Browsed by
Tag: Pessimismo

A CAVERNA DE PLATÃO (II)

A CAVERNA DE PLATÃO (II)

Continuando a reflexão sobre a Alegoria da Caverna de Platão, ou simplesmente “A Caverna”, como a partir de aqui a chamaremos, segue um segundo ensaio dando sequência ao tópico iniciado em Julho deste ano. Trata-se de uma transmutação daquele esboço inaugural, motivo pelo qual o leitor assíduo reencontrará conceitos conhecidos. A Alegoria da Caverna se encontra no sétimo livro da República, de Platão. A República – em grego Πολιτεία, na transliteração latina, Politeía – foi composta no século IV antes de Cristo e é um dos maiores tesouros…

Read More Read More

Sobre fungos, corrupções e clichês

Sobre fungos, corrupções e clichês

Por: Vilmar Debona Em uma crônica de 1 de setembro de 2016, o escritor gaúcho Luis Fernando Veríssimo afirmava: “Dilma recorreu à metáfora de uma frondosa árvore, representando a democracia, para comparar golpe parlamentar e golpe militar. No militar, a árvore é destruída a machadadas. No parlamentar, é atacada por fungos, parasitas e erva de passarinho e também morre, mas lentamente. A metáfora parece simples (só faltando definir, no cenário nacional, quem é fungo, parasita e erva de passarinho)”i. Gostaria…

Read More Read More

Optimismo socrático – ¿pesimismo platónico? Las reflexiones del joven Nietzsche y un posible desdoblamiento (PARTE I)

Optimismo socrático – ¿pesimismo platónico? Las reflexiones del joven Nietzsche y un posible desdoblamiento (PARTE I)

En El Nacimiento de la Tragedia Nietzsche defiende que Sócrates es el padre del optimismo teórico occidental. El mensaje socrático contiene de modo patente y manifiesto, según el genio de Leipzig, dos axiomas básicos del optimismo: (i) que la sabiduría es la virtud y la virtud sabiduría y (ii) que quien realiza el mal – quien “peca”, digamos cristianamente – lo hace por ignorancia. Friedrich Nietzsche (1844-1900) fue filólogo de formación y conocedor de la literatura griega desde la fuente. Entre 1869 y 1879 leccionó en…

Read More Read More

DOIS PILARES DA PESQUISA CIENTÍFICA: DEDUTIVISMO E FALSEABILIDADE

DOIS PILARES DA PESQUISA CIENTÍFICA: DEDUTIVISMO E FALSEABILIDADE

Na bandeira do Brasil, lemos: “Ordem e Progresso”. Trata-se de uma abreviação do lema Positivista de Comte: “o Amor por princípio, a Ordem por base e o Progresso por fim“. Não é muito comum que bandeiras estampem palavras, talvez porque mesmo os vocábulos mais interessantes, como “Sabedoria”, “Beleza”, e “Liberdade”, podem facilmente se desgastar sobre o pano nacionalista.   No entanto, vivemos em um país positivista, e em um mundo positivista. E isso nossa bandeira exibe muito bem. O Positivismo, conforme Sabato, foi…

Read More Read More