Category Archives: Geral

Um lugar quase lindo

Eu sei que o grande assunto do momento em Angra dos Reis são os deslizamentos que aconteceram e todas as suas consequências, mas não vou falar disso aqui, a mídia tradicional tá fazendo seu papel (bem ou mal, mas tá fazendo), mas esse tipo de coisa que eu vou mostrar não vira manchete de jornal, afinal, não mata ninguém, não é nada trágico (do ponto de vista que dê ibope) e não tem ninguém chorando porque perdeu tudo que tinha.

Mas eu acho bem triste ver uma praia maravilhosa com a que conheci lá ser tratada desse jeito.

Veja a foto abaixo, essa é a Praia do Dentista, provavelmente num dia de semana na baixa temporada, você consegue se imaginar nessa água verde esmeralda e nessa areia branca? Pois bem, lindo né?

praiadodentista

Praia do Dentista, Angra dos Reis, Ilha da Gipóia.

Agora veja como é essa praia na alta temporada, no fim do ano. Infelizmente você só pode ver, não pode sentir o cheiro, é um cheiro insuportável de gasolina, enquanto você nada na beira da praia, entre centenas de barcos, você sente o cheiro de gasolina, é lamentável, parecia mais que eu estava num porto do que numa praia que é ponto turístico de Angra dos Reis. E para ajudar, esqueça qualquer tipo de vista que você possa ter do mar a partir da praia, você só vê barcos e mais barcos, é literalmente um congestionamento de barcos. O pior ainda foi quando comentamos com o “guia” do passeio, um nativo da ilha, sobre a poluição pela quantidade de embarcações ele falou na maior inocência que “os barcos novos não poluem tanto”… Ai meus sais!

angra 009

Praia do Dentista.

A minha consciência fica um pouco menos pesada em relação a minha visita a essa praia pois o barco que me levou lá não parou nessa praia e sim do outro lado da ilha e eu fui caminhando até lá por uma trilha. Essa praia pra mim era a menina dos olhos do passeio e de fato é muito bonita, mas essa quantidade de barcos praticamente atracados na areia e o cheiro forte de gasolina conseguiram me deixar triste. Como disse meu namorado “a Praia do Dentista está com cáries”.

Retrospectiva

Depois de mais um ano de blog resolvi imitar algumas emissoras de TV e fazer uma retrospectiva. Não do que aconteceu no mundo, isso você assiste na TV, lê na internet, mas do que rolou aqui no blog. Segue os posts de 2009 mais inspirados, que me fizeram pensar, refletir, geraram discussões interessantes e que algumas vezes não foram os mais visitados… (nem sempre o que eu mais gosto de escrever é necessariamente o que a grande maioria das pessoas procuram).

 

Quem vai salvar a humanidade? (Interessante ler esse post depois que o Obama ganhou o Nobel da Paz.)

Enquanto a mudança não vem

Eu reclamo demais?

Limites

Por que e como as empresas criam programas de sustentabilidade e possuem um Executivo Chefe de Sustentabilidade (CSO)

O PIB e o que ele representa

Vamos aceitar a hipocrisia?

Não use a ignorância como desculpa

Perguntas que não sei a resposta

Tudo que a Amazônia me ensinou com uma visita.

Previsões 2010

harry_potter_bola_de_cristal

Por sugestão do nosso amigo Igor Santos do 42 estamos fazendo uma blogagem coletiva sobre previsões para 2010. Ele sugeriu coisas específicas do tipo "painéis solares terão um aumento de 15% em eficiência”, mas eu não sei se saberia ser tão específica. Então bolei algumas previsões assim mais genéricas:

* Várias empresas serão pegas praticando maquiagem verde em 2010 e algumas logicamente serão mostradas aqui no blog. Talvez uma empresa de varejo, uma companhia de energia ou alguma de construção civil?

* A economia no Brasil vai continuar crescendo, o consumo também e por consequência as emissões de CO2, bem como o desmatamento.

* O Censo 2010 vai mostrar que a população brasileira continua crescendo e pior, nas camadas mais pobres. (Mas acho que o resultado do Censo só sai em 2011)

* O tema meio ambiente vai ser bastante discutido durante a campanha eleitoral no Brasil, mas infelizmente não vai ser dessa vez que a candidata que realmente manja do assunto vai vencer. Tudo bem, um presidente da República não tem que entender tudo de meio ambiente, mas o candidato que vencer só vai PARECER entender, como a maioria das coisas por ai… Mas eu espero que a equipe do vencedor tenha uma equipe formada por pessoas que manjam de meio ambiente.

* Eu vou arranjar um emprego/trabalho que realmente tem a ver com sustentabilidade e finalmente vou me sentir realizada com o que faço! 🙂

 

Um ótimo 2010 para todos nós!

Boas Festas!

Para um novo ano cheio de novidades, realizações e ações verdes concretas!

 

mude-2010

 

Cartão diretamente do Mude o Mundo, por Fabio Yabu.

Brasil querendo ficar bem na fita, te convence?

Hoje quando abri o portal Globo.com apareceu um pop-up do Governo Brasileiro que levava para um site falando da participação do Brasil na COP-15.

 banner_brasil banner_brasil2

Numa das páginas do site chamada Panorama que fala de matriz energética limpa eles afirmam (no texto) que 45,9% da produção de energia brasileira vem de fontes renováveis. Ai mostram 2 gráficos, um mostrando a matriz energética brasileira separada em renovável (46,4%, afinal qual o número correto?) e não renovável (53,6%) e outro gráfico as fontes de geração de eletricidade. Mais de 75% é de origem em hidrelétricas.

Ai o Brasil resolve falar em investimentos, é essa parte que mais me irrita. “A estimativa do Ministério de Minas e Energia para o período 2008-2017 indica aportes públicos e privados da ordem de R$ 352 bilhões para a ampliação do parque energético nacional.” “Para a área hidrelétrica estão previstos cerca de R$ 83 bilhões.” “Outros R$ 23 bilhões devem ser aplicados na expansão da produção e oferta de biocombustíveis como etanol e biodiesel.”

Ótimo, são R$106 bilhões que serão investidos hidrelétricas e biocombustíveis, ou seja, 30,12% do total dos investimentos. Tá e os outros R$ 246 bilhões? Vão investir em que? Vento? Nuclear? Gás Natural? Petróleo e derivados? Vejam bem são praticamente 70% de todo o dinheiro e eles não falam onde vão investi-lo, por que será? Não pega bem num site que fala de desenvolvimento sustentável e matriz energética limpa dizer que 70% dos investimentos em matriz energética não terão nada a ver com fontes alternativas de energia. Espero realmente estar errada e que o texto foi feito as pressas e esqueceram de mencionar o quanto vão investir em outras fontes renováveis.

A ideia do site de mostrar o que o Brasil tem feito pelo seu “desenvolvimento sustentável” é louvável, mas não precisava entrar na maquiagem verde, né? Tá querendo enganar quem, Brasil, ainda mais depois do pré-sal?

Projeto Saúde & Alegria

Eu poderia escrever linhas e linhas sobre esse fantástico Projeto, mas acho que vou economizar muitas se você ver esse vídeo institucional deles.

O Projeto Saúde e Alegria nasceu pelo idealismo do Dr. Eugênio Scannavino que resolveu ir para o Norte, montar acampamento, estender uma lona de circo e virar malabarista da saúde. Conhecer a história dessa pessoa me faz ver como eu contribui pouco para o mundo e que para conseguir que as coisas mudem é preciso ter muita, mas muita perseverança. Não foi à toa que ele ganhou o primeiro Prêmio Empreendedor Social em 2005.

O carro-chefe sem dúvida do Projeto é o barco hospital, o Abaré, que quer dizer em Tupi o amigo cuidador. Esse barco financiado pelo Terre dês Hommes Holanda, conta com sala odontológica e de obstetrícia, equipamentos para exames clínicos básicos completos. E tem como suporte uma ambulancha, facilitando o resgate de pacientes nos casos mais emergenciais. O barco tem até um blog!

pará 068 O barco-hospital Abaré.

Mas o que me deixou mais admirada foi a Rede Mocoronga de Comunicação Popular. Essa rede conta com Rádio, TV, Jornal e os telecentros culturais. Provavelmente essa parte me deixou muito admirada por ver a importância dessa rede para as comunidades interagirem entre si e também por descobrir como os blogs e a internet (ferramentas que adoro) são tão utilizadas por eles.

É por causa de vídeos como o que você vê logo abaixo, produzido pela comunidade de Urucureá, com apoio da Rede Mocoronga, que o mundo pode conhecê-los e respeitá-los

Tudo que a Amazônia me ensinou com uma visita

A gente não quer só comida
A gente quer comida
Diversão e arte
A gente não quer só comida
A gente quer saída
Para qualquer parte…

A gente não quer só comida
A gente quer bebida
Diversão, balé
A gente não quer só comida
A gente quer a vida
Como a vida quer…

Arnaldo Antunes/ Marcelo Fromer/ Sérgio Britto

Confesso que só depois dessa viagem para a Floresta Amazônica eu pude entender de verdade o significado dessa música. Sim, é uma vergonha, de verdade eu achava que internet era um luxo que não era urgente para comunidades tão carentes de outras prioridades, que era muito mais importante levar saúde, comida, saneamento básico e educação básica para essas pessoas do que computadores, celulares ou qualquer outro apetrecho tecnológico e me vi completamente equivocada depois de conhecer Belterra, Suruacá e o Projeto Saúde e Alegria.

Outro dia lendo meu blog favorito sobre a África (tá é o único que eu leio sobre o continente), o autor contava da dificuldade de conexão que alguns países africanos, e uma pessoa comentava que velocidade de internet não era e não deveria ser prioridade pra eles, que importante mesmo era energia, saneamento básico e comida. Fiquei com o assunto na cabeça refletindo sobre isso e essa viagem ao Pará me fez ter certeza que energia, saneamento básico e comida são importantes sim, mas como diz a música a gente não quer só comida, a gente quer internet, celular e conexão boa.

E por que conexão é tão importante para eles? Simplesmente porque é o contato que eles podem ter com o mundo e as vezes o mundo nem precisa assim ser tão vasto e infinito, pode ser a comunidade mais próxima que você demoraria um dia inteiro para chegar de barco.

No Passeio de barco que fiz até o barco-hospital e depois à comunidade ribeirinha de Suruacá a Vivo levou a Mônica de Almeida (@monicabelterra), monitora do telecentro de Belterra, que além do seu blog pessoal – Blog da Mônica, ainda colabora no blog da cidade – Belterra e no blog coletivo da comunidade, o Fuxico de Belterra. É interessante como surgiram esses blogs sobre a cidade, o blog “oficial” faz parte da Rede Mocoronga de Comunicações, um braço do Projeto Saúde Alegria (que será assunto de um outro post), esse blog conta com a participação de toda a comunidade, qualquer pessoa da cidade que quiser pode contribuir, mas como o objetivo dele é principalmente educativo algumas coisas simplesmente não cabiam, ai criaram o Fuxico de Belterra que é bem mais livre, você pode encontrar desde assuntos sérios até as fofocas e as últimas baladas da cidade. Alguns posts desse blog também são selecionados para sair no Blog da Cidade.

pará 050

Mônica twitando do barco no Rio Tapajós.

Não vou discorrer sobre a importância de conexão em rede aqui, nem teria propriedade para isso, mas para comunidades que não tinham nem sinal de telefone agora terem opção de conexão banda larga é um avanço inigualável. Puro preconceito meu achar que eles não precisavam disso agora.

Vou finalmente conhecer a Floresta Amazônica, uma parte dela, claro.

santarem

A convite da Ericsson e da Vivo estou indo essa semana para o Pará para a inauguração da Estação de Rádio Base (ERB) Pedro Teixeira, no município de Belterra, esta será a primeira antena de celular da região oeste do Estado. Lá vou conhecer o Projeto Saúde & Alegria. Vamos ver o que essa antena que contará também com transmissão de dados poderá levar para essa região.

Finalmente irei conhecer a Floresta Amazônica! Vamos ver o que vou conseguir captar em alguns dias. Conto tudo na volta!

Eu não me iludo

Maior burburinho onde quer que eu leia sobre a COP-15 e eu aqui quieta só assistindo.

De verdade não queria me manifestar a respeito pois de verdade eu serei bem pessimista… Não acredito que veremos grandes mudanças, acordos ou algo que o valha em mais uma Conferência das Partes. Mudança de paradigma, distribuição de renda, educação e tudo mais que o mundo precisa pra ser melhor não se faz, não se decide em encontros diplomáticos ou por decreto, a coisa precisa ser muito mais profunda e verdadeira.

Me desculpe, mas enquanto as pessoas ficarem esperando decretos, acordos, normas para verem as coisas seguirem um caminho melhor e continuarem vivendo suas vidas normalmente sem alterar nada – como andar a pé, evitar sacolas plásticas, economizar energia, reciclar, consumir menos – e digo tudo isso junto ao mesmo tempo, não apenas algumas dessas alternativas – vão ser necessárias mais umas 50 COPs para podermos mudar alguma coisa efetivamente.

Os governos deveriam fazer a sua parte? Deveriam, mas já faz 15 COPs que muito pouco tem sido feito e que mudanças você efetivamente viu? Eu vejo pouquíssimas e falar de redução de carbono sem falar na redução da população mundial e redução de consumo pra mim é uma utopia, é apenas assinar um papel para que no futuro não me responsabilizem por omissão. E se nós não queremos colocar a nossa espécie em risco no futuro nós precisamos de mais, muito mais que isso.

Por favor, Claro, explique-se

Principalmente por que eu sou cliente Claro e portanto mereço uma explicação.

A explicação que eu quero é em relação a essa notícia: Fiscalização flagra escravos em escavações para rede da Claro. E é óbvio que “A assessoria de imprensa da Claro informou que a empresa ” já tomou providências internas para o referido caso”” não me satisfaz.
Quero saber: 

  • Quais as garantias que a empresa me dá que coisas parecidas não estão acontecendo em outras obras suas pelo país.
  • Quero provas de que as empresas envolvidas estão sendo exemplarmente punidas.
  • E quero ter certeza que os serviços que estão acontecendo nesse local as pessoas estão ganhando decentemente e as condições de trabalho são minimamente satisfatórias.

É triste ver notícias como essas pipocarem por ai, mas acho mais triste ainda isso não ser severamente recriminado nas principais mídias. Todo mundo falando por ai de sustentabilidade, responsabilidade social e uma empresa enorme como a Claro dá uma dessas? Vergonha alheia! Ainda mais por ser a minha operadora de celular!