A Bioquímica é Bela. Ainda mais com um Nobel.

bioquímica bela

Células em prófase (esq.) e anáfase (dir.), com histonas e taxas de crescimento de microtúbulos. Gráfico mostra distribuição de taxas de crescimento de diferentes estágios da mitose, numa média a partir de um grupo de 9 a 12 células. [Crédito: Betzig Lab/HHMI]

Contrações musculares. Interações celulares. Citocinese. Intérfase. Metáfase. Anáfase. Presentes nas aulas de Biologia a partir do ensino médio, esses termos designam fenômenos riquíssimos que — como algumas reações químicas bem mais simples — estão acontecendo em cada ser vivo presente neste momento. Também há muita beleza oculta nos laboratórios de Bioquímica. E ela também está sendo descoberta e observada com novas tecnologias na microscopia, que começaram a ser desenvolvidas há 10 anos por Eric Betzig. Os resultados começam a aparecer agora e são tão promissores que já lhe valeram um Prêmio Nobel. (mais…)

A Química é Bela. Ainda mais em 4K.

Precipitação. Gaseificação. Combustão. Acidificação. Cristalização. Há muita ação (e reação) por trás das aulas de Química, mas falta atenção. Porque essa ação toda está em detalhes tão pequenos e fugazes que são facilmente ignorados por professores e alunos. Mas não são apenas as reações que passam em branco nas salas Leia mais…

Muito agradecido

Em 1935, e.e. cummings não era levado a sério pelos editores enquanto tentava publicar seus 70 Poems. Assim, o poeta das letras minúsculas teve que pedir um empréstimo de 300 dólares à própria mãe para conseguir publicar sua coletânea de poemas. Porém, no último momento, cummings encontrou a vingança perfeita Leia mais…

Os paradoxos das sinfonias silenciosas

Um ouvinte mais desatento poderia dizer que perdeu quatro minutos e meio após ouvir 4’33”, de John Cage. Composta em 1952, essa pequena peça para piano é, sem dúvida, a composição mais silenciosa possível. Mas 4’33” não é a única “sinfonia de silêncio”, por mais paradoxal que o termo possa parecer.

Silêncios — em forma de pausas relativamente breves — são importantes em qualquer composição musical. Mas quando temos uma peça inteira em silêncio, ela ainda é música? O que é música, afinal? Ao apresentar seus quatro minutos e meio de silêncio, John Cage (1912-1992) buscava levantar exatamente essas perguntas.

Pioneiro da chamada música aleatória, Cage queria fazer a audiência ouvir como música os sons ambientes da sala de concerto, apresentando ruídos como arte. Silêncio, por favor: (mais…)

Um cone de coníferas

Há uma montanha de árvores coníferas plantadas de maneira padronizada numa montanha artificial cônica perto de Ylöjärvi, na Finlândia. Seriam aliens? Claro que não, são finlandeses. Foram 11 mil pessoas de diversos países que plantaram 11 mil árvores dispostas num padrão matemático baseado na proporção áurea. Mas o que levaria Leia mais…

Patentes Patéticas (nº. 102)

image

Enquanto todo mundo se preocupa com a proteção (ou falta de) contra radiação, a pressão psicológica ou como lidar com as necessidades fisiológicas de astronautas em longas missões espaciais, Richard F. Haines andava preocupado com o corte de cabelo no espaço sideral. Haines é o criador do Grooming aid for collecting debris [algo como Apoio para coleta de restos de embelezamento]: (mais…)