Planejamento é tudo

Seja para contemplar, seja para observar cientificamente o céu, é preciso planejamento.
Não há sensação pior do ter um céu limpo e sem Lua, todos os equipamentos (olhos, binóculos, laser verde, telescópio etc) e não se saber o que há de interessante para mostrar.
Para quem não tem a ajuda de um bom conhecedor de céu, ou para quem está começando na área, vale a pena saber o que há em cada noite.

Imagine você prometer para a família, a namorada, os amigos de mostrar Júpiter numa época em que o planeta só está visível durante o dia (e a luz do Sol, evidentemente, não permite)? Ou não saber o que se está observando para responder a eventuais dúvidas de pessoas em volta?
Nestas horas (e para todas elas), pode-se usar alguns softwares e sites.
Um dos softwares mais acessíveis a novos observadores é o Stellarium. Simples de manuseio, bons gráficos, roda em vários sistemas operacionais e, o melhor de tudo, é gratuito. Basta ajustar o local e a data e você logo saberá do que se trata o ponto mais brilhante que você está vendo.
Outro modo de saber o que pode ser visto e o que pode acontecer ao longo da noite, é por meio do site Calsky. Usado por iniciantes e astronômos amadores reconhecidos, permite verificar os acontecimentos celestes, além de astronáuticos.
Com o tempo e o conhecimento acumulado, o Stellarium servirá para apresentações e palestras, mas o CalSky será um companheiro útil sempre.
Por isso, quando as nuvens abrem espaço, aproveite e bons céus.

Discussão - 3 comentários

  1. Alfredo disse:

    Eu gosto também dum chamado Celestia que permite navegar para outros planetas e estrelas.
    E uso o “Stig’s Sky Calendar off-line” que mostra as horas que os planetas nascem e se poem, todos dias do mês.

  2. Alfredo disse:

    Ah, esqueci do WorldWide Telescope, mas daí é mais pra apreciar fotos dos astros mesmo, ele não ajuda muito a localizar os planetas. É quase como aquele do Google Earth.

  3. Igor Santos disse:

    Ontem a noite estava a fazer algo que há muito não fazia: olhar para o céu.
    Eis que, para meu deleite, vejo um objeto brilhante caindo e se despedaçando em várias faíscas minúsculas.
    Pela velocidade eu acho que já estava bem baixinho quando avistado por mim. Deu até vontade de ir atrás dos estilhaços.
    Estou escrevendo isso aqui porque preciso compartilhar o ocorrido com alguém e acho que aqui é um lugar adequado.
    Meu primeiro meteorito (desde que aprendi que estrelas não caem)!
    =¦¤þ

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Categorias

Skip to content

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM