Atenção e leitura

Atenção
Atenção

O quão atento você é?

Você também pode fazer esse teste no Buzzfeed:

O vídeo a seguir corresponde à uma possível versão de uma brincadeira realizada tanto com crianças quanto com adultos, no entanto esta brincadeira pode ser utilizada também para testar a atenção de diferentes pessoas.

O desafio aqui proposto possui apenas uma única regra: “assista o vídeo apenas uma vez”, e o mistério a ser descoberto é que você, leitor e espectador, desvende esta brincadeira, respondendo a seguinte pergunta:

Qual é o padrão para que uma pessoa possa passar a bexiga para outra pessoa?

E então conseguiu descobrir? Se sim, me diga qual foi seu primeiro palpite nos comentários, se não conseguiu, sinta-se no clima da Copa do Mundo e chute uma resposta! Clique em “seguinte” para ver a verdadeira resposta e descobrir se você é realmente bom quando o assunto é atenção!

 

 

 

 

NÃO LEIA A RESPOSTA AINDA!!!

 

 

 

Resposta

O padrão para se passar a bexiga para outra pessoa é: passar a bexiga de uma mão para outra antes de entregar!

Se você desvendou o padrão deste teste de atenção: meus parabéns! Mas se você não descobriu fique tranquilo, pois a maioria das pessoas muito provavelmente também não desvendaram, e sabe por que? O motivo está no fato de que quando focamos ou prestamos atenção em algo nosso consciente, para ter um desempenho melhor, escolhe pela Atenção Seletiva (STERNBERG, p.123), ou seja, após detectarmos o surgimento de determinado estímulo, seja ele visual, sonoro ou de qualquer outro tipo, escolhemos um destes estímulos para prestar atenção enquanto ignoramos os outros tipos. Isto é o que provavelmente acontece quando o espectador do vídeo, por detectar as palavras como um tipo possível de padrão, decide por ignorar outros estímulos, tais como o visual.

O fato de a regra ser “assista o vídeo apenas uma vez”, é por suposições, ainda não comprovadas, realizadas pelo pesquisador (a) deste teste de que quando uma pessoa não encontra um padrão, o consciente dela começa a procurar por outros tipos de padrões possíveis e a fazer uso da atenção dividida (STERNBERG, p.124), em que as pessoas “redirecionam os recursos da atenção segundo as necessidades” (STERNBERG, p.124).

Atenção e Leitura

Outro fato curioso é que o fenômeno da atenção seletiva, assim como ocorreu na brincadeira da bexiga, também ocorre em relação à leitura e à compreensão de textos, uma vez que apesar de o cérebro humano concentrar muita informação, durante a leitura ele precisa selecionar o que é mais importante para guardar e o que é secundário para se descartar (Sternberg, 2010, apud ROSA, G.P.S.,2016, p.271). Além disso, a falta de foco atencional durante a leitura pode gerar dificuldades na compreensão de textos, e dessa forma, dificultar o desenvolvimento do indivíduo enquanto leitor (FONSECA, 2013, p.13, apud ROSA, G.P.S., 2016, p.270).

Existe, além da atenção seletiva, a atenção sustentada, a qual é responsável por literalmente sustentar a atenção da pessoa em certa tarefa durante uma certa duração de tempo (LIMA, 2005 apud ROSA, G.P.S., 2016, p.273), mesmo que haja outros fatores que permitam distrações, um exemplo de seu uso é observado em provas mais extensas como o ENEM ou vestibulares, em que se é preciso sustentar a atenção durante determinado espaço de tempo, e quanto mais prolongado é este tempo, mais difícil se torna a capacidade de sustentação da atenção do cérebro humano.

Desse modo, vem o questionamento: “Como conseguimos, então, manusear a atenção necessária para determinada prova/ leitura? ” A atenção vai depender do interesse, da curiosidade de cada um pelo assunto a ser abordado, mas além disso, vai depender também de nossa capacidade de compreensão, de nossa capacidade de detectar estímulos e selecioná-los. (ZORZI, 2003, p.151 apud ROSA, G.P.S., 2016, p.276).

Atenção como motivador da compreensão

Seguindo este raciocínio, é possível dizer que o nível de atenção, depositado em determinada leitura, é um grande motivador para o nível de compreensão do texto em si, porque não sei se você leitor(a) já percebeu, mas quando a história de um livro se mostra extremamente interessante, ou um assunto abordado em um artigo é uma curiosidade que você sempre quis descobrir, ou mesmo aquela prova difícil da escola / faculdade que sua nota depende, a atenção que você, provavelmente, depositará na leitura será maior, o que pode fazer com que sua compreensão e interpretação de texto sejam mais sucedias. Portanto, se você deseja amadurecer como leitor (a), ou mesmo melhorar sua capacidade de interpretação de texto, tente começar por temas que te interessem, que te empolguem, que te inspirem, porque, muitas vezes, a escola, a faculdade, ou quaisquer outras instituições, fazem com que a leitura de determinados assuntos, os quais não são do interesse da pessoa, seja obrigatória e, desta forma, inúmeras pessoas acabam por perder o interesse na leitura devido a este fato. Dessa forma, o fato de você simplesmente gostar da leitura vai fazer com que sua mente deposite nela mais atenção, e desta forma, sua capacidade de leitura e compreensão de texto vão se desenvolvendo paralelamente.

Para quem gostou do teste aqui apresentado, existem outros testes como esse:

Referências:

Chabris, C. F., & Simons, D. J. The invisible gorilla: And other ways our intuitions deceive us. New York: Crown, 2010

Gabrielle Perotto de Souza da Rosa. Atenção, compreensão da leitura, consciência textual e aprendizagem.Disponível em: http://ebooks.pucrs.br/edipucrs/anais/coloquio-de-linguistica-literatura-e-escrita-criativa/2016/assets/26.pdf

FONSECA, Luísa. Compreensão leitora e atenção seletiva: um estudo com alunos do ensino médio. Dissertação (Mestrado) – 2013.

LIMA, Ricardo F. Compreendendo os mecanismos atencionais. Ciências e Cognição, v.6, p. 113- 122, 2005

STERNBERG. Atenção e Consciência: explorando a psicologia cognitiva.

STERNBERG, Robert J. Psicologia cognitiva. 5. ed. Porto Alegre: Artes Médicas, 2010

ZORZI, Jaime Luiz. Aprendizagem e distúrbios da linguagem escrita: questões clínicas e educacionais. Porto Alegre: Artmed, 2003.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*