>Os gatos de Hemingway

> A casa onde viveu Ernest Hemingway (à esq.), em Key West, na Flórida, tem uma colônia de gatos. Mas não são gatos comuns — são gatos com seis dedos. Um dos maiores escritores do século XX, Hemingway herdou de marinheiros sua paixão por gatos polidáctilos. Bichanos com dedos extras eram considerados animais de boa […]

>Aquela peça, a “escocesa”…

> Montagem daquela peça escocesa feita em 1855 Num teatro, os atores não costumam se referir à Macbeth diretamente. Em vez do título, referem-se à obra de Shakespeare como “a peça escocesa”. É uma tradicional superstição teatral, baseada na crença de que, se os atores disserem Macbeth nos bastidores, as bruxas amaldiçoariam as montagens da […]

>Pseudo-Poe

> Convencido de que o público aceitaria qualquer coisa de um autor famoso, James Whitcomb Riley (1849-1916, à esquerda) apostou com seus amigos que poderia provar sua teoria. Ele compôs um poema no estilo de Edgard Allan Poe (1809-1849) chamado “Leonanie” e publicou-o no jornal Despatch, da cidade de Kokono, Indiana, em 2 de agosto […]

>"Dez dias que abalaram o mundo"

> O livro do jornalista norte-americano John Reed é considerado um dos primeiros livros-reportagem da história. Embora o título fale em Dez dias que abalaram o mundo (edição fac-similar da Record, 1967), o livro é uma cobertura das primeiras semanas da Revolução de Outubro de 1917, que acabaria implantando o regime soviético na Rússia. Pelas […]

>Harry Stephen Keeler

> Harry Stephen Keeler (1890-1967) foi um contista americano que ganhou notoriedade por suas obras de mistério que geralmente eram consideradas mal-estruturadas e confusas. Por exemplo, em The Ace Spades Murder [O assassinato do ás de espada], ele só apresenta o personagem culpado na antepenúltima página. Em X. Jones of Scotland Yard, ele explica na […]

>O Paradoxo do Prefácio

> Muitos autores começam um livro com um prefácio (ou uma introdução, um prólogo, um prelúdio ou um intróito). Em todo caso, é comum que o autor diga que em algum lugar do livro há um erro. Mas os autores que escrevem esse tipo de aviso acreditam ou não no que escrevem?Se o autor questionar […]

>Síndrome de Delete

> Você já deve ter passado pela desagradável experiência de perder um trabalho importantíssimo por que esqueceu de salvá-lo ou por que o PC precisou ser formatado (depois de ser misteriosamente infectado) e você não fez um back-up. Mas esse sentimento de perda, que poderíamos chamar de Síndrome de Delete, não é novidade no mundo […]

>Elementar, Meu Caro Watson!

> Em 1977, uma menininha gravemente doente de 19 meses saiu do Catar e foi transferida com urgência para um hospiatal de Londres. Mesmo assim, sua grave condição continuava a piorar e os doutores estavam intrigados. No sexto dia da internação, a enfermeira de plantão notou que a menina começou a perder seu cabelo. Ela […]

>Literatura Imaginária

> Em 1851, Charles Dickens notou que estava sobrando prateleira em sua biblioteca. Para resolver o problema, ele encomendou capas de livros para preencher os espaços vazios. Os títulos, inventados, são uma amostra de fina ironia: Five Minutes in China [Cinco Minutos na China], 3 volumes; Forty Winks at the Pyramids [Quarenta olhares sobre as […]

>O Paradoxo de Carroll

> Do mesmo autor de “Alice no País das Maravilhas”: Aline, Bia e Carolina são donas de uma loja. Pelo menos uma delas deve estar presente para cuidar da loja e quando Aline sai, sempre leva a Bia junto.Isso significa que, se a Carolina sair, essas afirmações seriam simultaneamente verdadeiras: Se a Aline saiu, então […]

« Página anteriorPróxima página »
Skip to content