Sobre Harrson S. Santana

Harrson S. Santana obteve seu doutorado em Engenharia Química pela Universidade de Campinas em 2016. Sua tese de doutorado foi a investigação da síntese de biodiesel em microcanais, utilizando simulações numéricas e ensaios experimentais. Em 2015, ele passou vários meses na Universidade de Glasgow (Reino Unido) desenvolvendo pesquisas na área de impressão 3D. Atualmente, ele é pesquisador associado e professor colaborador da Faculdade de Engenharia Química da Unicamp, trabalhando no desenvolvimento de microplantas químicas e uso de impressoras 3D em processos químicos. Ele publicou vários artigos explorando desde simulações numéricas no desenvolvimento de microdispositivos até o uso de microfluídica em reações químicas e operações unitárias. Seu interesse científico se concentra em fenômenos de transporte em sistemas microfluídicos, impressoras 3D e sistemas robóticos aplicados a processos químicos em microescala.

Minicérebros crescidos em biorreator impresso em 3D

Cientistas do MIT e do Instituto Indiano de Tecnologia de Madras cultivaram pequenas quantidades de tecido cerebral auto-organizável, conhecido como organoides, em um minúsculo sistema impresso em 3D que permite a observação enquanto crescem e se desenvolvem.

O artigo intitulado “A low-cost 3D printed microfluidic bioreactor and imaging chamber for live-organoid imaging” apresenta um biorreator com canais microfluídicos fabricados por impressora 3D para o cultivo desses organóides cerebrais.

Os organóides são partes do tecido cerebral e são muito utilizados no estudo de doenças e no efeito de medicamentos in vitro. Continue lendo

Microfluídica: a pequena e bela tecnologia escondida ao nosso redor

Quando você pensa em micro ou nanotecnologia, provavelmente pensa em pequenos componentes eletrônicos como o seu telefone, um pequeno robô ou um microchip.
Mas os testes COVID-19 – que provaram ser fundamentais para controlar a pandemia – também são uma forma de tecnologia miniaturizada. Muitos testes de COVID-19 podem dar resultados em horas sem a necessidade de enviar uma amostra a um laboratório, e a maioria desses testes usa a tecnologia Microfluídica.
Diversos produtos já no mercado, desde testes de gravidez a tiras medidores de glicose, impressoras a jato de tinta e testes genéticos, depende da microfluídica.
Essa tecnologia, sem o conhecimento de muitas pessoas, está em toda parte e é crítica para muitas das coisas que fazem o mundo moderno girar. Continue lendo

Nova técnica de impressão 3D pode levar a diagnósticos rápidos e econômicos

Pesquisadores da Universidade Católica de Lovaina ou KU Leuven, na Bélgica, fabricaram uma versão 3D de um teste de fluxo lateral, como os usados em testes COVID-19 e de gravidez tradicional. Os pesquisadores usaram uma impressora 3D e criaram um modelo 3D de um teste de fluxo lateral. A base deste modelo é um pequeno bloco de polímero poroso, onde “tintas” com propriedades particulares são impressas em locais precisos.
A grande vantagem da impressão 3D é que você pode adaptar rapidamente o design de um teste para acomodar outro protocolo, por exemplo, para detectar um biomarcador de câncer. Continue lendo

Indústria química brasileira é competitiva do portão para dentro

Por que a indústria química brasileira é tão pouco competitiva internacionalmente? E apesar de ser fundamental para a sociedade e ter consequências direta na produção de diversos produtos que vão desde os itens de supermercado até insumos farmacêuticos ativos, essa indústria não tem incentivos e nem investimento em pesquisa e desenvolvimento. Continue lendo

Como funciona o processo que pretende fazer oxigênio na Lua

Engenheiros britânicos estão ajustando um processo que será usado para extrair oxigênio da poeira lunar, e gerando pós de metal que poderá ser utilizado em impressoras 3D para fabricação de materiais de construção para uma base lunar.
Esse processo pode ser um passo inicial para o estabelecimento de uma usina extraterrestre de extração de oxigênio. Isso ajudaria a permitir a exploração e sustentar a vida na Lua, evitando o enorme custo de envio de materiais da Terra. Continue lendo

Como criar um Dispositivo Microfluídico no Autodesk Inventor

Você já se perguntou como são criados os dispositivos microfluídicos? 
Nesse post nós iremos aprender como criar dispositivos microfluídicos no Autodesk Inventor passo a passo. Continue lendo

Microfluídica Digital e as gotas movidas por programação

Microfluidica Digital é um dos ramos mais recentes para manipulação de líquidos que permitem o controle de gotas em superfícies planas através da condutividade do material que recobre as paredes do dispositivo possibilitando operações como mistura, separação, aquecimento e resfriamento. Continue lendo