Soldando o insoldável

Com um empurrãozinho da nanotecnologia uma liga de alumínio desenvolvida nos anos 1940, quase tão forte quanto o aço e mais leve, pode enfim começar a ser usada na produção de automóveis. Quando você compra um carro, é possível que o vendedor faça elogios ao veículo equipado com rodas de Leia mais…

Músculos a vácuo

vacuummuscle

Contração. Relaxamento. Contração. Relaxamento. Três séries de 20 repetições. Contração. Relaxamento. Poderia ser uma cena de academia, mas exercícios como esse estão sendo realizados num laboratório da Universidade de Harvard, onde cientistas estão desenvolvendo um novo tipo de músculos — atuadores a vácuo. (mais…)

Carrinhos e carrões de fricção

Brinquedo no lab: carrinho foi o meio encontrado para testar os nanogeradores triboelétricos. [Imagem: College of Engineering/University of Wisconsin-Madison]

Vruuuumm… Vruuuummmm… O carrinho de brinquedo zune pelo ambiente, com suas grandes rodas douradas e as luzinhas piscando. Quem está com o controle nas mãos não é uma criança, mas um homem crescido de feições asiáticas e o ambiente que o jipinho explora não é um quarto ou quintal. O adulto asiático não é um colecionador, mas um cientista e a cena descrita bem deve ter acontecido num laboratório. O jipinho da foto acima é realmente um brinquedo e ao mesmo tempo é o objeto de pesquisa de Xudong Wang, professor-associado engenharia e ciência de materiais da Universidade de Winconsin-Madison, nos Estados Unidos. (mais…)

Em uma palavra [204]

grimpa (grim.pa) s.f. 1. a parte mais alta; cume, topo, ápice: “o pássaro se escondeu na grimpa do pinheiro”. 2. por ext., cabeça, cocoruto: “levantar a grimpa”. 3. pedaço de metal móvel que indica a direção do vento num cata-vento:  “o vento grimpava na grimpa grimpada”. Há dois verbos grimpar Leia mais…

Patentes Patéticas (nº. 120)

image

Estacionar numa boa vaga — que quase sempre é pequena — é uma tarefa quase enigmática, que exige habilidades jedis. Você tem que fazer manobras delicadas de maneira ágil, pois se demorar duas coisas ruins podem acontecer: ou você perde a vaga por desistência ou você insiste e causa um pequeno engarrafamento.

Entrar de frente é sempre tentador, mas o problema é que isso exige espaço para alinhar a traseira (coisa que você geralmente não encontra). Mas e se, ao apertão de um botão, você pudesse erguer a traseira e arrastá-la sobre rodinhas? Essa é a proposta de David Leslie Roberts e seu Automobile Parking Attachment [Acessório para Estacionamento de Automóveis]: (mais…)