Desenvolvimento de Microrreatores – Uma breve introdução

Olá querido leitor! Já faz algum tempo que nós não conversamos sobre os fundamentos da Microfluídica e da Engenharia Química. Eu sei que às vezes pode ser um pouco chato esses textos. Entretanto, entender esses fundamentos é essencial para explorar melhor as ferramentas dessas áreas e assim desenvolver microdispositivos cada vez mais complexos e dessa maneira, em um futuro próximo, construímos unidades industriais inteiras baseadas em microdispositivos. Os reatores químicos são conhecidos como o coração dos processos químicos industriais, podendo ser o responsável pelo fracasso ou o sucesso econômico. Mas o que são reatores químicos? São equipamentos nos quais ocorrem reações químicas e são encontrados em dois tipos básicos: tanques ou tubos. Nesse segundo tipo é que se enquadram os microrreatores. Podemos definir os microrreatores como dispositivos compostos por microcanais interligados, em que pequenas quantidades de reagentes são manipuladas, reagindo por um determinado tempo. Dependendo do tipo de reação, o desenvolvimento de microrreatores … Continue lendo

Microrreator para o estudo da formação do gelo que pega fogo

Olá querido leitor. Na publicação de hoje iremos conhecer o trabalho de pesquisadores do Instituto Politécnico da Universidade de Nova Iorque (EUA) que pode ter importantes implicações para engenharia e ciência climática. Isso porque esses pesquisadores liderados por Ryan Hartman, professor assistente de Engenharia biomolecular e Engenharia Química estão usando um novo meio de estudar como o metano e a água formam hidrato de metano que lhes permite examinar passos discretos no processo de forma mais rápida e eficiente. O composto Hidrato de Metano, também conhecido como gelo que pega fogo, é apontado por alguns como a energia do futuro. Utilizando um microrreator e pequenas mudanças de temperatura, eles conseguiram explorar o processo indeterminado pelo qual o gás metano se torna um hidrato sólido quando exposto à água. A pesquisa foi publicada no jornal Lab on a Chip (DOI: 10.1039/C7LC00645D). Uma quantidade enorme de metano está presa no pergelissolo (camada de solo congelada dos polos) … Continue lendo

Os Robôs e os Engenheiros Químicos

Olá querido leitor, tudo bem com vocês? A ideia desse texto veio de uma recente notícia do site ChemistryWorld sobre um estudo do grupo do Prof. Lee Cronin da Universidade de Glasgow em que foi apresentado um químico robótico que é mais eficiente do que os seus colegas de trabalho humanos, pelo menos quando se trata de descobrir e cristalizar moléculas gigantes de automontagem. Mas calma! Por enquanto, esses cientistas sintéticos não estão prestes a substituir os químicos. A intenção é que eles ajudem os humanos a enfrentar seus próprios pontos cegos e tendências quando se trata de pesquisa. O grupo de Glasgow criou um sofisticado algoritmo conectado a um sistema de manuseio de líquidos capaz de realizar experimentos de cristalização*.  O robô foi colocado contra a equipe do Prof. Cronin com os materiais de partida, um protocolo experimental para o processo de síntese e cristalização e um conjunto de dados … Continue lendo

Engenheiro químico desenvolve microdispositivo que purifica biodiesel

Olá querido leitor. Toda semana, nós conversamos sobre pesquisas e notícias sobre o mundo da Microfluídica e da Engenharia Química. O post de hoje tem um significado especial para mim, porque é uma publicação de um recente artigo nosso e que foi destaque na primeira página do site da Unicamp. Abaixo eu reproduzo o texto do Carmo Gallo Netto com as imagens do Antonio Scarpinetti. A publicação na íntegra você pode ver no site do Journal da UNICAMP (Link aqui). ¤¤¤¤ Em artigo publicado recentemente na Chemical Engineering Research and Design, periódico de grande impacto, o engenheiro químico Harrson Silva Santana apresenta um microdispositivo que permite a remoção do excesso de álcool do biodiesel, normalmente realizada em rotaevaporadores em laboratório e em colunas de destilação na escala industrial. Nessas colunas a mistura álcool/biodiesel, introduzida na base, é submetida a aquecimento e o álcool vaporizado sai pela extremidade superior e depois volta à … Continue lendo

Separação ultrarrápida de DNA em microchips

  Olá querido leitor, hoje nós iremos explorar um pouco a separação de DNA. Isso porque recentemente pesquisadores da Universidade de Twente, na Holanda, desenvolveram um dispositivo microfluídico de vidro para a separação ultrarrápida e a purificação de fragmentos de DNA de fácil fabricação e baixo custo. O estudo dos cientistas foi publicado na Microsystems e Nano Engineering (DOI: 10.1038/micronano.2017.1). O novo chip é capaz de fracionar fragmentos de DNA em apenas alguns minutos, enquanto as abordagens convencionais levam horas. O chip faz isso em alta resolução e também purifica os fragmentos, além de remover outros sais na amostra de DNA. Pequenas quantidades de DNA, como em diagnósticos médicos ou em medicina forense, serão suficientes. Os fragmentos estão tipicamente no tamanho da sequenciação de DNA de segunda geração, o próximo passo após o bem conhecido Projeto Genoma Humano. O microdispositivo Na figura acima, você pode ter uma ótima descrição do … Continue lendo

Gotas para produzir biodiesel

  Na nossa última postagem, eu e você querido leitor vimos que a empresa francesa Chanel estava utilizando a microfluídica de gotas para produzir novos cosméticos (confira o texto aqui). Só lembrando que na microfluídica de gotas, gotículas ou gotas servem como vasos de transporte e reação. Isso significa que na reação, um dos reagentes estará dentro de gotas e o outro reagente estará contornando essa gota, de modo que a reação ocorre na interface entre os reagentes. Agora pesquisadores da Universidade Nacional de Taiwan desenvolveram um sistema fluídico que utiliza essa microfluídica para produção de biodiesel, à partir de óleo de soja e metanol. A gota de metanol foi cercada pelo fluxo do óleo de soja. A reação de síntese de biodiesel ocorreu na interface entre esses dois fluídos não miscíveis. O óleo de soja reagiu com o metanol e foi convertido em glicerídeos e biodiesel. O glicerídeo foi então … Continue lendo

Microfluídica & Chanel: a revolução na indústria de cosméticos

  A Chanel anunciou recentemente uma nova linha de cosméticos baseados em tecnologia microfluídica. Os produtos anunciados pela empresa Francesa são o Hydra Beauty Micro Crème  e o Hydra Beauty Micro Sérum e podem ser uma revolução na indústria de cosméticos. No desenvolvimento desses produtos a Chanel trabalhou com a Capsum. A Capsum é uma startup especializada em encapsulamento de ativos e na criação de materiais inovadores para cosméticos. Esse é um belo exemplo não só da aplicação da Microfluídica na Indústria Química e farmacêutica, mas também como a tecnologia de startups podem ajudar grandes empresas. A descrição dos produtos no site da empresa (Link aqui) explica melhor essa união com a Microfluídica. “Com HYDRA BEAUTY Micro Sérum, CHANEL reinventa a hidratação. Primeiro soro formulado com microgotículas de camélia, nascido de uma tecnologia exclusiva e patenteada, resultante da microfluídica. Esta tecnologia revolucionária permite criar, no coração da fórmula, gotículas do ativo … Continue lendo