais e quatro corporações multinacionais, além de uma equipe de especialistas em reformar prédios para torná-los mais “verdes”. A primeira fase é dedicada a edifícios. O projeto prevê economizar de 20% a 50% de energia com a troca dos sistemas de refrigeração, aquecimento e iluminação por alternativas mais eficientes, com US$ 5 bilhões disponíveis para as reformas.
E aconteceu essa semana em Nova Iorque o encontro de prefeitos de 32 cidades, o chamado Large Cities Climate Summit. Do Brasil, foram Gilberto Kassab, de São Paulo, Cesar Maia, do Rio de Janeiro, e Beto Richa, de Curitiba.
A principal mensagem deixada desse encontro foi que as cidades querem ser as verdadeiras protagonistas da luta contra o aquecimento global. “Não vamos mais ficar sentados esperando que eles tomem a liderança. As cidades consomem 75% da energia e produzem 80% dos gases-estufa, portanto podem fazer a diferença de fato nessa batalha”, afirmou Michael Bloomberg, prefeito de Nova York, cidade que sediou o encontro.
É bem interessante ver essa movimentação para lutar contra o aquecimento global, dá pra ver que existe um interesse e não estamos nessa luta sozinhos. Quero muito ver o prédio em que trabalho adotar medidas para redução de emissões de carbono!

Além dos links acima foram utilizadas também: Metrópoles querem agir antes de crise climática
Clinton lança plano para tornar prédios mais “verdes”
Redução na emissão de carbono – Fundação de Clinton dá consultoria a SP

Prêmio Leão Verde 2007

Lembra que eu divulguei esse prêmio aqui? Entao, no site deles saiu a exposição virtual.

Visite, vale a pena, seria uma ótima idéia publicar essas peças nos EUA.

Programa Benchmarking Ambiental Brasileiro

Profissionais e empresas com boas práticas tem no Programa Benchmarking Ambiental Brasileiro um aliado para difusão de suas ações sustentáveis. Estão abertas as inscrições para o 5º Benchmarking Ambiental Brasileiro, uma iniciativa de fomento a sustentabilidade que identifica e compartilha as melhores práticas da gestão socioambiental brasileira. Convidamos gestores e empresas com cases sustentáveis para que participem e marquem presença no Ranking Benchmarking 2007. Para conhecer e participar, visite o link: www.benchmarkingbrasil.com.br

Skip to content