Nova série sobre revisão por pares

Poucas coisas em ci√™ncia s√£o mais frustrantes do que investir meses de trabalho de um aluno brilhante num projeto no qual voc√™ acredita, passar dias polindo o texto da melhor maneira poss√≠vel, quem sabe at√© gastar recursos pr√≥prios na tradu√ß√£o ou edi√ß√£o do texto do artigo para, ap√≥s submetido o manuscrito, receber uma revis√£o de baixa qualidade. O primeiro revisor tem uma opini√£o claramente enviesada baseada em uma interpreta√ß√£o discordante de evid√™ncias pret√©ritas, mas que nada t√™m a ver com o que seus dados mostram. O segundo revisor considera os dados desinteressantes e sem valor para aquele peri√≥dico. O terceiro tem expectativas irreais sobre os resultados que ele gostaria que voc√™ apresentasse. N√£o apenas voc√™ est√° desapontado, mas seu aluno, que precisa atender a prazos e expectativas alheias a voc√™, est√° amea√ßado. Continue lendo…

Crises e prioridades

Um dos principais empecilhos √† produtividade √© a dificuldade de definir prioridades. A√≠ est√° uma coisa que frequentemente percebemos nos cursos e palestras nos quais abordamos gerenciamento do tempo. Um pesquisador encara uma lista de itens que precisa realizar naquela semana, percebe que a somat√≥ria do tempo estimado para sua realiza√ß√£o excede em muito 40 horas de trabalho, mas n√£o consegue avaliar quais itens da lista seriam dispens√°veis. Continue lendo…