Browsed by
Tag: Ética

Crónicas Millennials (I)

Crónicas Millennials (I)

El computador (en general en conjunción con el celular e, intermitentemente, con la tablet o el kindle) es una especie de exocerebro del sujeto así llamado millennial. Somos millennials los nacidos entre 1980 y el año 2000. Generación Y, también se nos dice. Y conste que si me permito la primera persona, en general tan limitada y limitante fuera del universo poético, es porque la categoría me incluye de lleno. Desde que supe de ella, de hecho, no ha dejado de…

Read More Read More

Democracia de gênero (I): é possível um pacto entre mulheres?

Democracia de gênero (I): é possível um pacto entre mulheres?

“A democracia não pode funcionar ao menos que haja 50% de mulheres em todos os postos de poder, em todas as partes…”, Beriräs, 1990. Podemos falar em democracia diante das desigualdades de gênero que se expressam diariamente nos diferentes espaços da sociedade, nos quais milhares de mulheres estão sujeitas à injustiças, práticas de exclusão, confinamento ao espaço doméstico, discriminação, violência de todos os tipos, silenciamento, invisibilidade e hierarquias nos espaços de poder? Os dinâmicos processos de construção democrática permitem identificar…

Read More Read More

Supondo que a verdade seja uma mulher: para uma ética da diferença a partir de Nietzsche

Supondo que a verdade seja uma mulher: para uma ética da diferença a partir de Nietzsche

Friedrich Nietzsche, filósofo alemão nascido em 1844, filho de Franziska Oehler e Carl Ludwig, não parece ser, à primeira vista, uma figura privilegiada ou mesmo diferenciada para se pensar questões referentes à discussão de gênero. Ainda que Hannah Arendt, Lou-Andreas Salomé e a pioneira da psicanálise, Sabina Spielrein, tenham lido e escrito sobre a filosofia de Nietzsche, ele permanece, até os dias de hoje, no âmbito da suspeita quando se trata de discutir o tema da mulher ou do feminino….

Read More Read More

Democracia de Gênero (II): compartilhar espaços políticos em nível de igualdade

Democracia de Gênero (II): compartilhar espaços políticos em nível de igualdade

Partimos do pressuposto que a democracia de gênero é uma meta, uma utopia a ser alcançada, transformando as relações sociais de acordo com os princípios democráticos propostos em lei. Para Judith Astelarra (2003), a democracia de gênero passa pela igualdade de oportunidades para homens e mulheres. Pela equiparação das mulheres com os homens nos espaços e atividades consideradas masculinas. Pela correção da ausência de mulheres nos âmbitos dos papéis sociais até então definidos como masculinos. Para a autora, as políticas…

Read More Read More

Sobre fungos, corrupções e clichês

Sobre fungos, corrupções e clichês

Por: Vilmar Debona Em uma crônica de 1 de setembro de 2016, o escritor gaúcho Luis Fernando Veríssimo afirmava: “Dilma recorreu à metáfora de uma frondosa árvore, representando a democracia, para comparar golpe parlamentar e golpe militar. No militar, a árvore é destruída a machadadas. No parlamentar, é atacada por fungos, parasitas e erva de passarinho e também morre, mas lentamente. A metáfora parece simples (só faltando definir, no cenário nacional, quem é fungo, parasita e erva de passarinho)”i. Gostaria…

Read More Read More

Optimismo socrático – ¿pesimismo platónico? Las reflexiones del joven Nietzsche y un posible desdoblamiento (PARTE I)

Optimismo socrático – ¿pesimismo platónico? Las reflexiones del joven Nietzsche y un posible desdoblamiento (PARTE I)

En El Nacimiento de la Tragedia Nietzsche defiende que Sócrates es el padre del optimismo teórico occidental. El mensaje socrático contiene de modo patente y manifiesto, según el genio de Leipzig, dos axiomas básicos del optimismo: (i) que la sabiduría es la virtud y la virtud sabiduría y (ii) que quien realiza el mal – quien “peca”, digamos cristianamente – lo hace por ignorancia. Friedrich Nietzsche (1844-1900) fue filólogo de formación y conocedor de la literatura griega desde la fuente. Entre 1869 y 1879 leccionó en…

Read More Read More

Democracia de gênero (III): reflexões conclusivas

Democracia de gênero (III): reflexões conclusivas

A atuação de homens e mulheres na política está guiada por diferentes éticas. As mulheres têm demonstrado, através de anos de lutas e movimentos, que as principais conquistas em relação aos seus direitos foram alcançadas na grande maioria por elas mesmas. Por esse motivo, os “pactos entre mulheres” e os “pactos intergêneros” demandam acima de tudo solidariedade, que para Ana Maria Martinez de Escalera (2013) se manifesta através de experiências conjuntas, tanto de apoio como de resistência, evidenciando que há…

Read More Read More

FILOSOFIA com CINEMA

FILOSOFIA com CINEMA

O texto que segue foi extraído do vídeo-ensaio de mesmo nome disponível na íntegra no final do post. Ambos são da autoria de Rafael Fernandes, doutorando em Filosofia na Unicamp e foram apresentados no I Encontro de Pós-Graduação em Filosofia dessa casa, em Outubro de 2017. A dupla realização de Fernandes explora a terra média onde o suporte audiovisual, potencializado pela mídia de massa e as recentes, porém já consolidadas, tecnologias da informação se encontram e se combinam seja com…

Read More Read More

TREVAS OU CIÊNCIA: SUPERAREMOS O VERDADEIRO 1 X 7 ?

TREVAS OU CIÊNCIA: SUPERAREMOS O VERDADEIRO 1 X 7 ?

A Copa do Mundo se aproxima. Galvão Bueno está afoito. A seu lado, também se anima o autor da célebre frase: “Não se faz Copa do Mundo com hospitais”. Até porque, a Copa é uma ótima ocasião para reencontrar os amigos da FIFA que não estão presos. Até agosto de 2018, a mídia já possui seu tema: futebol, Venezuela e desacordos político-jurídicos. Em outubro, de repente, eleições. Em outro momento, falaremos da saúde e a beleza do futebol-raiz reinventado por…

Read More Read More