Destilando – 1 ano e 11 encontros depois

Ano passado quando decidi fazer um Happy Hour com o povo da Divulga√ß√£o de Ci√™ncia (DC) do Twitter nem imaginei onde isso poderia chegar. A bem da verdade n√£o sei se fomos muito longe, mas pelo menos agora temos um grupo de pessoas que se re√ļne uma vez por m√™s para falar bobagem e se divertir junto mesmo a dist√Ęncia.

Convite do primeiro Destilando, l√° no distante 2020.

Tudo come√ßou bem improvisado usando uma conta gr√°tis do Zoom, que nos primeiros meses eu criava uma nova a cada m√™s para ganhar tempo ilimitado na primeira reuni√£o (#ficaadica). No primeiro m√™s eu n√£o sabia que para usar a ferramenta mais incr√≠vel dessa plataforma de reuni√Ķes tinha que ser habilitada e por isso n√£o usei, mas tamb√©m n√£o apareceu tanta gente assim. Nos meses que se seguiram eu aprendi a configurar direito a ferramenta e ent√£o pude separar as pessoas em grupos menores quando muita gente (mais de 20 pessoas) aparecia.

Ai a partir de Setembro descobri que a plataforma Sympla oferecia de graça o Zoom para eventos gratuitos, não pensei 2 vezes antes de migrar o evento para lá, facilitou bem a vida dessa que vos fala que tinha que abrir uma conta nova no Zoom todo mês e ainda enviar email com o link da reunião algumas horas antes do evento. Agora o Sympla faz isso pra mim.

Nos 4 primeiros meses do evento (maio a agosto) tivemos um total de 135 inscritos, mas n√£o tenho bem registrado quantas pessoas de fato apareceram a cada m√™s, nem quantas das que se inscreviam de fato compareciam. A partir de Setembro com a ajuda do Sympla esses n√ļmeros come√ßaram a ficar mais claros e organizados. 

Nesses 11 encontros um total de 324 pessoas se inscreveram. Desde setembro, 128 pessoas passaram pelo evento, tivemos uma média de 40 por evento e uma média de 62 inscritos por mês. Abril foi nosso recorde de inscritos: 99 e 57 deles passaram lá para nos dar um oi.

Mas a verdade √© que esse evento √© muito mais que n√ļmeros (e nossos n√ļmeros nem s√£o t√£o impressionantes assim), as pessoas que se reunem em torno dele, as conversas que aconteceram, as iniciativas que tomaram forma e se sentiram energizadas por causa dele s√£o as mais importantes. Costumo brincar que nosso case de sucesso do Destilando √© o perfil Voyeur de Animais Coloridos (VColoridos) da Daniele Rodrigues. Ela apareceu no primeiro encontro influenciada pelo orientador (que era blogueiro do Science Blogs Brasil) e perguntou o que o pessoal achava da ideia de um perfil de DC que ela tinha em mente. Ai tomou forma e hoje al√©m do perfil no Twitter com mais de 4 mil seguidores, ainda tem podcast e blog.

Eu pessoalmente posso dizer que por causa do Destilando conheci várias pessoas que hoje chamo de amigos e que falo regularmente além do evento, pessoas de vários lugares do Brasil e do mundo. Sim, temos expatriados participando também. Professores e pesquisadores no exterior que muitas vezes aparecem para nos fazer inveja por já terem sido vacinados ou por não lamentarem falta de verba para fazer seu trabalho, os pesquisadores brasileiros que ainda permanecem por aqui que lutem, né? (mas a gente gosta de vocês mesmo assim).

E pra celebrar 1 ano da existência desse Happy Hour consegui uns brindes ai pra sortear entre os participantes, além de cupom de desconto para comprar cerveja artesanal no Bro’s Beer, então fica o convite, se inscreva, compre cervejas e venha dar boas risadas e se divertir com a gente no próximo dia 26! Tá aqui o link: https://bit.ly/DestilandoSBBr

Até lá!

P.S.: Quero aqui super agradecer a Doppel Store, Bro’s Beer e Quatro Graus pelo apoio nessa celebração. Seria menos divertido sem vocês, com certeza!

A experiência Destilando

E ontem (14/05) rolou o primeiro Destilando. O Happy Hour de divulgadores e entusiastas da ciência. Inspirada com uns encontros online que tivemos com a nossa comunidade do ScienceBlogs Brasil resolvi fazer um evento social aberto para todo mundo que curte esse universo. Em tempos normais as vezes rolam encontros presenciais do pessoal conhecido, em sua maioria em São Paulo, mas em tempos de pandemia fazer algo online seria até mais interessante pois gente que está longe também poderia participar.

E foi muito gratificante. Teve gente de todas as regi√Ķes do Brasil, o que me deixa bem contente. Tivemos at√© alguns brasileiros que est√£o fora do Brasil.

Foi muito intrigante saber da dificuldade do professor da UFPA que desistiu de iniciar suas aulas de geof√≠sica online para os alunos pois mais de 20% deles n√£o tem acesso a internet. Foi interessante ouvir a d√ļvida da estudante de gradua√ß√£o se deveria  produzir conte√ļdo sobre animais coloridos. Teve gente se contactando para planejar o Pint of Science em Bel√©m. Teve gente sugerindo legendas em espanhol para os videos do √Ātila. E piadas de que todos estavam se refugiando no Happy Hour pois n√£o queriam ver mais uma live apocal√≠ptica do √Ātila.

Tivemos momentos com 25 pessoas ao mesmo tempo na sala, o que foi um tanto caótico, em tese eu gostaria de ter dividido as pessoas em grupos menores, mas o recurso para fazer isso não estava disponível, disseram que pelo fato de eu ter logado pelo app (que o próprio zoom me ofereceu para baixar ) e não pelo browser. Mas para uma primeira experiência achei muito válida e quem esteve parece que gostou e alguns estão até pedindo mais.

Sim, pretendo organizar mais encontros desse tipo e foi muito bom ver tanta gente apoiando e se nutrindo de um simples encontro de pessoas que se empolgam por coisas parecidas. A minha intenção é fazer algo leve, descontraído e descompromissado. Quem quiser fazer parte está convidado é só seguir nosso twitter para ficar sabendo dos próximos planos.

Muito Obrigada para cada um que apareceu: J√ļlia Tessler, Felipe Campelo, Alberto D√°vila, Ana Arnt, Vin√≠cius Penteado, Alisson Brand√£o, Carolina Sot√©rio, Roger Kogler, Bessa, M√°rcia Jamille, J√©ssica L√≠gia, Weverton Trindade, Leandro Tessler, Ana Paula, Alberto Akel, Rafael Bento, √Čverton Fernandes, Dayane Machado, Ricardo Ogando, Sabine Righetti, Karl, Igor Santos, Takata, Paula, Daniele Rodrigues, Lucas Rosa e √Ātila. (Se esqueci de algu√©m me falem, quem faltou o link aqui me falem tb)

ScienceBlogs Brasil 10 anos!

10anos_3
Para quem n√£o sabe o ScienceBlogs Brasil come√ßou como Lablogat√≥rios em 2008 e apenas alguns meses depois mudou para ScienceBlogs Brasil  e agora em agosto completamos 10 anos!
E para comemorar decidimos fazer uma blogagem coletiva convidando quem quiser para publicar textos no nosso blog Tubo de Ensaios. Quer participar? Veja como vai funcionar:
Ser√£o 4 semanas de publica√ß√Ķes, cada uma com um tema diferente, a primeira semana de publica√ß√£o dos textos ser√° a partir do dia 09/07/2018, portanto para essa primeira semana vamos receber textos at√© a sexta-feira anterior (06/07/2018). E assim segue, sendo a data limite para quem quiser enviar textos sobre o tema da semana a sexta-feira anterior, ok?
Os critérios para a publicação dos textos são:

  • Seu texto passar√° pela leitura dos participantes do ScienceBlogs e eles votar√£o a favor ou n√£o da publica√ß√£o;
  • O texto deve ser in√©dito e nunca publicado em nenhum site ou rede social;
  • Atender ao tema da semana. Textos fora do tema ser√£o descartados;

Os temas ser√£o:
1¬™ semana – Blogs morreram? (entrega at√© 06/07, publica√ß√Ķes a partir de 09/07)
2¬™ semana – Ci√™ncia e pol√≠tica (entrega at√© 13/07, publica√ß√Ķes a partir de 16/07)
3¬™ semana – Fazer ci√™ncia, minha vida de cientista (entrega at√© 20/07, publica√ß√Ķes a partir de 23/07)
4¬™ semana – Tema livre (entrega at√© 27/07, publica√ß√Ķes a partir de 30/07)
Enviar o arquivo em formato word.
Não se esqueça de colocar uma pequena apresentação sua no fim do texto, se quiser pode incluir foto, é só mandar.
Os textos devem ser enviados para o mail: contato@scienceblogs.com.br
Se voc√™ tem um blog e quiser participar fazendo publica√ß√Ķes com os temas da semana nos mande o link para divulgarmos nas nossas redes sociais.

#MinhaCienciaEmUmTweet

Quando vi o tweet abaixo do Instituto Serrapilheira, n√£o pensei duas vezes e adotei a ideia. E assim nasceu a hashtag mais bem sucedida do momento: #MinhaCienciaEmUmTweet.

Com a ajuda da ferramenta de monitoramento Torabit, descobrimos alguns dados das primeiras 36 horas da campanha como você pode ler nesse post da Revista Superinteressante.
Mas at√© 16/11 – 12h tivemos: 3994 tweets com 2071 autores √ļnicos.
Todos os estados brasileiros participaram da campanha, isso mostra que ciência tem interersse no Brasil todo.
O dia com mais participação foi dia 11/11 com um total de 1274 tweets.
Os perfis mais influentes (com maior n√ļmero de seguidores) que twitaram ou RT a hashtag foram:

  1. Nil Moretto
  2. Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência
  3. Ale Siedschlag
  4. Marco Gomes
  5. Pesquisa Fapesp
  6. Ulisses Sebrian
  7. Academia Brasileira de Ciências
  8. Caio Gomes
  9. Abril
  10. Schwarza

Os 10 tweets mais RT:

A professora Raquel Recuero fez uma análise da hashtag também, veja:

Como a Revista Superinteressante colocou a url do post dela sobre a hashtag no Facebook alguns comentários também aconteceram lá.
Infelizmente não é possível saber quantos posts tivemos no Facebook, mas várias páginas que falam de ciência fizeram posts sobre a campanha e várias pessoas também falaram de suas pesquisas no Facebook usando a hashtag, bastante curioso ver a hashtag migrando para outra rede social. Se você quiser ver esses posts sugiro colocar na hashtag na busca do Facebook.
Tivemos 2 participa√ß√Ķes no Instagram.
Resumo no infogr√°fico dos dados da campanha:
INFO#MInhacienciaemumtweet
As an√°lises das professora Raquel apontam que ainda estamos falando s√≥ para n√≥s mesmos, portanto isso √© um ponto que temos que nos preocupar, at√© quando vamos apenas falar para quem nos entende ou quem se interessa por ci√™ncia? Temos que levar isso para mais gente e sair desse clubinho fechado dos cientistas pois n√≥s sabemos da nossa import√Ęncia mas e o resto da popula√ß√£o? A participa√ß√£o deles √© important√≠ssima.

Adeus a um apaixonado pela ciência

chivononpo
√Č com a imagem do prov√©rbio italiano que nos despedimos do nosso scibling dos mais ativos e com data de nascimento mais antiga: Jo√£o Carlos da Cunha Lima, nosso blogueiro do Blog Chi V√≥ non P√≥. Querido por todos os sciblings, Jo√£o se definia como¬†um oficial reformado da Marinha com uma enorme paix√£o (n√£o correspondida) pelas ci√™ncias. Depois de seu primeiro texto em 14 de Maio de 2005, e¬†746 posts publicados depois, ele veio a falecer¬†na madrugada do dia 25 para 26 de Junho de 2016.
Desejamos conforto aos seus entes queridos.

Caro Jo√£o, descanse em paz!

Breakthrough РNova série do NatGeo

Tornados, sol, termas na Isl√Ęndia, fus√£o nuclear e cerveja artesanal, sabe o que tudo isso tem em comum? Voc√™ vai descobrir no quinto epis√≥dio de Breakthrought a nova s√©rie do canal NetGeo que estreia 07 de novembro, √†s 22h15.

N√≥s estivemos na premiere de Breakthrought no Instituto Tomie Ohtake dia 21 de outubro e assistimos ao quinto epis√≥dio que foi dirigido por Akiva Goldsman, produtor de grandes sucessos de Hollywood, como ‚ÄúPerdidos no Espa√ßo: O Filme‚ÄĚ, ‚ÄúConstantine‚ÄĚ e ‚ÄúEu Sou a Lenda‚ÄĚ e que tamb√©m trabalhou como produtor, roteirista e diretor na s√©rie ‚ÄúFringe‚ÄĚ.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

A série toda tem apenas 6 episódios e cada um deles teve a direção e a produção de algum famoso Hollywoodiano (Paul Giamatti!!!). Temas relacionados aos limites do planeta e dos seres humanos são contados de forma a prender a atenção de qualquer pessoa que se interesse minimamente por ciência.

Foto: Marcio Bruno

Achou o Rafael na foto? Foto: Marcio Bruno

O epis√≥dio que vimos, ‚ÄúEnergia no Limite‚ÄĚ, √© realmente muito bem feito, produ√ß√£o impec√°vel e efeitos visuais lindos, mas o que mais chama aten√ß√£o √© como as hist√≥rias s√£o contadas e os personagens reais apresentados. Vamos para um exemplo.

O episódio começa com um tipo de personagem que todo mundo adora: o gênio de garagem. Neste caso, um senhor simpático que quer induzir tornados para girar turbinas e com isso gerar eletricidade. Confesso que ficamos meio céticos com a viabilidade dessa alternativa, e a série não entra em detalhes de em que ponto de eficiencia essa ideia está, mas mostra a baita estrutura que esse cara conseguiu pra fazer o protótipo dele.

Normalmente vemos g√™nios de garagem incompreendidos, ou por n√£o terem recursos para passar para outra fase, ou por serem charlat√Ķes mesmo. Este √ļltimo caso acontece muito, por isso tenha sempre o p√© atr√°s com supostos ‚Äúg√™nios-boicotados-pela-grande-ind√ļstria‚ÄĚ e seus motores perp√©tuos. No caso da s√©rie mostram uma coisa rara de se ver nessa escala: uma ideia de garagem que deu certo!

Juntando grande produção técnica, e um storytelling muito bem pensado, Breakthrought, ou Bem Vindo ao Futuro, parece que vai agradar a muita gente, e não só aos science geeks.
Veja o trailer para a série:

Ganhadores do concurso "Explique sua tese para a vovó"

concurso título tese

Nosso concurso teve por objetivo estimular os acadêmicos a pensarem fora do jargão e das palavras difíceis. Quanto mais simples melhor, não é mesmo? Essa postura faz mais pessoas entenderem o objetivo do seu trabalho, trazendo proximidade e aceitação dos temas científicos.

Divulgação científica é um dever de todo cientista.

E aqui v√£o os 3 mais votados, que receber√£o como pr√™mio¬†¬†‚ÄúO Livro dos Milagres‚ÄĚ de Carlos Orsi. Parab√©ns aos vencedores!

1)   Ligia Moreiras Sena

Original: “Atividade neurofarmacol√≥gica do pericarpo dos frutos de Passiflora edulis variedade flavicarpa: envolvimento de flavonoides C-glicosideos”.

Explicando para a vov√≥: “V√≥, tentei fazer o povo trocar o rivotril por maracuj√°, mas n√£o consegui”.

A Ligia fez até uma imagem bacana:

Screen Shot 2014-01-02 at 12.21.44 PM

2)   Paulo Ricardo Roth

Original: “Taxonomia de pequenos roedores pret√©ritos com contribui√ß√Ķes ao
conhecimento das mudanças paleoambientais do Holoceno no nordeste do
Rio Grande do Sul, Brasil”.

Explicando para a vov√≥: “Quais tipos os tipos de rato moravam no RS antes do nono chegar pra derrubar o mato e plantar a ro√ßa de arroz”.

3)¬†¬† J√īnatas Bussador Do Amaral

Original: “C√©lulas MCF-7 como modelo 3D no estudo de c√Ęncer de mama humano”.

Explicando para a vov√≥: “Crio bolinhas de c√Ęncer V√≥”

———————————

Lembrando que os blogueiros do ScienceBlogs Brasil escolheram seus 10 preferidos, e esses que foram para a votação aberta. Veja aqui o resultado de todos os 10 selecionados:

grafico_concurso

Vote na melhor tradução de título de tese

concurso título tese
Vote no seu tradutor de título de tese favorito!
Selecionamos aqui os dez melhores. Agora é com você! Vote até sexta-feira, 13/12/13.
Os tr√™s mais votados v√£o ganhar¬†‚ÄúO Livro dos Milagres‚ÄĚ de Carlos Orsi!

Explique sua tese para a vovó!

concurso título tese

Você sempre fica nervoso quando algum parente te pergunta o que você está estudando no seu mestrado/doutorado (ou pós doutorado, iniciação científica)? Nunca fica satisfeito com as suas tentativas de explicar um assunto que você sabe que conhece com a ponta da língua? Infelizmente, essa não é uma habilidade treinada na academia e muitos cientistas apanham quando precisam explicar o que fazem para alguém que não seja formado na sua área de atuação.

Para estimular essa habilidade, o Science Blogs Brasil convida qualquer pesquisador ou estudante, de graduação, mestrado, doutorado ou profissional a criar coragem e explicar o título do seu trabalho de uma maneira tão simples que a sua avó e o seu sobrinho de 10 anos conseguiriam entender!

Prêmio

Os tr√™s melhores v√£o ganhar¬†“O Livro dos Milagres” de Carlos Orsi! Divulguem o concurso com colegas da sua universidade e nos seus perfis pessoais em redes sociais!

Regras

Envie na sess√£o de coment√°rios dessa postagem o t√≠tulo original e √°rea do seu trabalho (disserta√ß√£o de mestrado, tese de doutorado, t√≠tulo do trabalho de inicia√ß√£o cient√≠fica, artigo cient√≠fico) e em seguida um t√≠tulo n√£o-t√©cnico, que chamaremos de ‚Äút√≠tulo f√°cil‚ÄĚ. Lembramos que √© um t√≠tulo, ent√£o foquem em algo curto e direto ao ponto. Voc√™ pode mandar quantos t√≠tulos diferentes de trabalhos seus quiser – n√£o h√° limites de submiss√£o por pessoa.

O prazo para envio √© at√© dia 29/11/2013. Depois, ser√° aberta uma vota√ß√£o para eleger a melhor ‚Äútransforma√ß√£o‚ÄĚ de t√≠tulo em nossa fanpage no Facebook.¬†Curta l√°!

Exemplos

  • Original: “Efici√™ncia de difra√ß√£o e transfer√™ncia de energia em experimentos de mistura de duas ondas em cristais de bismuto” (link)
  • F√°cil: “Estudo sobre a dificuldade de criar duas ondas em uma lagoa caso ela fosse feita de cristais de bismuto (e caso as pedrinhas que voc√™ jogasse fossem de luz)”

  • Original: ‚ÄúProdu√ß√£o prim√°ria microfitobent√īnica em ambientes rasos‚ÄĚ (Tese de doutorado em Ecologia)
  • F√°cil: ‚ÄúComo plantas bem pequenas conseguem produzir o seu pr√≥prio alimento, at√© debaixo d¬ī√°gua‚ÄĚ

Para mais dicas de como fazer isso, veja esse artigo aqui. 

Aproveite a primeira rodada do interCi√™ncia, o interc√Ęmbio de divulga√ß√£o cient√≠fica!

head_interciencia01
Encerrada a primeira rodada de nosso ‚Äúamigo oculto‚ÄĚ entre divulgadores de ci√™ncia! Doze autores escreveram doze textos publicados em doze blogs, mas voc√™ pode adivinhar quem escreveu qual texto?

Al√©m de aproveitar este conjunto extraordin√°rio de textos criados como presentes especiais, voc√™ tamb√©m pode concorrer a um exemplar d‚Äô‚ÄúO Livro dos Milagres – A ci√™ncia por tr√°s das curas pela f√©, das rel√≠quias sagradas e dos exorcismos‚ÄĚ!
Para receber este livro em sua casa, basta adivinhar quem escreveu quais textos.¬†Utilize este formul√°rio¬†para participar do bol√£o da primeira rodada ‚Äď o livro ser√° sorteado √†s 12h do dia 3/3/2013 (domingo) entre aqueles que tiverem acertado o maior n√ļmero de autorias.
Você pode enviar vários chutes, mas todos devem ser enviados sob o mesmo endereço de email, e apenas o formulário mais recente será considerado no sorteio. Tentativas de participar com mais de um endereço de email serão sumariamente desclassificadas.
Fique atento pois os participantes desta primeira rodada podem revelar aqui nos comentários ou em seus blogs quais textos escreveram! Ah, os autores participantes desta primeira rodada não concorrem ao prêmio, mas ainda podem participar do bolão!
Quando anunciarmos os resultados publicaremos uma lista de classifica√ß√£o de todos os participantes do bol√£o, por ordem de quem tiver acertado o maior n√ļmero de autorias!
– – –
E você, que divulga ciência, que tal participar desta brincadeira com outros criadores? Uma espécie de amigo oculto, onde ao invés de trocar presentes embrulhados, divulgadores de ciência possam trocar textos, vídeos e arte em geral promovendo conhecimento e a diversão seja descobrir quem foi o autor ou autora? Já temos os doze participantes da segunda rodada do interCiência, e estamos esperando a sua inscrição para outras rodadas! Saiba mais e inscreva-se neste link.

Categorias