Perspectivas Astronômicas para 2009

O ano de 2009 será um grande ano para a Astronomia.
Primeiramente por ser o Ano Internacional da Astronomia, no qual se comemoram os 400 anos em que Galileu Galilei apontou um telescópio para o céu, o que permitiu a humanidade iniciar descobertas sobre o Universo.
Aqui no Brasil, será um ano de grande trabalho de divulgação sobre esta admirável ciência, cuja meta é de se mostrar o céu ao longo do ano para 1 milhão de pessoas. Para isso, haverá eventos de observações noturnas e diurnas, palestras, aulas, sessões de planetário, entre outros mais.
Eu, que resido na cidade de Ṣo Paulo, estarei coordenando cursos gratuitos de astronomia pelo CASP РClube de Astronomia de Ṣo Paulo, al̩m de participar de eventos de observa̵̤es diurnas e noturnas durante o ano todo que divulgarei neste blog na hora oportuna.
Mais especificamente sobre a noite de hoje, a astronomia começa 2009 marcada por uma passagem importante para astronômos amadores e profissionais.
Por volta da meia-noite de hoje – início do ano de 2009 – no horário de Brasília, a estrela mais brilhante do céu noturno, Sirius da constelação do Cão Maior chegará a sua altitude máxima no céu, o que tecnicamente é chamado de culminação ao se cruzar o meridiano local.
Meridiano, em astronomia, é a linha imaginária que liga o pólo norte ao pólo sul, dividindo o céu em duas metades e permite a melhor observação astronômica do objeto celeste em estudo.
Para localizar Sirius esta noite é muito fácil:

Por volta da meia-noite, olhe exatamente acima de sua cabeça (cerca de 90 graus) e procure pelo Cinturão de Orion (as populares 3 Marias).
Seguindo a direção do alinhamento destas três estrelas (cujos verdadeiros nomes são Mintaka, Alnilam e Alnitak) em direção ao Sul, a estrela mais brilhante nas proximidades será Sirius.
Feliz 2009 e bons céus!

Solstício de Verão

Quando vejo a palavra solstício e sua definição: “momento em que o Sol, durante seu movimento aparente na esfera celeste, atinge a maior declinação em latitude, medida a partir da linha do equador“, penso que não é a toa que o público em geral aprecia a astronomia de modo superficial e se satisfaz com isso.
A palavra assusta e a definição confunde quem não possui conhecimento específico. Inclusive, a astronomia de posição (astrometria) é uma das especializações menos populares entre os interessados amadores, assim como entre cientistas.

Apesar desta aridez, sempre percebi o solstício como a data entre a mudança das estações. Particularmente, como amadora, sempre me encantei com a idéia de que nas linhas dos trópicos de Câncer e Capricórnio, os soltícios de verão de cada hemisfério coincidem exatamente com o único dia do ano em que os raios solares incidem verticalmente. Ou como diz a expressão popular: o sol a pino.
É divertido pensar que para quem está nas linhas dos círculos polares Ártico e Antártico, os soltícios marcam o único dia do ano em que o dia ou a noite duram 24 horas ininterruptas considerando a estação do ano. Dia para o verão e noite para o inverno.
Mas, o que mais admiro é o encantamento dos povos antigos pelo solstício e as enormes construções derivadas desta celebração e que marcam, até hoje, estes movimentos astronômicos como é o caso de Stonehenge e Macchu Picchu.
Este ano, em particular, o solstício de verão no hemisfério sul (no norte, acontecerá o de inverno) acontece hoje, dia 21 de dezembro, às 12h04min no horário universal ou seja às 10h04min no horário de Brasília.

Excelente dia para se usar um gnômon ou construir um relógio solar.

Anãs Marrons são estrelas de Deutério

Li hoje uma noticia que em parte me deixou feliz, mas ao mesmo tempo, triste.
Feliz por ver que o progresso em pesquisas para com anãs marrons traz sempre novidades ao público em geral, embora não haja instrumento barato o bastante para astrônomos amadores contribuirem (ainda).
Triste por ver o post de um físico que eu conheço e por quem tenho a mais alta conta: Igor Zolnerkevic do Universo Físico.
De fato, este foi exatamente o tema de meu seminário apresentado no curso de Evolução Estelar que fiz no semestre passado pelo CASP, que pode ser conferido aqui ou logo abaixo.

Anas Marrons Estilo Casp

View SlideShare presentation or Upload your own.

Eu só gostaria de ressaltar que anãs marrons não são estrelas que falharam (aliás, odeio este termo), já que há queima de deutério em seu núcleo e, portanto, IMHO, anãs marrons são híbridos entre estrelas de baixa massa e planetas gigantes gasosos.
Quem quiser continuar a discussão, fique a vontade.

Agenda do IAG

Este final de semana realizei um pequeno desejo de astronomia: comprei uma agenda para 2009 elaborada pelo IAG (USP).
Para mim, trata-se de uma aquisição muito especial. Primeiramente por ter astronomia entre as páginas diárias. Segundo, por custar somente 12 reais. Por fim, mas não menos importante, por ser a agenda do Ano Internacional de Astronomia, o que já faz uma grande fonte de recordação.
De fato, o IAG lança uma agenda todos os anos, mas eu só consegui adquirir desta vez com a ajuda de um amigo. Infelizmente ela só é vendida em dias da semana e no horário do expediente normal.
O que realmente apreciei foram os gráficos de nascer e pôr dos principais planetas do Sistema Solar, além de suas magnitudes ao longo do próximo ano, o que ajuda muito em planejamentos offline de observações já que nem sempre se tem um computador a mão.
Mais detalhes aqui.
Excelente presente de final de ano para fãs de astronomia.

Dia do Astrônomo

Eu gostaria de, em comemoração ao dia de hoje, Dia do Astrônomo, usar de certa licença poética para tentar descrever um pouco o conceito que eu tenho pela ciência e pela profissão.
Acredito, por testemunho, que a Astronomia é uma ciência que agrada ao público em geral, independente da idade, escolaridade, nacionalidade… e, normalmente, é a primeira ciência pela qual as pessoas se apaixonam.
Muitos têm o sonho de seguir com a profissão, poucos conseguem. Embora a astronomia permita que qualquer um, como astrônomo amador, possa contribuir tanto quanto um profissional formado, sem distinção. O Universo é vasto demais par lidar com essas pequenices e há espaço para descobertas e pesquisas para todos.

O melhor de tudo na astronomia é poder dividir a paixão, expandir horizontes e conhecimentos, atiçar a curiosidade de todos e descobrir este mesmo sentimento nas mais distintas pessoas.
Por tudo isso, por todas as palavras e sensações maravilhosas que a astronomia me proporciona hoje e sempre, eu gostaria de parabenizar todos os astrônomos, todos os fãs de astronomia e, principalmente, todos os amigos que fiz por causa desta minha grande paixão.
Sem vocês, eu não teria pesquisado o que já pesquisei, contribuído para a ciência, ajudado o CASP (tarefa mais que trabalhosa) e outras tantas coisas.
Parabéns e Muito Obrigada!

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM