O remdesivir é um medicamento antiviral de ação direta que inibe a síntese de RNA viral. É um medicamento experimental e, atualmente não está aprovado para nenhuma indicação medicamentosa. 

Inicialmente, o remdesivir foi desenvolvido para tratar a doença do Ebola causada por um vírus de RNA. E, agora, pesquisadores na empresa biotecnologica Gilead Science tem investigado o potencial desse composto químico para o tratamento de COVID-2019 que, por sua vez, mostrou possuir atividade tanto em cultura de células, como em modelos animais contra tipos diferentes  de coronavírus (SARS-CoV, MERS-CoV e SARS-CoV-2).[1]

A Gilead Sciences anunciou que a Administração de Alimentos e Medicamentos dos EUA (FDA) concedeu autorização temporária de uso de emergência para o remdesivir antiviral experimental para tratar COVID-19. A estrutura do mais novo fármaco temporário encontra-se na Figura a seguir.

O Remdesivir é primeiro fármaco aprovado temporariamente para tratar o COVID-2019 nos EUA. O uso desse medicamento está autorizado para o tratamento de pacientes hospitalizados com a doença no seu estágio grave. Embora, a duração ideal do tratamento ainda não tenha sido definida. Isto ainda está sendo estudado em ensaios clínicos que se encontram em andamento. [1] 

Ora, os cientistas descobriram que o medicamento é um potente inibidor das polimerases de coronavírus, indicando que pode ser uma boa aposta contra o COVID-19. Que boa notícia! 

No entanto, devemos lembrar que hoje, o remdesivir é um medicamento experimental e, dessa forma, ainda não está devidamente licenciado em nenhum orgão competente para o uso em qualquer condição. Isso porque até o presente momento o protótipo a medicamento, ainda não estabeleceu a segurança e/ou eficácia para o tratamento definitivo, conforme informação encontrada no Drugs.com.

Pelo visto não vai ser a cloroquina a primeira a cruzar a linha de chegada. Remdesevir saiu na frente nessa corrida de protótipos à  novos fármacos para o tratamento de COVID-2019.

Vamos torcer por bons resultados sempre com a cabeça nas nuvens, mas os pés no chão.

Referências Bibliográficas
1. Gilead Sciences – Biotechnology company, (2020). Gilead’s Investigational Antiviral Remdesivir Receives U.S. Food and Drug Administration Emergency Use Authorization for the Treatment of COVID-19. https://www.gilead.com/news-and-press/press-room/press-releases/2020/5/gileads-investigational-antiviral-remdesivir-receives-us-food-and-drug-administration-emergency-use-authorization-for-the-treatment-of-covid19

3 comentários

Healthy · 9 de maio de 2020 às 12:33

Artigo muito elucidativo. Eu espero que esteja certa e consigamos domar esta doença, pelo menos enquanto não houver vacina. Enquanto isso, fiquemos em casa.

    Gisele Silvestre · 10 de maio de 2020 às 04:29

    Sim, seremos capazes de dominar essa corona, amigo. Não por mágica … mas, com muita responsabilidade de todos e muito trabalho dos pesquisadores e pacientes envolvidos. Vamos manter a fé! Obrgada! =D

      Caroline Rodrigues da Silva · 26 de maio de 2020 às 12:59

      1- A) O- Oxigênio B) P- Fósforo C) N- Nitrogênio D) H- hidrogênio E) C- Carbono 2) Ebola

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *