Sem querer querendo

Palavras escritas por astrólogos nas páginas de jornais são bastante comuns. Sempre foram, na verdade. Também é comum que às vezes apareça uma profecia com ampla repercussão midiática. O que não é comum é um anúncio de um astrólogo negando que tenha feito a previsão de uma grande catástrofe que Leia mais…

Patentes Patéticas (nº. 116)

US 606887 - Electric Extraction of Poisons - John P. Campbell, 1898

Ah, o fim do século XIX! Enquanto Edison e Tesla brigavam em seus laboratórios, a eletricidade — essa coisa invisível porém chocante que viaja por fios de cobre — parecia mágica aos leigos. Como aconteceu pouco depois com a radioatividade, a energia elétrica também era vista por muitos como uma panaceia, uma cura para todos os males do mundo. Inclusive para dores de dente e venenos. John B. Campbell não perdeu tempo e logo patenteou um sistema de Extração Elétrica de Venenos: (mais…)

Patentes patéticas (nº. 101)

Em todos esses anos nessa indústria vital, essa é a primeira vez que isso nos acontece: uma patente patética sem ilustração. Mas a ideia de Yong Zou e Qiang Zou é tão simples que realmente pode dispensar desenhos ridiculamente esquemáticos. Membros de um tal de Shandong Institute for Product Quality Supervision & Inspection, os dois Zou são os criadores oficiais de uma nova droga (em ambos os sentidos do termo): Ginkgo Biloba L. leaves cigarette ou cigarro de folhas de Gingko Biloba: (mais…)

“Revista de Megapodologia”

Quer ganhar dinheiro e ainda ter seus artigos acadêmicos sempre aceitos? Porque não cria seu próprio periódico científico? Parece piada universitária, mas não é. Foi exatamente isso que a veterinária norte-americana Melba Ketchum fez. Ketchum considera-se uma especialista no Pé Grande (ou Sasquatch), o folclórico grande símio da costa oeste Leia mais…

Patentes patéticas (nº. 96)

image

Por mais patéticas que tenham sido, as 95 patentes apresentadas ao menos se esforçaram para tentar resolver algum problema de ordem prática (mas que geralmente já tinham soluções mais simples). Uma patente dedicada à confecção simplificada de mapas mais precisos pode parecer algo mais sério e mais útil. Esse seria o caso de Map (profile) of Earth’s continents and methods of manufacturing world maps [Mapa (perfil) dos continentes da Terra e métodos de manufatura de mapas-múndi]. Mas a seriedade e utilidade dessa patente acaba no fim do parágrafo-resumo: (mais…)

Patentes Patéticas (nº. 91)

image

Circuito-Camaleão. Ou quase isso.

Dos filmes clássicos de fantasia ou ficção científica a uma infame propaganda de cerveja, um velho sonho humano se mantém constante: a invisibilidade. Embora alguns digam que há grandes avanços recentes nas pesquisas sobre a condição translúcida, não é de hoje que se tenta criar uma “capa de invisibilidade”. Meio que alquimicamente, muitos inventores já se debruçaram sobre o problema. Com a promessa de rios de dinheiro e fama imortal, não foram poucos os que chegaram a patentear seus planos infalíveis invisíveis.

Richard N. Schowengerdt foi um desses. Sua técnica para não ser visto foi registrada com o nome de “Cloaking system using optoelectronically controlled camouflage” [“Sistema de ocultação usando camuflagem optoeletronicamente controlada”]. O resumo da patente é tão pomposo quando o título: (mais…)

Bob McCoy e seu Museu de Fraudes Médicas

File:Electro-metabograph machine.jpg

Electro-metabograph: impressionante, mas inútil.

Allure Bust Developer, Battle Creek Vibratory Chair, Crystaldyne Pain Reliever, MacGregor Rejuvenator, Micro-Dynameter, Prostate Gland Warmer, Psychograph, Recto Rotor, Relaxacisor, Vibrometer… Parece uma série de produtos do Polishop. De certo modo, todos essas marcas foram mais ou menos isso em suas épocas. O que todas tiveram em comum? Elas eram vendidas em catálogos e prometiam alguma cura de forma completamente pseudocientífica. (mais…)

Patentes Patéticas (nº. 52)

antena hiperlumínica

Você se sente frustrado pelos delays dos sinais de satélite? Acha que os grandes atrasos nas comunicações interplanetárias é que são o verdadeiro impedimento à conquista do espaço? Uma solução seria transmitir sinais a uma velocidade maior do que a da luz. Mas se você acha que não existe tecnologia para isso, não conhece a Hyper-light-speed antenna. Trata-se de (mais…)

Há um signo do crime?

Em Chatham-Kent, Ontário, Canadá, a polícia divulgou uma estatística no mínimo curiosa ao encerrar 2011: das 1986 pessoas detidas ao longo do ano, 203 eram arianas. Essa foi a primeira vez (quiçá a primeira vez no mundo) que a autoridade policial local fez uma lista com base nos signos do Leia mais…