O que andei vendo no Netflix em agosto e setembro

Celebridades que morrem aos 27, celebridades que saem para tomar café, celebridades que transformam a casa em pensão. E ainda: as memórias de ex-agentes infiltrados e passeios guiados por nossos parques nacionais. 27: Gone too soon [2017 | 70 min.] — Se olharmos para a história da música no último século, centenas ou milhares de artistas […]

O que andei vendo no Netflix em dezembro

Os marmanjos que idolatram novinhas japonesas, tentativas de alcançar o “centro do Universo”, um retrato íntimo da última equipe familiar da Fórmula-1, a velha polêmica dos grafites paulistanos e uma série sobre sequestrados encerraram os documentários que vi em 2017 — agora com trailers após cada resenha Tokyo Idols (88 min., 2017) — O que […]

O que andei vendo no Netflix em abril

Abril foi um mês em que o mestrado começou a me exigir bastante atenção mas mesmo assim consegui arranjar tempo para assistir documentários sobre calçados, os filhos da talidomida, a poluição oceânica, animais fofos, o encontro entre dois grandes cientistas e saga de cinco famosos cineastas na II Guerra Mundial.

Quattuor pueri Liverpolii

Quem nunca teve que ouvir e traduzir uma música dos Beatles numa aulinha de inglês? Há meio século, um professor de latim decidiu fazer o mesmo. O uso de músicas e outras artes (como filmes, por exemplo) é comum no ensino de uma língua estrangeira em todo o mundo. Exceto quando essa língua é estrangeira […]

5 Substâncias Extremamente PRERIGOSAS

Por Erick Lins* Aqui vão algumas substâncias que podem fazer um bom estrago se manuseadas inadequadamente. Não estamos tratando de toxicidade dessas moléculas (isso fica pra outro post), e sim de sua alta instabilidade e “personalidade” explosiva. Algumas dessas foram objeto do video “5 of the Worlds’ Most Dangerous Chemicals” do Scishow, mas aqui adicionamos […]

Um rascunho de videogame de Sagan

Um dos telejogos mais antigos que existem é o Space Invaders. Lançado em 1978 nos arcades japoneses e dois anos depois no Atari 2600, seus gráficos de 8-bit mostram apenas uma nuvem de icônicos alienígenas quadriculados que devem ser abatidos com pixels de laser. Jogo de saudosa memória para muita gente e inspirado em Guerra […]

Descoberta a bola quadrada

Ou melhor: a nanobola quadrada. Melhor ainda: a nanobora quadrada. Trocadilhos à parte (ou não, porque esse texto vai ter um monte), há uma nova bola no campo da nanotecnologia. O time que a encontrou é formado por pesquisadores da China e dos Estados Unidos. A equipe foi a primeira a apresentar evidências experimentais de […]

Patentes Patéticas (nº. 145)

Ah, os anos 1980. A idade das trevas para os nerds, que sofriam bullying de todo mundo, dos oftalmologistas (que indicavam óculos fundo de garrafa) a Hollywood, e seus filmes com mais bullying ainda (e raramente uma vingança como exceção), passando por ortodontistas e seus aparelhos ostensivamente horríveis, carinhosamente chamados de “freios de cavalo” ou […]

Em uma palavra [192]

plaquê (pla.quê) s.m. 1. lâmina de metal mais ou menos delgada e geralmente de aparência dourada, com a qual se revestem certos objetos ou ornamentos de metal ordinário; metal ordinário usado na fabricação de objetos de adorno, imitando objetos de ouro; ouropel, ouro falso, bijuteria. 2. gír. no Brasil, o mesmo que papel-moeda; em especial […]

Patentes Patéticas (nº. 137)

Nada é mais fácil do que roubar doces de uma criança, certo? Não se ela estiver bem-equipada, pensou Lawson E. Bohannan no começo dos anos 1970. E o equipamento poderia ser bem simples: Um estojo de doces com uma tampa articulada, o estojo sendo conectado ao topo de um capacete infantil por uma junta universal […]

Próxima página »
Skip to content