Browsed by
Tag: Poder

A CAVERNA DE PLATÃO (II)

A CAVERNA DE PLATÃO (II)

Continuando a reflexão sobre a Alegoria da Caverna de Platão, ou simplesmente “A Caverna”, como a partir de aqui a chamaremos, segue um segundo ensaio dando sequência ao tópico iniciado em Julho deste ano. Trata-se de uma transmutação daquele esboço inaugural, motivo pelo qual o leitor assíduo reencontrará conceitos conhecidos. A Alegoria da Caverna se encontra no sétimo livro da República, de Platão. A República – em grego Πολιτεία, na transliteração latina, Politeía – foi composta no século IV antes de Cristo e é um dos maiores tesouros…

Read More Read More

Democracia de gênero (I): é possível um pacto entre mulheres?

Democracia de gênero (I): é possível um pacto entre mulheres?

“A democracia não pode funcionar ao menos que haja 50% de mulheres em todos os postos de poder, em todas as partes…”, Beriräs, 1990. Podemos falar em democracia diante das desigualdades de gênero que se expressam diariamente nos diferentes espaços da sociedade, nos quais milhares de mulheres estão sujeitas à injustiças, práticas de exclusão, confinamento ao espaço doméstico, discriminação, violência de todos os tipos, silenciamento, invisibilidade e hierarquias nos espaços de poder? Os dinâmicos processos de construção democrática permitem identificar…

Read More Read More

Sobre fungos, corrupções e clichês

Sobre fungos, corrupções e clichês

Por: Vilmar Debona Em uma crônica de 1 de setembro de 2016, o escritor gaúcho Luis Fernando Veríssimo afirmava: “Dilma recorreu à metáfora de uma frondosa árvore, representando a democracia, para comparar golpe parlamentar e golpe militar. No militar, a árvore é destruída a machadadas. No parlamentar, é atacada por fungos, parasitas e erva de passarinho e também morre, mas lentamente. A metáfora parece simples (só faltando definir, no cenário nacional, quem é fungo, parasita e erva de passarinho)”i. Gostaria…

Read More Read More

Crise Política no Brasil: a corrupção e o “vandalismo de gravata”

Crise Política no Brasil: a corrupção e o “vandalismo de gravata”

O que há para além da indignação? A raiva, seguramente. Ou talvez ela venha antes. Seja como for, eis a questão: qual é a paisagem que vislumbram aqueles que atravessaram o agitado tumulto desses nefastos sentimentos? Sem dúvida é uma paisagem inóspita e desolada, um deserto capaz de dissuadir o peregrino mais empenhado e fazê-lo desviar o caminho, abrir-se pela tangente, lançar-se mato dentro e talvez construir uma cabana na montanha onde, isolado em terapêutico retiro, possa recuperar forças e…

Read More Read More

FILOSOFIA com CINEMA

FILOSOFIA com CINEMA

O texto que segue foi extraído do vídeo-ensaio de mesmo nome disponível na íntegra no final do post. Ambos são da autoria de Rafael Fernandes, doutorando em Filosofia na Unicamp e foram apresentados no I Encontro de Pós-Graduação em Filosofia dessa casa, em Outubro de 2017. A dupla realização de Fernandes explora a terra média onde o suporte audiovisual, potencializado pela mídia de massa e as recentes, porém já consolidadas, tecnologias da informação se encontram e se combinam seja com…

Read More Read More

O BRASIL COMO LUPA DO CONCEITO DE CONTRADIÇÃO DA ALMA DE MONTAIGNE

O BRASIL COMO LUPA DO CONCEITO DE CONTRADIÇÃO DA ALMA DE MONTAIGNE

Lula foi corretamente condenado a nove anos de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Rousseff foi retamente desapossada da presidência por pedaladas fiscais, decretos de crédito suplementar sem autorização e financiamento ilegal de campanha. Dirceu e Palocci não são mártires sem culpa em seus vai-e-vens à prisão. Contudo, muitos líderes da direita seguem sem punição. Em nome da saúde social, defenderemos aqui a importância da constância jurídico-política, isto é, a necessidade de que todas as partes da população…

Read More Read More