Guerra de esperma humano

Imagem: Young man is sitting in bed and watching pornography on laptop. LoloStock/Shutterstock
Imagem: Young man is sitting in bed and watching pornography on laptop. LoloStock/Shutterstock

Calma, isso n√£o √© um filme porn√ī, mas sim algo comum em diversas esp√©cies, que √© a batalha pela fecunda√ß√£o.
Cada um tem uma estratégia: aranhas perdem o pênis na fêmea fazendo um tampão para outro macho, vermes ejaculam em maior volume quando tem um macho competidor por perto, e por aí vai.
Em humanos é difícil de estudar isso, e você deve imaginar porque, certo?

Mas os cientistas deram um jeito: Dar um potinho para os rapazes e apresentar um v√≠deo porn√ī por 6 vezes (dias diferentes, claro), sempre com a mesma atriz. Mesmos atores em cenas diferentes. A s√©tima vez √© que era com uma nova atriz (n√£o virava um m√©nage, s√≥ trocavam a atriz).

Desta vez, com a mulher diferente, os espermatozóides são melhores e em maior quantidade que das vezes anteriores!
Poder ser uma estratégia para aproveitar a chance de engravidar uma mulher diferente da que você está acostumado? Difícil provar essas estratégias evolucionárias, mas é bacana ver que os humanos não estão fora da guerra de esperma.

S√≥ tome cuidado ao¬†usar este argumento quando voc√™ for pego pela oficial pulando a cerca. Apelar para o “dar uma variada √© natural” √© uma fal√°cia naturalista e n√£o tem nada a ver com o contrato que voc√™ fez com a sua dign√≠ssima. Variar pode ser bom pra todos, mas de comum acordo.

PS1: o trabalho não fala quais foram as atrizes envolvidas. Uma falha na descrição da metodologia, a meu ver.

PS2: desculpe ficar repetindo “guerra de esperma”. Sei que a imagina√ß√£o nos trai nessa hora.

 

Fonte:
Men – Here’s How A New Woman Alters Your Ejaculations

Artigo:
Joseph, P., Sharma, R., Agarwal, A., & Sirot, L. (2015). Men Ejaculate Larger Volumes of Semen, More Motile Sperm, and More Quickly when Exposed to Images of Novel Women Evolutionary Psychological Science DOI: 10.1007/s40806-015-0022-8
Dica de livro:
Guerra de esperma

Post no Scienceblogs:
O carnaval do s√©culo XVIII ‚Äď parte 1

Pai come filho para engravidar de outra. Chama o Datena!

[Datena mode on] Isso √© um absurdo! Cad√™ as autoridades? O cara engravida e mata as crias pra engravidar da outra?! E ainda por cima COMEU os filhotes pra sustentar a nova ninhada! Isso n√£o √© um ser humano! P√ēE NA TELA! [Datena mode off]
datena.jpg
ResearchBlogging.orgFam√≠lias ‘normais’ j√° s√£o problem√°ticas e dif√≠ceis de entender. Acontece de tudo (para ter uma leve no√ß√£o √© s√≥ assistir os notici√°rios policiais-sanguinolentos do Datena onde a m√£e corta o p√™nis do pai por ter espancado o filho, estuprado a filha, chutado o cachorro e fugido com a irm√£ do cunhado do primo-irm√£o).
Agora imaginem a confus√£o quando o pai √© a m√£e, e a m√£e √© o pai, e quem engravida √© o pai e a m√£e √© que tem que escolher o pai… Nossa, complexo.
Ainda bem que isso de papai gr√°vido s√≥ acontece muito raramente e n√£o em gente, mas em peixes (esque√ßam aquele filme J√ļnior do Arnold Schwarzenegger em que ele fica gr√°vido. At√© hoje sou traumatizado com a cena que aparece o beb√™ com a cara do ‘Governator’, blargh).
Nesses peixinhos descobriram que as rela√ß√Ķes familiares s√£o problem√°ticas. P√ēE NA TELA!
Qual seria a vantagem do pai de incubar os filhotes? Sim, porque geralmente (muitos exemplos em todo mundo animal) o homem n√£o quer muito compromisso, afinal ele pode engravidar v√°rias mulheres gastando muitas vezes s√≥ um xaveco barato, e √© a mulher que tem que arcar com todo o gasto do √≥vulo, enj√īos da gravidez, etc. Por isso elas costumam ser mais seletivas, e acabam sendo elas que realmente escolhem o parceiro mais interessante (√≠cone disso √© a Luciana Gimenez).
Mas o que acontece quando o macho é quem tem um gasto maior ficando grávido? Primeiro que é ele quem escolhe a fêmea, e pros peixes do estudo tamanho é documento, e eles preferem as fêmeas maiores. Outra coisa é que isso divide a responsabilidade.
Que fofo, então a mamãe entra com um óvulo cheio de nutrientes e os machos cuidam deles até a eclosão, dividindo assim as despesas.
Seria fofo se não fosse a dura realidade: os pais acabam tomando o poder da relação e eles passam a controlar quais crias vão ou não vão vingar. Se cruzar com uma fêmea grande, ele investe na cria e ela vai bem. Se a fêmea não é assim uma Angelina Jolie, ele investe menos ou até mesmo come (ou melhor, absorve) os óvulos pra gastar essa energia com uma fêmea melhor. Chama o Datena!!!!
Assim, o que parece um ato de caridade e igualdade entre machos e fêmeas é na verdade um conflito sexual viceral.
Mas no fim isso é bom para a espécie, que acaba selecionando e investindo numa característica que é importante para ela.
Paczolt, K., & Jones, A. (2010). Post-copulatory sexual selection and sexual conflict in the evolution of male pregnancy Nature, 464 (7287), 401-404 DOI: 10.1038/nature08861

Como conseguir mais sexo e deixar as mulheres aos seus pés? Arrumando uma namorada!

flirting1.jpgVoc√™, garot√£o, quer ficar irresist√≠vel pr√° mulheres, e n√£o tem l√° muitos escr√ļpulos?
Que tal ficar mais atraente pr√° mulherada arrumando uma… namorada?!

H√° muitos anos pesquisadores discutem quem √© mais propenso a desobedecer o nono ou d√©cimo mandamento (dependendo da religi√£o que voc√™ considerar), que diz: “n√£o cobi√ßar√°s a mulher do pr√≥ximo”, tamb√©m conhecido nos botecos do Brasil como “comportamento fura-z√≥io”.
Claro, nesse caso, pode ser “mulher” ou “homem”, como veremos a seguir.
ResearchBlogging.orgAlgumas pesquisas indicaram que os homens possuem uma tend√™ncia maior a perseguirem a parceira alheia, mas havia uma d√ļvida: essa tend√™ncia √© realmente mais forte nos homens, ou eles simplesmente eram mais propensos a ADMITIR que iam mesmo atr√°s de gente comprometida? Agora h√° resultados experimentais de que mulheres solteiras t√™m uma atra√ß√£o particular pelos parceiros alheios, de acordo com esse estudo publicado no Journal of Experimental Social Psychology.
0_21_flirting_450.jpgBaseando-se na cl√°ssica queixa feminina “os melhores homens j√° t√™m dona”, as psic√≥logas Melissa Burkley e Jessica Parker, da Universidade do Estado do Oklahoma, questionaram se essa afirma√ß√£o n√£o seria resultante de os homens comprometidos serem percebidos como “melhores” pelas mulheres. Para investigar esse fato, as pesquisadoras questionaram 184 universit√°rios (entre homens e mulheres), sendo que alguns eram solteiros, outros n√£o, sobre seu par rom√Ęntico ideal.
Em seguida, foi dito a cada um dos entrevistados que seu perfil havia encontrado um par de pensamento semelhante num programa de computador. Logo em seguida, os pesquisadores mostraram uma foto desse tal pretendente, um membro do sexo oposto bastante atraente. Todos os participantes homens viram a foto da mesma mulher, e o mesmo aconteceu com a foto dada para as mulheres.
Aí começa o experimento: metade do grupo de homens e do grupo de mulheres foi informada que a pessoa da foto era comprometida, sendo que os participantes restantes foram informados que as pessoas das fotos eram solteiras. As pesquisadoras então perguntaram qual era o grau de interesse dos entrevistados nas pessoas que o computador havia indicado, e estavam nas fotos.
Para os homens que participaram do experimento, e para as mulheres que já estavam comprometidas, não houve diferença significativa na atração pelo(a) pretendente sugerido pelo computador.
No caso dos homens, n√£o houve distin√ß√£o ALGUMA em rela√ß√£o √† mulher da foto ser comprometida ou n√£o, o interesse demonstrado foi o mesmo. Bom, isso n√£o √© novidade, n√≥s homens temos poucos crit√©rios, e todos sabem disso. Tamb√©m acho que toda mulher j√° ouviu um “mas eu n√£o sou ciumento” quando diz ser comprometida (convenhamos, um dos maiores xavecos-furados de todos os tempos n√©?), estou certo?
No entanto, as mulheres solteiras demonstraram uma preferência bem maior para ir atrás do companheiro alheio, em relação aos homens, e às mulheres comprometidas. Nas mulheres que foram informadas que o homem da foto era solteiro, ele despertou interesse de 59% das entrevistadas. Já, quando disseram que o homem já estava comprometido, pasmem: 90% (sim, NOVENTA) demonstraram interesse.
3-Flirt-061_384_426771a.jpg

“Alian√ßa bonita… posso te pagar um drink?”


Segundo as autoras, esse maior interesse pode vir do fato de um homem comprometido ter demonstrado sua habilidade em assumir compromissos. Uma das explica√ß√Ķes dadas por elas (e a que eu achei mais divertida, ali√°s) √© que as qualidades desse homem comprometido j√° tenham passado por uma pr√©-sele√ß√£o, que foi feita pela outra mulher (as garotas que participaram dessa pesquisa n√£o s√£o umas gracinhas?). Ali√°s, esse estudo foi bom para que as namoradas se cuidem (e, claro, cuidem dos seus respectivos), pois a concorr√™ncia pode vir sem d√≥ nem piedade!
Depois desses resultados e das justificativas dadas pelas entrevistadas, lembrei na hora da minha m√£e e de uma coisa que ela me ensinou, quando eu era adolescente: “√°gua morro abaixo, fogo morro acima, e mulher quando quer dar, ningu√©m segura!” (j√° at√© imagino a cruz bonita que v√£o fazer pr√° mim, depois dessa)
Minha experi√™ncia de vida j√° me dizia que esse lance de mulher vir com tudo em cima de homem comprometido era verdade (por hist√≥rias minhas, e de v√°rios amigos meus). Assim como as mulheres t√™m a m√°xima “todos os homens decentes j√° t√™m dona”, n√≥s homens temos “o melhor jeito pr√° se fazer chover mulher, √© arrumar uma namorada”.
E voc√™s, o que acham? D√™em suas opini√Ķes, e que a guerra dos sexos comece!!!
Paraquedistas1.jpg* Este texto faz parte da Blogagem Coletiva Caça-paraquedista (conheça mais sobre essa iniciativa aqui). Se você entrou aqui pelo Google, seja bem-vindo e aproveite para conhecer um pouco mais sobre o blog e ciência!
Para receber nosso conte√ļdo em primeira m√£o, siga-me no twitter @Gabriel_RNAm e clique aqui para assinar nosso Feed/RSS!
Parker, J., & Burkley, M. (2009). Who’s chasing whom? The impact of gender and relationship status on mate poaching Journal of Experimental Social Psychology, 45 (4), 1016-1019 DOI: 10.1016/j.jesp.2009.04.022
Imagens: Getty Images; Ellen Stagg Photography

Salvem o sexo comprando calças!

bonobo.JPG

Acima: Banner da loja no Scienceblogs gringo.O dono deve ser biólogo, certeza

Quando recebi esta propaganda por um amigo que a viu na revista WIRED, pensei que os donos da marca não sabiam do que estavam falando. Mesmo depois vendo na página do Scienceblogs em inglês duvidei da proposta.
Mas o pior √© que sabem. A loja de cal√ßas se chama “Bonobo”.
Para bi√≥logos e interessados este nome remete aos nossos parentes mais pr√≥ximos. Bonobos s√£o primatas parecidos com chimpanz√©s, mas n√£o s√£o chimpanz√©s. Eles s√£o famosos n√£o s√≥ pela proximidade com o Homo sapiens mas pela sua interessante vida social e sexual. Ali√°s uma √© totalemtne dependente da outra na sociedade bonobo (e porque n√£o dizer tamb√©m na nossa?). Nossos primos-irm√£os fazem sexo o tempo todo, e com todos. √Č como o famoso ato de catar piolho, s√≥ que com as genitais. E isso √© corriqueiro, como um aperto de m√£os. E n√£o tem tabu n√£o. √Č macho com f√™mea, f√™mea com f√™mea, macho com macho, adultos e filhotes. Vale tudo.
Entendeu porque tantas piadinhas entre biólogos sobre os bonobos? Inveja da sua atitude tranquila e natural quanto ao sexo.
J√° escrevi sobre bonobos aqui e o Discutindo Ecologia aqui
bermuda banana.JPGEntrando na p√°gina da loja Bonobo, que √© especializada em cal√ßas (?) percebemos um banner explicando que o nome vem de um macaco e que na compra de uma bermuda com estampa de bananas, de gosto muito duvidoso e que custa 78 D√ďLARES(!!!), 5 d√≥lares s√£o doados a um orfanato de bonobos, o Lola Ya Bonobo. Afinal bonobos est√£o amea√ßados de extin√ß√£o.
Recomendo que doem diretamente uma quantia maior que comprar esta coisa horrorosa, mas o t√≠tulo do banner da loja que √© engra√ßado: “Salvem o sexo, salvem os bonobos. Comprem e salvem este primata prom√≠scuo.”
Agora, se a campanha veio do nome ou se o nome já era parte da campanha de doação para os bonobos eu já não sei.
Tem também um vídeo com a evolução da calça e um blog falando sobre a campanha.
Mas fica a idéia. Quando for abrir sua próxima empresa, adote uma causa logo de cara. Mas talvez com menos apelação e preços mais módicos.